Mendoza além dos vinhos: bem próximo da Cordilheira dos Andes

Mendoza além dos vinhos: bem próximo da Cordilheira dos Andes

Booking.com

Gostou? Compartilhe!

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email

Em Mendoza, tão bom quanto degustar ótimos vinhos, é ver a Cordilheira dos Andes bem de perto.

Mendoza

Foto: Vista do Parreiral e da Cordilheira dos Andes no Hotel Aguamiel

A Cordilheira dos Andes é a maior Cordilheira do Ocidente e a maior do mundo em extensão. Atravessa nada menos do que Venezuela, Colômbia, Equador, Peru, Bolívia, Chile e Argentina. Na cidade argentina de Mendoza é possível apreciar a cadeia de montanhas, com direito a vista privilegiada do pico mais alto de toda a Cordilheira, o Cerro Aconcagua, com seus 6.962 metros de altitude.

O passeio que leva os turistas ao Parque Provincial Aconcagua é chamado Tour (ou Circuito) Alta Montaña. Diversas empresas de turismo ou remises em Mendoza oferecem esse passeio. No nosso caso, contratamos um carro com motorista da empresa Luxury Trip, que ficou à nossa disposição por 10h diárias, com limitação de 300km rodados. O valor cobrado da diária, em março 2010, foi de $850 pesos (cerca de R$ 347) para um veículo comum ou $1.200 pesos (cerca de R$ 490) para uma van. No final, o valor ficou um pouco menor, por conta do desconto de 8% que recebemos em razão do pagamento em dinheiro. Veja mais detalhes sobre o aluguel do veículo no post Mendoza: dicas básicas.

O Tour Alta Montanha pode ser feito o ano inteiro. Contudo, no inverno, é conveniente verificar se o parque está aberto, em razão das nevascas e do risco de avalanche. O contato para verificar as condições climáticas pode ser feito pelo email informesaconcagua@mendoza.gov.ar.

Em geral, o passeio tem duração de um dia inteiro e nele se percorre cerca de 200km. Optamos, entretanto, por fazer um trajeto mais curto. Achamos que fazer o trajeto inteiro seria muito cansativo. Ainda assim, o passeio foi longo. Deixamos o hotel às 10:30 e só regressamos pouco depois de 20h. De qualquer forma, o passeio foi absolutamente INCRÍVEL!!

Tour Alta Montanha

Foto: Reprodução. Roteiro completo do Tour Alta Montaña. http://www.mendoza.travel/Circuitos_turisticos_pt.aspx

Seguimos inicialmente pela Ruta 07, uma estrada bem sinalizada, sem buracos e com trânsito relativamente tranquilo.

Tour Alta MontanhaTour Alta Montanha Tour Alta Montanha

Não resistimos às fotografias e paramos no acostamento da rodovia para fotografar as águas de uma cor única do Lago Potrerillos.

Tour Alta Montanha

Na sequência paramos no stand da Argentina Rafting, para nos aventurar nos esportes radicais. Pretendíamos fazer rafting ou cavalgada. Porém, a falta de agendamento prévio nos fez seguir viagem. Infelizmente, havia horários específicos de saídas dos grupos, variando conforme o grau de dificuldade da atividade. Leia mais no nosso post Esporte Radicais em Mendoza.

Continuamos o trajeto e quando chegamos no vilarejo de Uspallata já estava na hora do almoço. Aceitamos a indicação do nosso motorista e almoçamos no restaurante Lo de Pato (Ruta 7 Km 1148, Uspallata, Argentina). O ambiente era bem simples, mas a comida era de primeira. Carne argentina ao ponto, papas fritas e cerveja andina bem gelada. Era tudo o que queríamos!

Tour Alta Montanha Tour Alta Montanha Tour Alta MontanhaTour Alta Montanha Tour Alta Montanha

De volta à estrada, a próxima parada foi, finalmente, no Parque Provincial Aconcagua. Logo na entrada há um Centro de Visitante, onde é possível receber informações básicas.

Tour Alta Montanha

A tarifa de ingresso no parque varia de acordo com a quantidade de dias que se pretende fazer trekking. O passeio de um dia pelo Valle Horcones custa $10, cerca de R$ 4. Menores de 12 anos não pagam. Veja aqui a lista completa com as tarifas.

As trilhas iniciais são sinalizadas e fáceis de percorrer.

