Quando o assunto é escolher a praça mais bonita do mundo, encontrar um consenso é difícil.

Para alguns, a praça mais bonita do mundo é a Grand Place de Bruxelas, na Bélgica. Para outros, é a Piazza de San Marco em Veneza, na Itália ou a Praça da Cidade Velha em Praga, na República Checa. A Place des Vosges em Paris e a Trafalgar Square em Londres também sempre aparecem no Top 10.

Não conheço Bruxelas ou Praga, mas, mesmo assim, tenho que discordar. Na minha humilde opinião, a praça mais bonita do mundo é a Praça Vermelha de Moscou.

Praça Vermelha

Por que? A praça é absolutamente fotogênica. De qualquer ângulo, é um espetáculo só!

Praça VermelhaPraça Vermelha

Na Praça Vermelha ficam as cúpulas coloridas da Catedral de São Basílio, as extensas muralhas do Kremlin, as cúpulas douradas da Catedral de Kazan, o belo Portão da Ressurreição, o imponente Shopping GUM, o famoso Mausoléu de Lênin e o Museu de História da Rússia.

Praça Vermelha

Museu de História da Rússia

Praça Vermelha

Catedral de Kazan

Praça Vermelha

Shopping GUM

Praça Vermelha

Muralha do Kremlin com destaque para a Torre do Relógio

Praça Vermelha

Catedral de São Basílio

Até o nome da Praça (Krasnaya Ploshad, em russo) quer dizer “bonita”. É que em russo a palavra “krasnaya” pode ser utilizada para significar tanto “vermelho” como “bonito”. E, originalmente, o nome foi utilizado com o significado de “bonita” em homenagem à beleza da Catedral de São Basílio. 

Aliás, falando na Catedral de São Basílio, sua construção é tão impressionante e bela, que, segundo reza a lenda, o Czar Ivan, o Terrível mandou cegar o arquiteto responsável pela construção da catedral para que ele nunca mais fizesse nada tão bonito… E, olha, a Catedral de São Basílio é mesmo fenomenal. Não é à toa que é um dos cartões postais da Rússia.

Praça VermelhaPraça VermelhaPraça Vermelha

E você, concorda comigo? A Praça Vermelha é ou não é a praça mais bonita do mundo?

Istambul é uma cidade incrível! Foi a capital do Império Romano, do Império Bizantino e do Império Otomano. Hoje é a maior cidade da Turquia.

Fica estrategicamente localizada entre dois continentes: Europa e Ásia. Basta pegar um barco, um trem ou atravessar uma ponte para chegar, em poucos minutos, ao lado asiático da cidade. Simples assim.

A cidade é riquíssima em história, a comida é deliciosa, as pessoas são simpáticas, o transporte público é de excelente qualidade e os preços, pelo menos por enquanto, estão bem atraentes. Enfim, não faltam motivos para amar Istambul!

1 – A majestosa Mesquita Azul (Sultanahmet Camii)

Impossível não suspirar ao avistar pela primeira vez a Mesquita Azul.

Istambul

A Mesquita Azul é a mesquita mais importante de Istambul. Foi construída em 1616, a mando do sultão Ahmed I, para competir com a Basílica de Santa Sofia, que fica logo em frente, no centro antigo da cidade. Seu tamanho é majestoso. A alta cúpula central tem 34 metros e é cercada por cúpulas menores e semi-cúpulas.

O nome Mesquita Azul se dá em razão dos azulejos azuis que compõem o seu interior.

2 – O interior impressionante da Santa Sofia (Aya Sofia)

Chega a ser difícil acreditar que uma construção das proporções da Basílica de Santa Sofia tenha sido erguida no ano 535.

Istambul

A parte externa não é tão empolgante, mas o interior é fantástico. Mesmo estando atualmente em reforma, é possível ver a grandiosidade do pátio interno. Durante anos, foi considerada a maior igreja do mundo. Ainda hoje é a quarta maior “igreja” do mundo.

