Onde se hospedar em Bali

Onde se hospedar em Bali

Booking.com

Gostou? Compartilhe!

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email

Bali é uma das várias ilhas da Indonésia. Sua extensão territorial não é das maiores, mas o trânsito caótico e engarrafado faz com que pequenas distâncias se transformem em longos trajetos. Para piorar, as pistas são, em geral, de mão única. Nas curvas, é comum ver os carros buzinarem, pois, afinal, em uma mesmíssimo espaço nem sempre cabem os pedestres, os carros, as bicicletas, as motocicletas, as galinhas e… as oferendas.

Aliás, motos é o que não faltam por lá em razão do baixo custo do aluguel.

As incontáveis motos de BaliAs incontáveis motos de Bali As incontáveis motos de Bali

Em um dia de trânsito pesado, gastamos mais de 1h para percorrer menos de 20km entre as praias de Seminyak e Jimbaran. Para irmos de Ubud até Tulamben, no norte da ilha, levamos 2h30 de carro, sem trânsito. Já para ir de Seminyak a Ubud, gasta-se entre 1 e 2h, a depender do trânsito.

Mapa de Bali

Reprodução.

Por conta disso, o interessante é ficar hospedado em pelo menos duas cidades, em uma viagem de 8 – 9 dias. Mesmo com todo o trabalho de arrumar as malas e fazer check in/check out, é preferível montar bases em lugares distintos a aguentar o extress do trânsito.

Opções de hospedagem não faltam. É possível encontrar bed & breakfast de menos de USD 20, como também hotéis mega-super-hiper-ultra luxosos com diárias superiores a USD 1.000.

Uma sugestão é começar o roteiro com uma hospedagem nas praias Sanur, Nusa Dua, SeminyakJimbaran ou Uluwatu. Além de estarem próximas do aeroporto de Denpasar, é uma boa forma para começar a entender os costumes locais, guardando a imersão cultural em Ubud para o final.

Sanur é uma praia tranquila, muito procurada por famílias. Nusa Dua é famosa pelos resorts de grandes redes internacionais. Seminyak é epicentro hippie chic de Bali, com muitas boutiques moderninhas, beach clubs sensacionais e vida noturna animada. Os preços, em geral, são um pouco mais inflacionados. Jimbaran é famosa pelo seafood barbecue (churrasco de frutos do mar) e por alguns resorts isolados que parecem surreais. Uluwatu é a queridinha dos surfistas!

Fica o registro de que as praias de Bali não as mais lindas do mundo, mas, convenhamos, a mistura de praias com templos e massagens balinesas ao pôr do sol é irresistível!

Depois de curtir o litoral, vá para o interior da ilha se encantar com Ubud, o refúgio cultural de Bali. Visite mais templos, conheça galerias de arte, caminhe nos campos de arroz, faça um curso de culinária, confira um espetáculo de dança típica, medite, faça yoga e, enfim, entregue-se ao dolce fair niente balinês (com direito a mais massagem!). Programação não falta!

Outros passeios igualmente interessantes são escalar o Mount Batur, mergulhar em Tulamben e nadar com os golfinhos em Lovina. Todos esses lugares ficam distantes de Ubud, mas é possível fazer passeios bate-e-volta. Caso prefira, também é possível se hospedar perto desses lugares.

Nós, particularmente, ficamos 4 dias em Seminyak, no The Colony Hotel e 5 dias em Ubud, no hotel Villa Sabandari. Gostamos demais dos hotéis! Depois vou dedicar um post para cada um deles… Os preços eram razoáveis e a estrutura excelente. A divisão dos dias em cada um dos lugares também agradou, embora tenhamos ficado com vontade de ficar mais alguns dias em Bali.

Veja aqui a lista de alguns hotéis:

Categoria charmosos, sem frescuras

– Sanur: Sunhouse Guest House. Essa pousada foi uma indicação das queridas @senzatia e @criscampos, autoras do Senzatia e No place like here. As fotos são super charmosas. São apenas 7 quartos, localizados a uma curta caminhada da praia. Os quartos têm ar condicionado, wi fi e incríveis tarifas a partir de USD 28. Reserve com antecedência. Quando tentei reservar, já não havia disponibilidade…

Sunhouse Guest House

Foto: Reprodução. http://www.balisunhouse.com/

– A Adriana Setti, autora do blog Achados, também dá dicas de pousadas “ridiculamente boas, bonitas e baratas em Bali”, como ela mesma chama, em Seminyak, Ubud, Tulamben e Nusa Lembongan. Acesse aqui.