Tour Alta Montanha

A paisagem ali é impressionante. De um lado montanhas de areia com aspecto de deserto, de outro montanhas com picos cobertos de neve. Isso sem falar nas lagoas que mais parecem miragens. É de deixar qualquer um boquiaberto!

Tour Alta MontanhaTour Alta MontanhaTour Alta Montanha Tour Alta MontanhaTour Alta MontanhaTour Alta MontanhaTour Alta Montanha Tour Alta Montanha

À medida que se caminha em direção ao Cerro Aconcagua, o frio aumenta e o vento se torna ensurdecedor. Recomendo levar um casaco corta vento, de preferência com zíper, pois o vento frio abaixa a temperatura, mesmo no verão. Em compensação, quando para de ventar, o calor vem com força.

Uma dica importante: Não vi lanchonetes ou restaurantes no parque. Por isso, leve a sua garrafa de água e um lanchinho básico. O lugar mais próximo com lanchonetes é Puente del Inca, mas tudo lá é bem precário.

Outro detalhe: só há banheiros no Centro de Visitantes. Não me recordo se no estacionamento na base do parque também tinha…

No retorno, fizemos uma parada no vilarejo de Puente del Inca, famoso pela formação rochosa em forma de ponte, criada pela força da águas do rio Las Cuevas. No local, há ainda as ruínas de um hotel de águas termais. A coloração amarelada decorre das fontes de água sulfurosa que minam no local.

Tour Alta Montanha

Confesso, contudo, que mais interessante que a ponte foram as barraquinhas de artesanato local existentes no povoado.

Tour Alta Montanha

Seguimos viagem e depois de quase 2 horas chegamos no hotel. Estávamos exaustos, mas maravilhados com a beleza natural de Mendoza e com a riqueza de contrastes da região. Preciso dizer que celebramos o fim do dia com uma boa taça de Malbec?!

Veja mais fotos no nosso álbum do Flickr.

Gostou? Compartilhe!

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email

46 respostas

  1. Ana, perfeito este post!! Fiz este passeio em 2008, na época eu nem tinha o blog. Ou seja muitas informações eeu não lembrava. Mas as paisagens são inconfundíveis!!!! Adooorei 🙂

    Érika Marques
    Blog Outros Ares

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    novembro 10th, 2011

    Oi Erika!!
    Esse passeio é mesmo fantástico!! É um daqueles que vale a viagem!!
    Obrigada pelos elogios!!
    Bjs, Anna

    Responder

  2. Anna, você quer parar de se superar? Quando eu pensei que já tinha esgotado o que falar e as fotos (SENSACIONAIS) de Mendoza, você me aparece com esse post incrível!

    O que dizer? Fotos de tirar o fôlego!

    Ainda bem que esse é um passeio "possível". ;P

    Beijos.

    P.s.: o parar de se superar é brincadeira, viu? Adoro quando você se supera com posts e fotos assim! =DDD

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    novembro 10th, 2011

    Oi Diego!
    Sabe como é… deixei o melhor para o final!!! rsrssrs
    Lembra que eu te disse que Mendoza vai muito além de vinhos… paisagens de tirar o fôlego, comidas divinas, esportes radicais, passeios de bike pelos parreirais, massagens e banhos aromáticos com uvas e o que não dizer de comer umas uvas diretamente do pé. Tudo de bom!!!
    Obrigada pelos elogios!!!
    Bjs, Anna

    Responder

  3. Anna, acompanho o seu blog e gosto muito das suas dicas. Fui para Mendoza em Dezembro e suas dicas foram super úteis para montar o meu roteiro. Obrigada! Para o fim do ano estou em dúvida se passo o fim do ano em Cancun ou em Cartagena; San Andres. Gostaria de saber a sua opinião. No meu blog está o relato da minha viagem à Mendoza – <a href="http://www.doiapoqueanovayork.com” target=”_blank”>www.doiapoqueanovayork.com
    Bjs,
    Selene

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    fevereiro 13th, 2012

    Olá Selene!
    Fico feliz que vc tenha gostado das nossas dicas!!
    As duas viagens que vc pretende fazer são bem interessantes. Tudo depende do seu gosto pessoal.
    Cancun tem bastante agito. Recomendo Playa del Carmen a Cancun, por tem um clima mais intimista e mais descolado do que Cancun, onde tem mais famílias. Em breve vou escrever muitas dicas de lá…
    Qto à Colômbia, Cartagena é bem interessante, mas não vá em busca de praias. As praias boas ficam a mais de 1 hora de barco. O charme da cidade é conhecer o centro histórico, comer maravilhosamente bem e se divertir com o povo alegre. Se preferir praia, imagino que San Andres seja melhor. Já vi fotos lindíssimas. Bogotá tb é muuuito legal, não deixe de incluir em seu roteiro à Colômbia.
    Acabei de acessar seu site. Muito legal!! Depois de ver o vídeo, fiquei com uma saudade da Bodegas Chandon…
    Bjs, Anna

