Degustação de vinhos na Familia Zuccardi

Degustação de vinhos na Familia Zuccardi

Gostou? Compartilhe!

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email

A Família Zuccardi é uma bodega familiar criada no final da década de 60 pelo engenheiro Alberto Zuccardi. O engenheiro desenvolveu um sistema de irrigação das terras e implantou no local a bodega, para demonstrar que a terra antes considerada improdutiva poderia dar lugar à produção de vinhos de destaque.

Família Zuccardi

Família Zuccardi

Fotos: Arquivo pessoal

Com o passar dos anos, a bodega passou a elaborar vinhos de qualidade, utilizando-se de métodos inovadores.

Hoje a Familia Zuccardi possui centenas de hectares de vinhedos, distribuídos em fazendas em Maipú, Tunuyán, San Carlos e Santa Rosa.

Em Maipú fica a Casa del Visitante, onde funcionários da bodega recebem turistas interessados em visitar a propriedade e participar da degustação de vinhos. O ambiente é simples e rústico, apesar do maquinário tecnológico para a produção de vinhos.

Família Zuccardi

Família Zuccardi

Foto: Arquivo pessoal

Durante o tour é possível aprender um pouco da forma de produção dos vinhos. Como era época da colheita (Vendimia), vimos o processo de seleção das uvas, feito em geral pelas mulheres, que são mais detalhistas e cuidadosas.

Família Zuccardi

Família Zuccardi Família Zuccardi

Fotos: Arquivo pessoal

Vimos os enormes tanques de fermentação.

Família Zuccardi

Família Zuccardi

Fotos: Arquivo pessoal

E aprendemos a diferença entre os barris de carvalho francês e americanos onde os vinhos são envelhecidos.

Família Zuccardi

Foto: Arquivo pessoal

Durante o tour descobrimos que Santa Julia foi a primeira marca de vinhos da bodega a se consolidar no mercado argentino e internacional. Mas que o destaque fica mesmo por conta do Zuccardi Z e Zuccardi Q, os vinhos top da vinícola.

O Zuccardi Z, linha Zeta, é produzido com as variedades Malbec e Tempranillo. Já o Zuccardi Q, em que a letra “Q” significa quality, é produzido com uma cepa de uva apenas: malbec, tempranillo, cabernet sauvignon ou chardonnay.

A degustação, contudo, não inclui os vinhos top da Bodega. Os vinhos disponíveis para a degustação eram apenas o Zuccardi Série A, o Malamado e o espumante Santa Julia Rosé.

Família Zuccardi
Foto: Arquivo pessoal

Dos vinhos degustados, o que mais chamou a atenção foi o Malamado, um vinho adocicado e de maior concentração alcoólica, ao estilo do vinho do Porto, que pode ser utilizado na preparação de bebidas a base de café ou de coquetéis.

Família Zuccardi

Foto: Arquivo pessoal

Na Bodega também é possível fazer degustação de azeites. Mas achamos que o azeite deixou a desejar… Preferimos os espanhois ou gregos disponíveis no mercado. Além disso, a degustação era bem simples. Os diferentes azeites ficam expostos em uma das salas da Casa del Visitante e, quem se interessava, podia experimentá-los. Não havia, porém, nenhum funcionário para dar maiores explicações sobre os azeites e sobre a diferença entre eles.

Família Zuccardi

Foto: Arquivo pessoal

Há na Familia Zuccardi a opção de almoço, mas acabamos optando só pelo tour. Li na internet que lá também é possível fazer um passeio de balão. Mas confesso que não vi nenhuma informação a este respeito no site. Se tiver mesmo, deve ser interessante.

No final do passeio acabamos comprando uma garrafa do Zuccardi Q para experimentar. Seguimos o conselho do guia e compramos um Tempranillo safra 2001 por $250 pesos, cerca de R$ 90. Ainda falta degustá-lo para ver se vale todos os elogios feitos pelo guia.