Categoria lindos e acessíveis

– Seminyak: The Colony Hotel, onde nos hospedamos. É um hotel boutique, com apenas 20 quartos, todos muito bem decorados. A localização é ótima, apesar de não ser de frente para a praia. Fica a uma curta caminhada dos beach clubs Potato Head e Ku Dé Ta. As diárias são a partir de USD 165.

The Colony Hotel - Seminyak

– Sanur: Griya Santrian. Localizado na praia de Sanur, esse hotel parece uma boa opção para quem quer ficar quase na areia da praia. As fotos do site são bem interessantes. E o valor também: a partir de USD 110.

Griya Santrian

Foto: Reprodução. http://www.santrian.com/griya/

– Ubud: Villa Sabandari, onde também nos hospedamos. É a pousada com melhor cotação em Ubud pelo Trip Advisor. E com razão: o lugar é belíssimo! A pousada tem apenas 6 quartos e fica bem em frente a um arrozal. Da piscina de borda infinita é possível ficar observando o movimento dos trabalhadores no campo. O café da manhã e o chá da tarde, já incluídos no preço, são servidos na varanda do quarto. Como o dono é belga, a diária é cobrada em euros – € 150 a diária.

Hotel Villa Sabandari - Ubud

– Ubud: Alan Indah. As acomodações parecem tipicamente balinesas. Simples e acolhedoras. Gostei bastante da fotos. A diária é de USD 85. Tentei fazer a reserva por lá, mas já estava lotado.

Alam Indah

Fotos: Reprodução. http://www.alamindahbali.com/accomodations.htm

Categoria Upscale – Lua de mel

– Uluwatu: Bulgari Hotel & Resort Bali. É um dos pouquíssimos hotéis da renomada marca internacional Bulgari. Fica no alto de um penhasco bem frente ao mar. As fotos são matadoras. E o preço idem: USD 800, no quarto mais simples.

Bulgari Hotel & Resort Bali

Foto: Reprodução. http://www.bulgarihotels.com/en-us/bali/the-resort/overview

– Ubud: Viceroy Bali. Os quartos e a piscina de borda infinita com vista para a mata parecem sensacionais. As diárias começam em USD 590.

Hotel Viceroy Bali

Foto: Reprodução. http://www.viceroybali.com

– Ubud: Uma Ubud. A integração do hotel com a vegetação nativa é o destaque. As diárias começam em USD 260 e podem passar de USD 500 para quartos com piscina privativa.

Uma Ubud Uma Ubud

Fotos: Reprodução. http://www.uma.ubud.como.bz/

– Jimbaran: Ayana Resort. O resort é enorme e fica no alto de um penhasco de frente à praia. Visitamos o Rock Bar, um bar modernoso em cima das pedras, quase no mar. A estrutura do hotel nos parece interessante. É bem indicado para quem busca momentos de sossego, já que o hotel fica realmente isolado do burburinho.

Ayana Resort - Jimbaran Ayana Resort - Jimbaran

Uma dica para quem quer se hospedar nos hotéis upscales de Bali pagando um pouquinho menos: sites como Zarpo, Jetsetter e Snique Away oferecem, volta e meia, descontos nas diárias desses hotéis. Os descontos não chegam a tornar o preço uma pechincha, mas podem ser uma ajudinha para quem adotar a política do “eu mereço”.

Vale a pena conferir também o aplicativo sobre Bali do site Travelfish (USD 2,99), disponível para Iphone e Ipad, que contém ótimas sugestões de itinerários, além de dicas de hotéis e restaurantes.

Gostou? Compartilhe!

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email

13 respostas

  1. Já faz mais de 3 anos que fui pra Bali e apesar do trânsito ser mesmo caótico não lembro de ter ficado estressada com ele… era sim uma aventura… só andávamos de moto, mesmo viajando pra outras cidades e até pra outras ilhas! Acho que de carro seria estressante mesmo… principalmente pra conseguir estacionar! heheh

    Pelo seu post parece que Bali está muito mais popular hoje em dia, maridex foi pra lá em 2010 e já disse que estava mais inflacionado, e os preços que você cita aqui são bem mais altos do que eu me lembro.