    Responder

  4. Olá, Anna! ficar em Hostel é uma boa? não achei hospedagem nos lugares indicado e como pretendo me aventurar sozinha, a maioria dos locais estão me cobrando uma fortuna. Vc acha tranquilo viajar para Mendoza sozinha? obrigada e aguardo muitas dicas pq amei tudo que já pesquisei sobre Mendoza!

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    agosto 29th, 2012

    Olá Karine!
    Ficar hospedada em um albergue é sempre uma opção para quem viaja só. Além de preços mais em conta, vc tem a chance de conhecer novas pessoas e descobrir dicas interessantes.
    Acho tranquilo viajar sozinha para Mendoza. Não conheço nenhum hostel para te indicar por lá.
    Minha sugestão é que vc dê uma olhada nos posts de alguns blogueiros que já estiveram em Mendoza. Talvez eles tenham alguma dica. Aqui está o link: http://www.rbbv.com.br/destinos-de-viagens/americ
    Depois volte para contar como foi a sua experiência!!
    Bjs, Anna

    Responder

  5. É… estou seguindo a risca suas dicas e contactei o Santiago(que vi ser indicado como guia várias vezes em seu blog por outras pessoas) que tem sido um doce em relação a me ajudar com o roteiro. Muito obrigada,Anna. Até animei viajar só depois de conhecer seu blog- e olha que sou cheia de pré-conceitos em relaçao à américa do Sul Obrigada e vou contar sim tudo depois!

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    agosto 30th, 2012

    Oi Karine!!
    Que ótimo!!!
    Eu viajei sozinha para a Colômbia e amei a experiência! Vc fica mais aberta a novas experiências e novas amizades! E só faz absolutamente o que vc está a fim de fazer! É um momento totalmente seu!
    Quem sabe aí mais um destino para vc explorar sozinha ou acompanhada a América do Sul… rsrs
    Aproveite!!!
    Bjs, Anna

    Responder

  6. Anna, se possível me tira uma dúvida, por favor.
    Iremos em maio, 2 casais, de Santiago para Mendoza e depois voltaremos a Santiago, DE CARRO.
    Podemos fazer esse passeio Tour Alta Montanha na ida a Mendoza ou na volta a Santiago? E podemos fazê-lo por conta própria? Ou precisamos contratar alguma empresa? Obrigado.
    Nosnomundo é show! Parabéns!

    Responder

  7. Anna, boa tarde. Resolvemos viajar para Mendoza, minha filha e eu agora em dezembro. Vendo algumas dicas suas optamos por ficar 4 dias. O Parque do Aconcágua é uma passeio que não queríamos abrir mão .Lendo agora suas dicas do parque , notei que uma grande parte é feita a pé. Minha mãe, de 72 anos, resolveu nos acompanhar e gostaria muito de fazer este passeio. Tenho algumas preocupações: com o ar rarefeito a respiração deve ficar mais difícil e minha mãe não pratica nadinha de atividade física , devemos levar o casaco e ir de calça comprida ou podemos ir de short, quanto tempo de caminhada no passeio mais curto? O que você com sua experiência nos sugere?

    Responder

  8. Olá Luiz!
    Pelo que me recordo o passeio Alta Montanha é no caminho para Santiago.
    Você pode sim fazer por conta própria. Só verifique as condições da estrada no período de inverno por conta da neve.
    Obrigada pelos elogios!!!
    Bjs, Anna

    Responder

  9. Olá Cristiane!
    A ida até o Parque do Aconcagua é um pouco cansativa, pois o parque fica distante de Mendoza. O passeio dura, em regra, um dia inteiro, mesmo não fazendo muitas paradas pelo caminho.
    Chegando no parque, vc pode escolher fazer as trilhas que quiser. Nós fizemos a mais curta, salvo engano de 30 minutos. Mas vc pode ficar só caminhando ali por perto.
    Não me recordo de ter tido qualquer problema com o ar rarefeito…
    Como dezembro é verão na Argentina, recomendo que vc vá de short ou calça, mas leve um casaco corta vento. Venta muito por lá.
    Como a sua mãe tem idade avançada, acho que vale a pena considerar se ela não ficará muito cansada por fazer um passeio tão extenso. O problema não é nem a caminhada no parque, mas chegar até lá.
    Depois me conte como foi!!
    Bjs, Anna

    Responder

  10. Graças a este blog a minha viagem está sendo bem programada. Já comprei as passagens e reservei o hotel. Estou contatando o Santiago e espero que chegue logo o dia do embarque. Agradeço pessoas como você que contribuem com as suas experiências.
    Que tipo de clima irei encontrar no final de maio? Um grande abraço.

