Kinderdijk: os famosos moinhos de vento da Holanda

Kinderdijk: os famosos moinhos de vento da Holanda

Gostou? Compartilhe!

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email

O nome pode ser estranho e difícil de pronunciar – Kinderdijk (leia-se quinderdique) – mas aposto que se você viajar para a Holanda esse vai ser um nome que você nunca esquecerá. É que nessa cidadezinha, situada próxima a Rotterdam, é possível visitar os famosos moinhos de vento, uma das grandes atrações da Holanda.

É a maior concentração de moinhos antigos da Holanda. São 19 no total, todos construídos no século XVIII. O cenário é lindíssimo e a área é Patrimônio da Humanidade pela Unesco.

De Amsterdam a KinderdijkDe Amsterdam a KinderdijkDe Amsterdam a Kinderdijk

Os moinhos foram construídos para evitar as inundações frequentes, já que a região fica abaixo do nível do mar. Numa linguagem bem simples, os moinhos utilizam a força do vento para retirar a água e drenar o solo. Para manter a terra livre de inundações, além dos moinhos, existe um sistema de diques, represas e canais para coleta da água.

Atualmente, os moinhos foram substituídos por um sistema automatizado de bombeamento de água. No entanto, os moinhos se encontram em boas condições de uso e alguns poucos ainda funcionam. Outra curiosidade é que famílias responsáveis pela conservação e manutenção dos moinhos, até hoje, residem dentro deles.

 

O que fazer em Kinderdijk

A maior atração por lá é mesmo admirar e fotografar os moinhos, que ficam todos reunidos em uma mesma área e alinhados em duas fileiras.

De Amsterdam a KinderdijkDe Amsterdam a KinderdijkDe Amsterdam a Kinderdijk

É proibido o tráfego de veículos no local. Por isso, o passeio é feito de bike ou a pé.

Um dos moinhos foi convertido em museu, o Museummolen Nederwaard. No museu você pode entender melhor como funciona um moinho e também ver como as pessoas responsáveis pela conservação do moinho moram ali. Dá até para conversar com os seus moradores (the miller, ou moleiro, em português), para saber como é essa experiência de morar em um moinho.

Um pouco mais distante do eixo dos moinhos principais, fica o Museu Blokweer, que oferece vídeos educativos e ainda tem atração especial para crianças e adultos, que recebem macacões e botas para se vestirem como os moleiros.

 

Como chegar

Kinderdijk fica a 16 km de Rotterdam, a segunda maior cidade da Holanda, e a 90km de Amsterdam.

É possível utilizar transporte público para chegar até Kinderdijk. Se estiver hospedado em Amsterdam, trem, metrô e ônibus são as melhores opções. Pegue o trem em Amsterdam Centraal e vá até a estação Rotterdam Centraal (45 minutos de viagem).

De Amsterdam a Kinderdijk

Na estação Rotterdam Centraal pegue o metrô até Rotterdam Zuidplein e de lá pegue o ônibus 90 (Utrecht) com destino a Alblasserdam. Esse ônibus para na entrada do parque de moinhos (World Heritage Kinderdijk site). 

Para facilitar o planejamento do percurso, utilize o site http://9292.nl/en. Ali é possível programar toda a viagem, inclusive com a indicação dos horários de trens e ônibus, além das plataformas de embarque. É uma mão na roda!

Outra opção é seguir de trem até Rotterdam e depois pegar o waterbus até Kinderdijjk. Foi essa a opção que escolhemos (e, particularmente, não gostamos muito, como narramos no item abaixo). A saídas dos barcos fica ao lado da famosa ponte Erasmus Bridge.

De Amsterdam a KinderdijkDe Amsterdam a Kinderdijk

Para chegar até lá, pegue o metrô na estação Rotterdam Centraal e desça na estação Leuvehaven. Aí é só caminhar até a Erasmus Bridge, que é bem próxima.

De Amsterdam a Kinderdijk

Mais informações sobre o waterbus no site www.kinderdijk.com/route_parking/waterbus

 

O que fizemos e NÃO faríamos novamente

Escolhemos ir de trem até Rotterdam e de lá pegamos o waterbus até Kinderdijk. A viagem de trem foi excelente. Trens pontuais, eficientes e com direito a uma paisagem de tulipas a perder de vista durante a primavera (nossa viagem foi no início de maio).

De Amsterdam a KinderdijkDe Amsterdam a Kinderdijk

O problema foi o waterbus de Rotterdam até Kinderdijk. Particularmente, não gostei e explico o porquê.

O barco é confortável. Tem área coberta e um deck aberto, além de uma pequena lanchonete e banheiros.

De Amsterdam a KinderdijkDe Amsterdam a Kinderdijk

O problema é que a viagem de barco dura quase uma hora para ir e mais quase uma hora para voltar. No começo a paisagem é interessante, pois é possível ver a paisagem de Rotterdam. Porém, logo em seguida, a paisagem já fica sem graça. E na volta é o mesmo caminho…

Ao chegar no pier de Kinderdijk é necessário ir caminhando até o parque de moinhos. A caminhada dura em torno de 15 minutos.

O grande ponto negativo, contudo, é o tempo reduzido que se tem para visitar os moinhos. Quem chega de barco tem apenas 1 hora para visitar o parque de moinhos. É muito pouco tempo para explorar a região. Não conseguimos visitar nenhum dos museus e muito menos alugar uma bike para passear.

O que faríamos diferente? Iríamos de trem até Kinderdijk e passaríamos uma manhã ou uma tarde por lá. Alugar uma bike ou fazer um passeio rápido de barco pelos canais também estariam entre as opções. No resto do dia, aproveitaríamos para passear em Rotterdam.

De Amsterdam a Kinderdijk

 

Horário de funcionamento e preços

Não é preciso pagar para caminhar ao redor dos moinhos, mas é cobrada a entrada para visitar os museus.

O parque de moinhos fica aberto diariamente, todos os meses do ano. Os museus, contudo, têm horários específicos de funcionamento, como mostra a foto abaixo.

 

De Amsterdam a Kinderdijk

Visitamos Kinderdijk na primavera e adoramos. A temperatura estava amena, em torno de 13-15 C. A área é bem aberta e costuma ventar. Por isso, não esqueça o casaco. No inverno, dizem que o solo fica coberto de neve e é possível patinar no gelo…

 

Mais informações

Para mais informações, consulte os sites: www.kinderdijk.com e www.kinderdijk.org

.

Gostou? Compartilhe!

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email

3 respostas

  1. Sou completamente louca para conhecer a Holanda, mas fora da primavera não vale! Acho que quando eu terminar a faculdade vai ser o meu destino prioridade! Cada vez que vejo postagens como a sua tenho vontade de sair correndo para o aeroporto no mesmo intante!
    Anne
    anneontheroad.blogspot.com

    Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Categorias
Posts Recentes