Zuccardi QFoto: Arquivo pessoal

Adorei também as camisetas expostas à venda…

Família Zuccardi

Foto: Arquivo pessoal

As visitas na Bodega ocorrem de segunda a sábado de 9h às 17:30 e domingos de 10 às 16h. É aconselhável agendar o tour com antecedência. O valor é de $15 pesos por pessoa, ou seja, pouco mais de R$ 5. Há um mapa no site indicando como chegar ao local.

Gostou? Compartilhe!

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email

24 respostas

  1. Anna, na primeira vez que fui à Mendoza, em setembro de 2007, almocei e fiz o passeio pela Bodega Zuccardi. A vinícola em si não foi a mais legal, mas me lembro do almoço ter sido especial! Acabo de voltar de Mendoza e, novamente, programei um almoço na Bodega. Havia duas opções, um menu degustación (220 pesos) e um menu regional (190 pesos). O menu regional seria composto, basicamente, por vinhos da linha Santa Julia e um churrasco típico. O degustación, escolhido por nós, seria composto por ingredientes típicos da culinária local, servidos em 8 passos, com vinhos da linha superior à Santa Julia.

    Responder

  2. Que decepção! Infelizmente, ficamos tão chocados que não fotografamos os pratos! Não salvou nada! Basicamente, ficamos nos vinhos (muito bons) e nos pães com azeite (bons também). Só p dar uma ideía: começamos com um "alfajor" de ameixa recheado com perdiz (estava horrível). Se não me confundo, a sequência foi: sorvete de cogumelos com iogurte de maça; gema de ovo açucarada (congelada) com uma farofa de café e queijo de cabra; cordeiro(?) com purê de batatas feito com casca de limão; truta com mousse de beterraba; um copinho com algo que se assemelhava a uma rapadura azeda (intragável); uma banana passada numa farofa de azeitonas negras; flan com sorvete (esse deu p comer). Sabe quando a pessoa passa p recolher o prato e ele está quase intocado? Saímos de lá com fome! Depois, conversando com alguns locais, soubemos que o restaurante tem uma péssima fama por lá, apesar da boa fama da vinícola e dos vinhos. Uma pena!

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    novembro 4th, 2011

    Oi Grazi!!
    Sério que foi ruim assim?!! Que pena!
    Pra vcs terem saído de lá com fome, deve ter sido mesmo um desastre!
    Nós somente visitamos a vinícola… não almoçamos por lá.
    Mas passado esse choque, quero saber o que vc mais gostou!
    Bjs, Anna

    Responder

    Graziela Respondeu:
    novembro 4th, 2011

    O almoço na Terraza de Los Andes foi maravilhoso! Quanto às Bodegas, fomos à 4: Familia Zuccardi, Catena Zapata, Achaval-Ferrer e Terraza de Los Andes. Gostamos muito da visita e do almoço na Terrazas, mas minha preferida é a Achaval-Ferrer. Explico em seguida o motivo.

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    novembro 5th, 2011

    Também adorei o almoço na Terraza de los Andes. Um dos melhores na minha opinião!
    Não fomos na Achaval-Ferrer….

  3. O diferencial na Achaval-Ferrer é a degustação. Quando estive lá pela primeira vez, degustamos um vinho que ainda não estava pronto para consumo, no caso, o Quimera. Ou seja, pudemos degustar o vinho durante o processo de "descanso" nos barris de carvalho e, em seguida, pudemos provar a versão pronta para consumo, do mesmo Quimera, mas da safra anterior. Esse ano, degustamos 4 dos 5 vinhos da casa, começando pelo mais simples até chegar a 2 da linha premium, sendo que um deles obteve 98 pontos pelo crítico americano Robert Parcker. Fantástico!

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    novembro 5th, 2011

    Nossa… pareceu ser muito interessante!!
    A dica já está anotada!!!
    A próxima ida a Mendoza (e certamente haverá uma) iremos, com certeza, à Achaval-Ferrer!!!