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    janeiro 16th, 2013

    Olá Cassandra!
    Fico contente em saber que as dicas estão ajudando a montar seu roteiro!!
    No final de maio é bem provável que já esteja começando a fazer frio. Mas como o tempo anda tão doido ultimamente é bom acompanhar acompanhar as previsões do tempo!
    Bjs, Anna

    Responder

  11. Anna, adoro seu blog, tem muita informação interessantíssima. To procurando informação sobre trekking em Mendoza, você pode me ajudar?

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    abril 10th, 2013

    Olá Ivonne!
    Obrigada pelos elogios!!!
    Particularmente, não conheço nenhuma empresa de trekking em Mendoza. Pesquisei no Trip Advisor e a empresa Andes Vertical está bem cotada por lá e todas as reviews são favoráveis.
    Aqui está o link, dê uma olhadinha: http://www.tripadvisor.com.br/Attraction_Review-g
    Bjs, Anna

    Responder

  12. Anna, entao! fui a Mendoza, AMEIIII de paixao! linda mesmo! destino recomendadissimo! fiquei surpresa pela quantidade de atividades e da paissagem! en toda a pesquisa que fiz encontrei com o Juan, da Internacional Mendoza, gente fina, nos atendeu super bem e com preços exceletes. Deixo pra voces o email deles brasil@intermza.com Fizemos com eles um trekking em penitentes com todo equipamento de neve e guia em portugues! MUITO BOM!!! Valeu Anna pelo espaço e o conecimento! Abs!

    Responder

  13. Olá Anna! Estou indo à Mendonza semana que vem e suas dicas foram inspiradoras! Obrigada!!

    Responder

    Diego Paiva Respondeu:
    maio 14th, 2013

    Olá, Marina!

    Que coisa boa! Espero que possa fazer outras viagens daqui do blog também! =D

    A Anna está na Rússia para trazer mais dicas para o Nós no Mundo, mas enquanto isso, vou respondendo os comentários do blog. 🙂

    Abs.

    Responder

  14. OI Anna!!, tudo bem??
    Adorei esse post e definitivamente estou qse incluindo esse passeio na visita q farei a Mendoza.
    Qdo vc alugou esse carro, vc fez com antecedencia?? E nq hora de alugar vc quem de o trajeto os ou caras meio que sugeriram tb? Pq estou um pouco perdida no que falar pra ele. Alguma sugestao?

    Bjos

    Responder

  15. Gente, amei o blog. Estou super ansiosa. Viajo para Buenos Aires (que já conheço) na próxima semana e quero muito fazer este passeio para a Cordilheira.. mas ainda estou perdidinha. Dá pra fazer mesmo de carro, saindo de BA? Ou melhor mesmo é ir de ônibus até Mendoza e lá alugar um carro? Me deem um help. Bjos,

    Responder

  16. Parabéns pela matéria! Me fez recordar a minha viagem a Mendoza. Eu estou tentando aprender sobre vinhos e lá tive uma experiência inesquecível. Quando fui eu já tinha algumas vinícolas em mente..Catena, Pulenta…enfim, as mais conhecidas, mas por indicação da agencia de turismo também conheci algumas vinícolas que ainda não exportam vinhos para Brasil e amei. Também fiz o passeio na Alta Montanha…entrei no Parque Aconcágua, incrível a paisagem! Como era a primeira vez que eu ia, eu não quis arriscar e fiz meus passeios com uma agencia de turismo especializada. Se me permitem fazer uma sugestão para quem ainda não foi, eu recomendo a empresa de turismo Mendoza Holidays <a href="http:// (www.mendozaholidays.com),” target=”_blank”> <a href="http://(www.mendozaholidays.com),” target=”_blank”>(www.mendozaholidays.com), planejei a minha viagem por Skype , me atenderam super bem e me acompanhou uma guia de turismo brasileira. Quero voltar e conhecer mais lugares que por falta de tempo não pude ir. Boa viagem a todos! Carol

