A invasão das motos em Bali – saiba como se deslocar na ilha

A invasão das motos em Bali – saiba como se deslocar na ilha

Gostou? Compartilhe!

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email

Em Bali as motos estão por todos os lados…

Bali BaliBaliBali Bali

Até as crianças vão para a escola pilotando suas motos.

Bali

O motivo para tantas motos? O transporte público em Bali é ineficiente ou, para falar a verdade, inexistente. Assim, diante do baixo custo das motos e da possiblidade de fugir dos frequentes congestinamentos, esse é o meio de transporte mais comum.

Alugar uma moto por lá é bem fácil. Há várias locadoras de motos (ou mesmo várias pessoas que alugam suas próprias motos) e os preços são atraentes. Em uma delas, o preço da locação por dia era IDR 40.000, pouco mais de R$ 8. Isso mesmo, R$ 8!! E ainda havia desconto se a locação fosse por um período maior.

Contudo, é preciso ter coragem para encarar as duas rodas. O trânsito é caótico, mal sinalizado e os carros não respeitam os motociclistas.

Por precaução, optamos por alugar um veículo com motorista, uma prática bem comum em Bali.

Ficamos nove dias na ilha (4 em Seminyak e 5 em Ubud) e alugamos um veículo por 4 dias. Ganhamos ainda mais um dia de locação de carro com motorista, que já estava incluída na diária do hotel onde ficamos hospedados em Ubud (leia mais aqui). Nos outros dias fizemos os deslocamentos de táxi.

Os táxis em Bali são baratos, fáceis de conseguir e, em geral, têm bom estado de conservação. O valor mínimo cobrado por corrida é de IDR 15.000, cerca de R$ 3. Por incrível que possa parecer, fizemos algumas corridas em que pagamos o valor mínimo, já que o valor marcado no taxímetro era inferior a R$ 3… Por isso, para deslocamentos curtos, os táxis são a melhor opção.

Quanto ao veículo com motorista, contratamos o simpático Sr. Made Suar, indicado pelo nosso hotel de Seminyak.

Bali

Em geral, o preço de locação é de IDR 600.000, cerca de R$ 123, para que o motorista fique a sua disposição por 10 horas, já incluído o valor do combustível. Entretanto, conseguimos um desconto e acabamos pagando IDR 400.000 (cerca de R$ 82), pela diária de 10 horas. Uma verdadeira pechincha, se comparado aos valores que estamos acostumados no Brasil!

O veículo era uma Toyota bem confortável, cujo modelo não me recordo, ao estilo SUV.

Bali

O Sr. Made Suar fala inglês, mas o sotaque carregado às vezes dificultava a comunicação. Gostamos dos serviços e recomendamos. O contato pode ser feito através do telefone 081 2467 3519.

Também gostamos do serviço da empresa Ubud Transdewata, recomendada pelo hotel Villa Sabandari, com quem fizemos o passeio incluso na diária no hotel. O motorista tinha bastante iniciativa e deu algumas boas indicações de passeios.

Um último conselho: se optar por contratar um motorista, não deixe a escolha do roteiro a cargo exclusivo dele. Muitos recebem comissão para levar os turistas em determinadas lojas e restaurantes. Por isso, faça uma programação prévia dos lugares que pretende visitar em Bali, para não correr o risco de cair em furadas…

Gostou? Compartilhe!

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email

8 respostas

  1. Interessante a dica e absurdamente baixos os preços praticados em Bali. Pelo jeito, a única desvantagem é essa questão dos taxistas que levam a determinados locais. Mas, como escrito no texto, basta fazer um roteiro prévio para não ser enganado. Acho que vale a pena alugar um veículo mesmo, o valor é bem mais baixo que no Brasil e fica prático para o turista.

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    abril 29th, 2012

    Olá Rafaela!
    Costumo dizer que o caro em Bali é mesmo a passagem áerea. Comida, transporte e serviços de um modo geral tem um custo muito baixo.
    Acredita que dá para comer um prato de lagostim pagando pouco mais de R$ 10?!
    Gostamos demais da contratação do carro com motorista. Além do preço, há o conforto e a comodidade. Descobrir os endereços em Bali é algo complicado, pois a sinalização é bem precária.
    Bjs, Anna

    Responder

  2. Eu fico impressionada como em boa parte dos países da Ásia essa prática de alugar motos para qualquer um é tão comum. Conheço um monte de viajantes que acabaram se machucando porque não tinham muita prática com a scooter e não conheciam o trânsito local.

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    junho 10th, 2012

    Oi Luiza!
    Eu não tive coragem de arriscar!! O trânsito é bem complicado e falta sinalização…
    Bjs, Anna

    Responder

  3. Ana boa noite

    Eu e meu marido vamos passar 6 dias em BALI. O que você sugere? podemos ficar em Seminyak para conhecer as praias? Com esse tempo conseguimos fazer as praias e mais alguma coisa?

    Vamos sair da Thailandia para Bali, li seus comentários e vi que o contrario seria melhor, mas como nosso destino final é a Australia esta é a melhor opção. como o tempo será curto queremos um roteiro legal.

    Desde já obrigada e parabéns pelo blog.

    Márcia Fiório

    Responder

  4. Como vcs "devolvem" as motos? Por exemplo, se eu ir de Kuta para Ubdu de moto, depois tenho que voltar pra Kuta pra devolver? Seria um trabalho inútil.

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    julho 26th, 2015

    Olá Johny!
    Imagino que seja igual às locadoras de veículos. Mas não tenho certeza, pois não aluguei moto…
    Se descobrir, volte aqui para contar! 😉
    BJs, Anna

    Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Categorias
Posts Recentes