    Responder

  4. Olá, estou indo para Mendoza na próxima semana, no período do carnaval. O hotel que vou me hospedar é o Diplomatic , pela localização mais central e pelo custo-benefício. Não tenho nenhuma informação sobre esse hotel e gostaria de conhecer mais detalhes, caso vocês tenham conhecimento! Tive a indicação de utilizar o motorista e um carro particular da agência Alex transfer. Mandei email e estou aguardando a resposta. A reserva para o menu degustação em alguma bodega é feita no próprio hotel ou tem que ser desde o Brasil?
    Estou indo pela primeira vez e sei que essa viagem tem que ser bem planejada.
    Aguardo retorno e agradeço desde já,
    Abraço,
    Clarice

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    fevereiro 9th, 2012

    Olá Clarice!
    Desculpe, mas não conheço o Hotel Diplomatic.
    Recomendo já efetuar as reservas das degustações e almoços nas vínicolas aqui do Brasil, pois muitas só recebem um número limitado de pessoa e pode ser que na hora não tenha disponibilidade.
    Bjs, Anna

    Responder

  5. Fiz a reserva do hotel Diplomatic, através do seu site. Gostaria de aproveitar para perguntar se o hotel Diplomatic dispõe de transfer do aeroporto-hotel e vice-versa para os hóspedes?
    Também quanto ao custo-benefício se é mais interessante pegar um motorista , através da agência indicada por vocês ou fazer os Tours de 4 dias pela Luxury Trip?
    Grata,

    Atenciosamente,

    Clarice
    5511-9622-7471

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    fevereiro 9th, 2012

    Dê uma olhadinha no post https://www.nosnomundo.com.br/2011/04/mendoza-dica… , talvez te ajude a decidir com relação ao carro com motorista.
    BJs, Anna

    Responder

  6. Iremos a Mendoza no início de Julho, embora conheçamos bastante Buenos Aires nunca estivemos em Mendoza. Além da reserva para conhecer a família Zucardi efetuada nos próprios hotéis, há também o serviço de transporte?

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    março 5th, 2012

    Olá Consuelo!
    Nós particularmente não efetuamos a reserva de nenhuma visita às vinícolas pelo hotel. Contratamos uma empresa especializada em Mendoza, onde eles providenciavam o transporte e agendamento das visitas às vinícolas.
    Dê uma olhadinha no nosso post: https://www.nosnomundo.com.br/2011/04/mendoza-dica
    Bjs, Anna

    Responder

  7. estou tentando marcar uma visita há mais de duas semanas já enviei 4 solicitações. e não recebo confirmação. Alguém sabe informar se existe um outro endereço, para fazer agendamento?

    Responder

  8. tenho indicação de amigos que é um ótimo local para se visitar e almoçar.Estarei em Mendoza nos dias 8 e 9 de maio. Portanto tenho muita vontade de conhecer esta vinícola.

    Responder

  9. Fomos na Vinícola Família Zuccardi e o que mais nos agradou foi o banquete oferecido no almoço. Alguma coisa digna de um restaurante internacional 5 estrelas,! Sensacional mesmo!

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    abril 28th, 2014

    Olá Romero!
    Que legal!!! Obrigada pelo feedback!!!
    Os almoços harmonizados em Mendoza são mesmo sensacionais!!
    BJs, Anna

    Responder

  10. Olá, adoramos seu blog e estamos usando-o como referência para nossa viagem de 15 dias Mendoza-Buenos Aires em Junho.

    Estamos montado primeiramente o roteiro de Mendoza (4 dias) e surgiram algumas dúvidas:

    1 – Com quanto tempo de antecedência você realizou as reservas das vinícolas?

    2 – Nosso primeiro dia em Mendoza será um domingo. Vimos que algumas vinícolas são fechadas, então gostaríamos de saber se valeria a pena conhecer o centro da cidade no domingo? O centro funciona normalmente no domingo? Ou seria melhor fazermos logo o passeio da montanha?

    3 – Queríamos conhecer a região de Maipu pedalando. Geralmente se aluga as bicicletas no centro de Mendoza e vai para Maipu? Ou dá para ir de ônibus e lá alugar as bicicletas?

    Valeu!

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    abril 21st, 2016

    Olá Gustavo!
    Eu, particularmente, indicaria fazer o passeio da montanha no domingo.
    Como aluguei a bicicleta numa loja específica, não sei te responder onde é mais fácil vc alugar…
    Bjs, Anna

    Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Categorias
Posts Recentes