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    fevereiro 15th, 2016

    Olá Carol!
    Mendoza é demais ne?!
    Adorei as dicas!!!
    BJs, Anna

    Responder

  17. Parabéns pela matéria! Me fez recordar a minha viagem a Mendoza. Eu estou tentando aprender sobre vinhos e lá tive uma experiência inesquecível. Quando fui eu já tinha algumas vinícolas em mente..Catena, Pulenta…enfim, as mais conhecidas, mas por indicação da agencia de turismo também conheci algumas vinícolas que ainda não exportam vinhos para Brasil e amei. Também fiz o passeio na Alta Montanha…entrei no Parque Aconcágua, incrível a paisagem! Como era a primeira vez que eu ia, eu não quis arriscar e fiz meus passeios com uma agencia de turismo especializada. Se me permitem fazer uma sugestão para quem ainda não foi, eu recomendo a empresa de turismo Mendoza Holidays <a href="http:// (www.mendozaholidays.com),” target=”_blank”> <a href="http://(www.mendozaholidays.com),” target=”_blank”>(www.mendozaholidays.com), planejei a minha viagem por Skype , me atenderam super bem e me acompanhou uma guia de turismo brasileira. Quero voltar e conhecer mais lugares que por falta de tempo não pude ir. Boa viagem a todos! Carol

    Responder

  18. Ana e Diego,
    Adorei o blog. Parabéns!
    Gostaria de contar com a experiência de vocês para saber qual destino escolher para ir em julho/14 com o objetivo de degustar bons vinhos e comer bem num lugar bonito: Mendoza ou Vale do Colchagua no Chile ? E quais bodegas vocês recomendam além das clássicas Catena Zapata, Montes Alpha, etc ? Super obrigada/Adriana

    Responder

  19. Olá, Adriana! Que bom que gostou do blog. =D

    Nossa, que responsabilidade, rs. Ainda não conheço o Vale do Colchagua, mas Mendoza atende a todos esses pré-requisitos que você mencionou.

    A Terrazas de los Andes é sensacional! Aqui o relato da experiência da Anna: https://www.nosnomundo.com.br/2011/04/degustacao-d
    A Chandon, do mesmo grupo, é bem legal também: https://www.nosnomundo.com.br/2011/06/bebendo-estr
    E tem a dica que ela deu de hotel no meio dos vinhedos: https://www.nosnomundo.com.br/2011/08/cavas-wine-l

    Qualquer dúvida, estamos à disposição!

    Abs.

    Responder

  20. Oi Anna! Irei à Mendoza semana que vem,inclui este passeio às Altas Montanhas..minha dúvida é a seguinte: vc soube de alguém que tenha sentido algum mal-estar c/ a altitude? é que a agência local c/ quem farei o passeio chamou a atenção para este detalhe,principalmente aos idosos e pessoas c/ problemas cardiorrespiratórios..quero desde já agradecer e parabenizar pela descrição do passeio e dicas preciosas..Grata, Olga Maria

    Responder

    Diego Paiva Respondeu:
    fevereiro 25th, 2014

    Oi, Olga!

    Pode acontecer, pois há um trecho do passeio onde chegamos a 4.000 metros de altitude. Eu não senti nada, mas o ideal é evitar alimentos pesados e ingerir líquidos imediatamente antes da subida ao Cristo Redentor de los Andes. Como são muitas curvas e a subida é rápida, as pessoas mais sensíveis tendem a sentir a diferença. Recomendo também uma blusa de frio, por mais que esteja no verão. Fui em Janeiro do ano passado e ainda tinha gelo no topo da montanha (sem contar o vento que é cruel), rs. Mas como a visita a esse ponto é rápida, basta ir de calça e levar blusa de frio mesmo. No restante do caminho estará fazendo calor…

    Como é um passeio de dia inteiro, é interessante levar dinheiro para alimentação e uma eventual subida no teleférico de Penitentes. (não são todas as empresas que param lá).

    Abs!