    Mas ah… só de ler suas histórias já me dá uma vontade quase incontrolável de voltar pra lá!! Um dos lugares mais especiais que já fui. Esse ano quem sabe?! 🙂

    Beijos beijos xx

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    janeiro 18th, 2012

    Oi Cris!!
    Seria bem mais fácil se tivessemos alugado uma motinha, mas faltou coragem… rsrs
    Contratamos um motorista e fizemos os passeios bate e volta de carro.
    Tinha hora que o trânsito ficava totalmente parado. Não andava nada. No dia em que fomos assistir o pôr do sol no Rock Bar em Jimbaran pegamos um engarrafamento tão grande que quando chegamos no local já estava de noite. Perdemos o pôr do sol 🙁
    Depois disso, aprendemos os horários de pico e tentávamos evitar os horários de rush. Até que deu certo.
    Quanto aos preços, ainda acho que é um destino que vale a pena! Comida, artesanato e serviços em geral ainda são bem em conta.
    Tb já estou com saudade de lá!! Sinto falta daquela felicidade e simpatia autêntica das pessoas.
    Vou ficar acompanhando (e suspirando) com suas fotos se vc for lá de novo!!
    Bjs, Anna

    Responder

  2. Nós alugamos uma motinho e fizemos todo sul da ilha com ela, assim escapamos bastante do transito, que é realmente uma loucura!
    Só quando fomos conhecer o interior da ilha que contratamos um motorista por 2 dias, como ele morava em Ubud foi uma mao na roda, já que estava a postos cedo pra nos levar onde queríamose nos apresentar a "sua" regiao, fora que ele também era instrutor de rafting e claro que l´fomos nós fazer rafting com ele! heheh
    Pra ida a Jimbaran fomos com a escola de mergulho que contratamos, mas num dos dias chegamos at´quase lá de motinho. 🙂 Foi uma ótima experiencia!

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    janeiro 20th, 2012

    Você e a Cris são bem corajosas, hein?!! Não tive coragem que encarar a motinha… Mas imagino que deve ser sido divertido!!
    O preço bem que valia a pena: apenas 40.000 o dia, ou seja, menos de R$ 10!!
    Tb contratamos um motorista em Seminyak e no hotel de Ubud já estava incluso o motorista por um dia, para ficar à nossa disposição.
    Ai que saudade!!
    Bjs, Anna

    Responder

  3. Descobrir esse blog foi uma mão na roda para a minha viagem de volta ao mundo! Tem muitas dicas sensacionais, obrigada!

    Vou passar 8 dias na Indonésia e estava pensando em dividir o tempo entre Jakarta e Bali, vocês chegaram a conhecer a capital? Vale a pena?

    Obrigada!

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    janeiro 31st, 2012

    Oi Luiza!!
    Nossa sua viagem de volta ao mundo será tuuudo de bom!!
    Não fomos a Jakarta. Ficamos só em Bali. Como tinhamos pouco tempo, optamos por ficar em um lugar só. Acabamos ficando 9 dias em Bali e, no final, ainda acho que poderíamos ter ficado um pouco mais.
    Não ouvi muitos elogios a Jakarta, mas tb não pesquisei a fundo…
    Bjs, Anna

    Responder

  4. Alguém aqui sabe dizer se preciso ter habilitação para moto para alugar uma em Bali? E se eu for para uma praia de moto, gostaria de saber se é seguro…tem muito furto em Bali?

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    maio 27th, 2012

    Olá Sabrina!
    Não sei te dizer se é necessário ter habitação para conduzir moto em Bali.
    Mas vou tentar obter essa informação. Se conseguir descobrir, posto aqui!! 😉
    Bjs, Anna

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    junho 3rd, 2012

    Oi Sabrina!
    Uma amiga que alugou uma moto quando esteve em Bali não precisou apresentar habilitação para conduzir moto.
    Ela alugou diretamente no hotel e não exigiram nenhuma documentação.
    Bjs, Anna

    Responder

  5. Anna Bárbara queria saber se existe um resort específico para o publico que e solteiro… Estou trabalhando em Dilli e gostaria muito de passar um tempo em Bali descansando e conhecendo gente nova!! Bjo
    Henrique

    Responder

  6. Olá Cris, tudo bem? Eu irei pra Bali no começo do próximo ano e ficarei 6 dias inteiros. Como eu reservei um serviço de tour para todos os dias, que me levará nos pontos turísticos, pensei em ficar só em Semyniak. Você acha muito ruim essa ideia de ficar em um só lugar? Achei pouco tempo para mudar de local.

    Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Categorias
Booking.com
Posts Recentes