Cavas Wine Lodge: hotel e restaurante cercado por vinhedos

Cavas Wine Lodge: hotel e restaurante cercado por vinhedos

Booking.com

Gostou? Compartilhe!

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email

Quando comecei o planejamento da viagem para Mendoza, já sabia que queria me hospedar no hotel Cavas Wine Lodge. Uma amiga havia me falado maravilhas do hotel e depois de ver o programa de viagens Destino Lua de Mel do canal Discovery Home & Health não tive dúvidas. Um hotel cercado por vinhedos e com vista para a Cordilheira era o meu sonho de hospedagem em Mendoza.

Cavas Wine LodgeCavas Wine Lodge

Contudo, para minha decepção, o hotel já estava lotado. Acabei optando pelo intimista Aguamiel Hotel Boutique, que se revelou uma ótima surpresa. Lá também há parreirais que circundam o hotel e a vista da Cordilheira é linda (talvez até mais bonita que a do Cavas Wine Lodge). É verdade que os quartos não têm o conforto e as instalações não são tão sofisticadas, mas o preço ajuda a compensar.

De qualquer forma, para matar a minha curiosidade de conhecer o tão elogiado Cavas, fiz questão de reservar um almoço por lá.

Chegar até o Cavas Wine Lodge foi um pouco complicado. Nosso taxista não conhecia o hotel e acabamos ficando perdidos. Tivemos que parar para pedir informações várias vezes, além de telefonar para o radiotáxi em busca de auxílio. Tive a impressão de que o hotel ficava bem longe do centro de Mendoza, ou pelo menos de Maipu, onde estávamos hospedados.

Por óbvio, chegamos ao restaurante bem depois do horário marcado para nossa reserva. Ainda assim, não tivemos qualquer problema. Fomos muito bem recepcionados pelos simpáticos funcionários.

O lobby do hotel tem grandes portas de vidro com vista para os vinhedos e uma decoração que combina peças clássicas com outras bem vanguardistas.

Cavas Wine LodgeCavas Wine Lodge

Haviam poucas mesas ocupadas no restaurante e a nossa estava estrategicamente localizada na varanda, em frente ao parreiral.

Cavas Wine Lodge

Começamos com o couvert, uns pãezinhos regados a azeite.

Cavas Wine Lodge

Na sequência, atacamos as entradas. Éramos dois casais e pedimos 4 entradas para compartilhar: ceviche de salmão, empanadas, queijos com frutas e polvo com salada verde.

Cavas Wine LodgeCavas Wine LodgeCavas Wine LodgeCavas Wine Lodge

Continuamos a comilança com a chegada dos pratos principais: risotto de cogumelos com camarão, ojo de bife e truta. O ojo de bife estava um arraso. Na minha opinião, o melhor dos três!

Cavas Wine LodgeCavas Wine LodgeCavas Wine Lodge

Para acompanhar, um delicioso torrontés, tamanho o calor que fazia no mês de março. Experimentamos o Altavista e o Crios, e gostamos muito dos dois.

Não consegui dispensar a sobremesa e provei o cheesecake de frutas vermelhas com granité de laranja. Estava gostoso, mas achei que economizaram demais nas frutas vermelhas…

Cavas Wine Lodge

Para fazer a digestão fomos conhecer o hotel. Como era época da Vendimia, os parreirais estavam lindos, cheios de uva.

Cavas Wine Lodge

Os 14 quartos, na verdade, são bangalôs isolados, que contam com piscina privativa, terraço e lareira.

Cavas Wine Lodge

O espaço é bem amplo e a decoração tem um estilo rústico-chique.

Cavas Wine LodgeCavas Wine Lodge Cavas Wine Lodge Cavas Wine Lodge

A vista do terraço, localizado no segundo andar, é bem bucólica. Com uma cesta de uvas e uma garrafa de espumante, o terraço estava mais do que convidativo.

Cavas Wine Lodge

A área do SPA, aberta a hóspedes e visitantes, era outro convite ao ócio. Jacuzzi, sauna e banhos de vinhos e massagens relaxantes pareceram uma ótima escolha.

Cavas Wine LodgeCavas Wine LodgeCavas Wine Lodge Cavas Wine Lodge

Enfim, o hotel me pareceu encantador.

Tenho que registrar que o restaurante não ganhou dos excelentes menus degustações que provamos na Terrazas de los Andes e na Chandon ou do jantar gourmet do restaurante 1884, mas, ainda assim, estava ótimo. O preço? $166 pesos por pessoa, cerca de R$ 63, já incluído as águas e as duas garrafas de vinho. Nada mal para tanta fartura!

As diárias do hotel são mais salgadas. Na baixa temporada, a diária do quarto mais simples é de USD 325, acrescida de 21% de IVA.

End: Costaflores s/n, Alto Agrelo, Lujan de Cuyo, Mendoza. É necessário fazer reserva para o restaurante. O contato pode ser feito por email reservas@cavaswinelodge.com ou pelo telefone (54) (261) 410-6927/479-0200. Mais informações, em português, no site www.cavaswinelodge.com/portugues/home.htm

 

Para reservas, clique aqui.

 

* O Nós no Mundo tem parceria com o site Booking.com. Ao fazer a reserva por meio dos links de hotéis indicados no site, você garante a reserva em um site confiável e ainda deixa uma pequena comissão pra gente. E não paga nada a mais por isso. Para saber mais detalhes, leia a Política do Blog.

Gostou? Compartilhe!

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email

5 respostas

  1. Adorei

    Mendoza é um destino que que gostaria muito de conhecer… Ótima dica de hospedagem

    Bjs

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    agosto 23rd, 2011

    Vale a pena mesmo! A cidade de Mendoza é uma graça!!
    Imagino que seja tão charmosa quanto o Napa Valley, mas com o diferencial da Cordilheira…
    Falando em Napa Valley, adorei seus post de lá!! Bjs, Anna

    Responder

  2. Hola,

    Gostaria de fazer um orçamento para casal nas datas 22/07 a 25/07.

    Obrigada,

    Viviane

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    março 13th, 2013

    Olá Viviane!
    Somos um blog de viagem. Não fazemos reserva de nenhum passeio ou atração.
    Apenas contamos nossas experiências para ajudar novos viajantes.
    Bjs, Anna

    Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Categorias
Booking.com
Posts Recentes