Luna Salada: hotel de luxo (e de sal) no Salar de Uyuni

Luna Salada: hotel de luxo (e de sal) no Salar de Uyuni

Gostou? Compartilhe!

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email

Já imaginou se hospedar em um hotel de sal? Com piso, paredes, cadeiras e outros móveis, tudo feito de sal? E quando digo sal é sal mesmo, ou seja, aquele branquinho de cozinha.

Por mais estranho que se possa imagina, existe! E assim é o Hotel de Sal Luna Salada, no sudoeste da Bolívia, mais precisamente no Salar de Uyuni.

Matéria prima não falta por lá para construir um hotel. Afinal, o Salar de Uyuni é o maior deserto de sal do mundo. São mais de 10.000 quilômetros quadrados e cerca de 10 bilhões de toneladas de sal! Como já disse no post Salar de Uyuni e Lagunas Coloradas: um dos lugares mais espetaculares do planeta!, o lugar é uma imensidão branca que parece não ter fim! Quase que uma miragem!

Segundo me contaram, há milhares de anos, a água do oceano foi aprisionada ali durante o processo de formação da cordilheira dos Andes, criando num imenso lago pré-histórico. Quando a água evaporou, restaram apenas camadas e mais camadas de sal.

E não pense que é aquele sal soltinho tipo areia da praia. O sal ali é extremamente compacto, quase como uma pedra. Daí porque é possível construir móveis e paredes de sal. São vários blocos de sal trabalhados artesanalmente, que pesam entre 15 e 20kg cada um, para formar as paredes, os sofás, as mesas, as cadeiras…

Logo na entrada já dá para ver o charme do chão e paredes branquinhas, que nos faz sentir toda a energia positiva do Salar.

DCIM104GOPROGOPR1448.

Minha amiga Nádia, que viajava comigo, teve que “provar a parede” para acreditar que era mesmo de sal… (rs)

DCIM104GOPROGOPR1453.

Nas áreas comuns do hotel, há enormes janelas com vista para o Salar. Dá para ficar horas ali sentado em um sofá de sal – ou em uma rede – contemplando a paisagem! As cadeiras são confortáveis por conta das almofadas coloridas, mas o chão tem várias pedras de sal que chegam a machucar o pé. Por isso, nada de ficar circulando descalço.

IMG-20160331-WA0001

20160330_112415-01

20160330_112410-0120160330_112320-01

Somente em algumas poucas áreas, como na sala de jogos e na nova área da recepção, que o piso não é de sal.

DCIM104GOPROGOPR1470. DCIM104GOPROGOPR1468.

O hotel funciona desde 2005 e conta, atualmente, com 49 quartos, sendo 16 da categoria luxo e 33 da categoria standard. Os mais concorridos são aqueles que possuem vista para o Salar! Simplesmente um sonho acordar e ver a imensidão branca pela frente!

Os quartos são confortáveis e espaçosos. Possuem banheiros, sistema de calefação, secador de cabelo, travesseiros de plumas de ganso dentre outras coisas que fazem da hospedagem super confortável! A decoração é bem rústica e étnica, tudo com requinte e charme.

IMG_20160331_095920 20160330_110339(0)

Nos quartos, o piso de sal recebe um piso flutuante de madeira para permitir o conforto da circulação sem sapatos e evitar que tudo fique branco de sal. Só há uma pequena faixa de sal próxima à parede para dar um charme.

DCIM104GOPROGOPR1407.

A temperatura da região em certas épocas do ano pode chegar a muitos graus abaixo de zero. Mas, felizmente, os hóspedes ali dentro ficam sempre quentinhos, pois existe um sistema calefação e lareiras espalhadas por todo hotel.

DCIM104GOPROGOPR1454.

O restaurante do hotel, chamado Tunupa, é um capítulo à parte. Considerado o melhor restaurante da região de Uyuni, possui vista para o Salar e um cardápio que agrada os paladares mais exigentes, merecendo destaque os pratos com quinua e llama, que tem uma apresentação gourmetizada.  Ali também é possível provar os melhores rótulos de vinhos bolivianos. E, o melhor de tudo, no conforto! Nada de perrengue, frio ou calor.

20160330_112535-01 DCIM104GOPROGOPR1461. 20160330_202524

O café da manhã está incluído na diária e tem bastante variedade.

20160331_082745

O almoço é servido a la carte e os preços dos pratos principais, em março de 2016 quando visitamos o hotel, variavam de 70 a 110 pesos bolivianos. A cerveja custava 35 pesos e os drinks eram a partir de 40 pesos.

O jantar é servido em sistema de buffet, ao valor de U$ 22 por pessoa. Havia muitas opções, mas confesso que não gosto muito de buffet. Achei caro. Particularmente, prefiro menos quantidade, com uma apresentação melhor.

20160330_202135

E uma dica importante: antes ou depois de sacolejar de carro pelo deserto, aproveite para relax no spa do hotel.

DCIM104GOPROGOPR1473.

Informações úteis

As diárias do Hotel de Sal Luna Salada custam em torno de U$150 para 2 pessoas, com café da manhã.

O hotel fica a cerca de 30km do aeroporto e da vila de Uyuni. O transfer do aeroporto até o hotel e vice-versa em táxi privado para 4 pessoas custa U$ 45, por trecho. Em ônibus compartilhado e em horários pré determinados (às 7h, 9h ou 20h para ir o hotel e às 5h30, 8h e 18h45 para deixar o hotel), o transfer custa U$ 12 por pessoa, por trecho.

Como o hotel fica isolado, planeje-se para curtir o hotel e aproveitar as facilidades que ele oferece.

No nosso caso, ficamos hospedamos apenas uma noite no hotel. Aproveitamos o dia para curtir o hotel e andar de bicicleta pelo Salar no pôr do sol. O hotel aluga bike por U$ 10. No dia seguinte, saímos para fazer o tour em veículo 4×4 de 3 dias e 4 noites com a empresa Late Bolívia, que já havíamos contratado via internet. Leia os detalhes no post Salar de Uyuni e Lagunas Coloradas: um dos lugares mais espetaculares do planeta! Foi uma ótima opção para relaxar e curtir a vida boa antes de enfrentar o perrengue dos quartos e banheiros coletivos (rs).

20160330_183349-01 DCIM104GOPROGOPR1481.

Também é possível contratar excursões no próprio hotel. Eles oferecem 2 passeios diferentes, ambos pelo Salar. Os preços são a partir de USD 90. Se você busca conforto, vale a pena considerar, pois, apesar do preço, o hotel presta um serviço de uma qualidade melhor dos que oferecidos nas agências do centro da cidade de Uyuni. A única desvantagem é que o hotel não oferece tours para tantos lugares diferentes (e mais distantes) como é possível fazer no tours oferecidos em Uyuni.

*Post escrito por a quatro mãos, por Anna Bárbara e Nádia Ferreira.

* O Nós no Mundo se hospedou a convite do Hotel de Sal Luna Salada.

Gostou? Compartilhe!

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Categorias
Posts Recentes