Um dia perfeito em Istambul: mesquitas, comidas típicas, futebol e um pulinho ali na Ásia

Um dia perfeito em Istambul: mesquitas, comidas típicas, futebol e um pulinho ali na Ásia

Gostou? Compartilhe!

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email

Mesquitas, minaretes, feiras, doces e comidas típicas, ruas movimentadas e coloridas. Para dizer a verdade, um passeio em Istambul é sinônimo de dias perfeitos e surpreendentes. Mas, quer saber, aqui está o meu resumo de um dia perfeito por lá.

Comece o dia em Eminonu e siga até o Bazar de Especiarias, também chamado de Bazar Egípcio (Mısır Çarşısı, em turco). Aventure-se pelos aromas diferentes das especiarias e dos chás. Encante-se com os doces, com as jóias, com as pashiminas e com as louças delicamente trabalhadas.

IstambulIstambulIstambul

(OBS: Tente se controlar para não sair com sacolas de compras. Afinal, o passeio está apenas começando.)

Logo em frente ao Bazar de Especiarias, fica a Mesquita Nova (Yeni Cami, em turco). Ela não tem a fama de outras mesquitas da cidade, mas é tão bonita quanto. Não deixe de observar as 66 cúpulas e semicúpulas compõem a área exterior da mesquita e que quase formam uma pirâmide. (Os melhores lugares para observar a fachada da mesquita são da entrada/saída do Bazar de Especiarias e da Ponte Galata).

Istambul

Istambul

Um detalhe: a Mesquita se chama “nova” porque sua construção iniciou em 1597 (o Brasil acabava de ser descoberto, e eles chamam isso é novo, rsrs…). Só para esclarecer a Basília de Santa Sofia, por exemplo, foi erguida no ano 535!!

Ao entrar na mesquita, mergulhe na atmosfera turca. Tire os sapatos, coloque um lenço na cabeça (isso só para as mulheres), acostume os olhos com a iluminação suave das centenas de lâmpadas que pendem sob a cúpula central, ajoelhe-se no enorme tapete que cobre o piso das mesquita, faça uma breve oração e depois repare no interior. Há colunas de mármore e azulejos de İznik em azul, verde, lilás e branco.

Istambul

Istambul

Depois da oração, vamos ao profano!

Deixe a mesquita e caminhe em direção à Ponte Galata. Chegando lá, procure a estação Eminönü, de onde partem os barcos de passageiros que fazem parte da rede de transporte público da cidade. (Não tem erro. É só seguir os barcos.)

Istambul

Os barcos partem a cada 20 minutos e os tickets são comprados ali mesmo, sem antecedência, pelo valor de 4TL (cerca de R$ 4,50). (Para mais detalhes, veja o site dos ferries de Istambul: http://en.sehirhatlari.com.tr/en).

O destino agora é o bairro de Kadıköy e a idéia é dar um pulinho ali na Ásia. Fácil assim!

É que Istambul fica bem na divisa entre a Europa e a Ásia. E parte da cidade fica no continente europeu e outra parte na Ásia. Entre elas, o Estreito de Bósforo, que liga o Mar de Mármara ao Mar Negro.

Os ferries são grandes e confortáveis, e a viagem é curta. Se o tempo ajudar sente na área externa do barco. Se não, escolha uma janela na área fechado do barco e aprecie a paisagem. Sentado do lado direito, é possível avistar, por exemplo, a Basílica de Santa Sofia e a Mesquita Azul. Já do lado esquerdo, dá para fotografar a Torre de Leandro, também conhecida como Torre da Donzela (em turco, Kız Kulesi) e as pontes que cruzam o bósforo. A escolha é difícil!

Istambul

Istambul

Istambul

Ao desembarcar no pier de Kadikoy (Kadiköy Vapur İskelesi), perca-se pela feiras de ruas que ficam a uma curta caminhada do pier (caminhe para o lado direito). Por lá, tem vários tipos de alimentos frescos: legumes, frutas, peixes, frutos do mar, azeitonas, temperos…

IstambulIstambulIstambulIstambul

Quando a fome apertar, vá ao restaurante Çiya Sofrasi, diga-se de passagem, o restaurante que mais gostei de toda a viagem. E não é para menos, o local aparece em várias listas como uma das melhores “lokantas” da cidade. Lokantas são pequenos e simples restaurantes que servem comidas típicas, geralmente com preços atraentes.

Istambul

Os pratos do dia já ficam praticamente prontos no balcão. Você escolhe o que deseja e o garçom leva a porção até a mesa. Amei o kebab de carne com alho e carne com ameixa, tipo acompanhado do enorme pão pita, típico na Turquia. A sobremesa também estava espetacular.

IstambulIstambul

IstambulIstambulIstambulIstambul

Se gostar de futebol, aproveite para passear no estádio do time de futebol Fenerbahçe (Fenerbahçe Şükrü Saracoğlu Stadyumu). Os turcos são tão fanáticos por futebol quanto os brasileiros. Por isso, não estranhe se ver bandeiras dos times espalhadas por ruas e mercados. Ao visitar o estádio, é possível entrar em um pequeno museu do clube, fazer umas compras na loja do time e também ingressar nas arquibancadas para ver o campo.

IstambulIstambulIstambul

Se futebol não é a sua praia, siga para Üsküdar, outro bairro turco também no lado asiático de Istambul. O mais legal ali é caminhar às margens do Bósforo, na Üskudar Harem Sahil Yolu, para ver os pescadores e, principalmente, apreciar o skyline da Istambul européia.

IstambulIstambulistambulIstambul

Quando cansar, pegue de volta o ferry com destino a Eminönü. Recomendo sentar do lado direito do barco para ver, mesmo de longe, a fachada principal do Palácio Dolmabahçe (Dolmabahçe Sarayı), o primeiro palácio de estilo europeu em Istambul, construído  em 1853, por ordem do sultão.

Istambul

De volta a Eminönü, sente em uma das mesas dos bares que ficam na Ponte Galata (Galata Köprüsü, em turco) para aproveitar o pôr do sol e recuperar o fôlego. Uma cerveja Efes, a clássica gelada turca, é uma ótima pedida. E fica o registro: a vista dali é tão (tão!!!) espetacular que já rendeu um post só para ela. Veja aqui: Galata Köprüsü: o pôr do sol hipnotizante de Istambul

Termine o dia caminhando pelo centro histórico de Istambul. Quando as luzes da cidade acendem e as fontes ficam iluminadas, a Santa Sofia e a Mesquita Azul se tornam ainda mais bonitas, se é que é possível.

Istambul

..

Gostou? Compartilhe!

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email

7 respostas

  1. Boa noite Anna, tudo bem?

    Vou fazer intercâmbio em Istambul em novembro e uma informação que estou tendo dificuldades para encontrar é se o Metroray, linha de metrô que liga o lado Europeu ao Asiático, está funcionando, você sabe algo a respeito?

    Muito Obrigada!

    Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Categorias
Posts Recentes