    Responder

  21. Oi ana estou pra fazer minha primeira viagem internacional e Mendonça e a cidade mais próxima as cordilheiras dos andes? E em relação a um passeio completo por lá e fácil achar empresas que façam isso? Obg

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    maio 18th, 2014

    Olá Junior!
    Acredito que seja fácil encontrar uma agência de turismo que faça toda a sua viagem para a Mendoza. Como eu viajei por conta própria, não sei indicar nenhuma.
    Eu contratei o serviço da empresa Luxury Trip target="_blank"> <a href="http://(http://www.luxurytrip.com.ar)” target=”_blank”> <a href="http://(http://www.luxurytrip.com.ar)” target=”_blank”>(http://www.luxurytrip.com.ar) para fazer os traslados até as vinícolas e gostei do serviço deles. Mas não sei se é isso que vc está buscando…
    Depois me conte como vc resolveu.
    Bjs, Anna

    Responder

  22. Olá Anna, td blz!
    estou lendo seu blog pela primeira vez e vc esta de parabéns!
    Informações e dicas simples,claras e objetivas.
    Estou indo para MDZ agora na primeira quinzena de Junho, prtendo ir de carro para Santhiago, gostaria de suas instruções e comentarios,ok?

    Abçs!

    Responder

    Diego Paiva Respondeu:
    junho 13th, 2014

    Olá, Pedro! Obrigado pelos elogios!

    Não tem muito segredo, mas nesse período é importante ter corrente para os pneus e saber utilizá-las. Grande parte da viagem é atravessando a Cordilheira dos Andes, com trechos de neve/gelo na pista.

    Se você não fizer questão de dirigir, mas quer ir por terra, recomendo os ônibus da Cata Internacional. Os ônibus são ótimos, confortáveis e possuem uma visão panorâmica durante a viagem. Acredito que curtirá mais o caminho. Os caracoles são sensacionais! rs

    Abraço!

    Responder

  23. Olá Anna!
    Muito bom seu post! no entanto gostaria de saber se vale a pena alugar um carro e fazer este passeio " Alta montanha" por conta, carro convencional da conta? é boa a sinalização? o preço compensa comparado aos tours?
    Obrigado!

    Responder

  24. Olá, Leandro! Tudo bem?

    O carro só compensa caso vá com ele cheio, pois até duas pessoas ainda vale contratar o tour das operadoras da cidade. Caso opte por ir com carro próprio, trechos como o da montanha que leva ao Cristo Redentor, a 4.200m de altitude, é *muito* perigoso. Se você ficar só na parte que cruza a Cordilheira e leva a Santiago, é tranquilo, de boa qualidade e bem sinalizado.

    Abraço!

    Responder

  25. Olá Anna!
    Estou indo no dia 04 de abril com um grupo de 9 amigos pra mendoza. Nunca fui ao Parque e estou com algumas dúvidas. Aluguei uma van para ficarmos os dias, mas nao sei, ao certo, como fazer para entrar no parque. Estava lendo que é necessario comprar o ticket antes de chegar lá. Isso procede? ou o ingresso é vendido lá mesmo? Só queremos fazer a caminhada de 20 minutos. Não consigo encontrar valores exatos e nem onde comprar o ingresso. Pode me ajudar? Obrigada, Aline

    Responder

  26. Visitamos Mendoza na primeira semana de julho com um grupo de amigos. Contratamos os tours de vinho da Mendoza Holidays e não erramos na nossa escolha. Desde o momento da contratação até a finalização do passeio eles esclareceram cada dúvida , todo o roteiro pelas regiões do vinho e a combinação das vinícolas foi perfeita incluindo as familiares onde fomos recebidos pelos próprios donos. Conhecemos também a alta montanha e o parque Aconcágua, outro passeio que adoramos porque pudemos conhecer a neve uma experiência inesquecível para nos! Obrigado Mendoza Holidays por tudo! Com certeza recomendamos essa agência!

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    fevereiro 15th, 2016

    Olá Paulo!
    Obrigada pelas dicas!! 🙂
    Bjs, Anna

    Responder

  27. Olá!
    Vou para Mendoza em novembro e queria saber se é necessário agendar os passeios com antecedência, principalmente o Alta Montanha!
    Parabéns pelo blog!

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    setembro 8th, 2016

    Olá Tatiane!
    É recomendável sim agendar os passeios. O Alta Montanha nem tanto, mais as vinícolas.
    E obrigada pelos elogios!!
    BJs, Anna

    Responder

    Tatiane Respondeu:
    setembro 8th, 2016

    Obrigada!

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    setembro 9th, 2016

    De nada, Tatiane!
    Depois volte para contar como foi! Mendoza é uma graça!
    Se gostar de bike, faça um passeio de bicicleta pelas vinícolas. É bem divertido!
    Faça também um picnic próximo ao Lago Potrerillos.
    Bjs Anna

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Categorias
Booking.com
Posts Recentes