Istambul

Originalmente, a Santa Sofia era uma igreja, mas com a conquista do Império Otomano foi transformada em mesquita. Atualmente, funciona como um museu.

3 – Os deliciosos Kebaps

Ir a Turquia e não comer um kebap (leia-se kebab) é como ir a Roma e não provar uma pasta. Os kebaps estão por todos os lados, desde os restaurantes mais simples, onde não há sequer cadeira para sentar, até os restaurantes mais sofisticados. Existem diversas variações de kebaps. Basicamente, kebap são carnes grelhadas (em geral, cordeiro ou frango) servidas em um prato com outros acompanhamentos ou enroladas em pão folha como um wrap.

Istambul

Não deixe de provar o Döner kebab (ou o Döner dürüm, que vem enrolado no pão pita) e o Testi kebap, em que a comida vem em um vaso, que é quebrado na hora de servir. Depois eu escrevo outro post contando mais detalhes.

4 – Bazar de Especiarias (Mısır Çarşısı)

O perfume dos temperos é inconfundível. É uma mistura de pimenta, açafrão, canela, chili… Isso sem falar nos diversos tipos de chá, frutas frescas e doces. Por lá dá para comprar também cerâmicas, chales, almofadas e todo tipo de souvenir que você imaginar.

Istambul

5 - Palácio Topkapi (Topkapı Sarayı): o palácio dos sultões

O palácio foi construído no século XV e serviu como residência oficial dos sultões otomanos até o século XIX, quando foi substituído pelo Palácio Dolmabahçe. As paredes douradas, os tetos trabalhados, os azulejos azuis e as jóias em exposição demonstram a riqueza e a grandiosidade do imperio otomano. Os jardins com rosas e tulipas também não ficam atrás. São belíssimos. E as histórias do harem são interessantíssimas!

Istambul

6 – Baklava, o doce turco mais famoso

A quantidade de lojas de doces espalhadas pelas ruas e mercados de Istambul é impressionante. E as vitrines são tentadoras! Dá vontade de provar todos!

O baklava é o doce mais famoso e mais típico da cozinha turca. Ele é feito de camadas de massa filo (uma massa bem fininha tipo folha de papel) com recheios tradicionais de pistache (fıstığı) ou nozes (ceviz), e mel. O doce é beem doce. Gostei mais do sade baklava (que é sem nozes ou pistache, só com mel), que é menos enjoativo. Quer mais uma dica? Procure a loja Karaköy Güllüoğlu, pois, segundo dizem, ali são vendidos os melhores baklavas de Istambul!

Istambul

7 – O luxuoso Palácio Dolmabahçe (Dolmabahçe Sarayı)

Foi o primeiro palácio em estilo europeu em Istambul, construído para deixar o Palácio de Versailhes com inveja. E olha que conseguiram!

O Palácio fica às margens do Bósforo e é um luxo só. Para se ter uma ideia, o Salão de Cerimônias (Grand Ceremonial Hall) abriga o  o maior lustre de cristal bohemia do mundo, que tem 750 lâmpadas e pesa 4,5 toneladas.

8 – Banho turco para relaxar

O banho turco tem status de atração turística em Istambul. Basta entrar no hamam para ver inúmeros turistas querendo experimentar o banho turco. E vale a pena! É ótimo para relaxar, especialmente depois de dias de caminhada. O lugar parece uma sauna e você passa por uma sequência de esfoliação, massagem e banho de espuma. Depois conto todos os detalhes.

9 – Lokum (Turkish Delight), quero mais um!

Que tal provar uma bala de goma de romã com pistache? Em Istambul tem! Os lokum são outro tipo de doces famosos na Turquia. São coloridos e têm textura de gelatina. São um ótimo souvenir para trazer para casa!

Istambul

10 – O Pôr do sol na Ponte Galata

Ah, o pôr do sol vista na Ponte Galata… À medida que a tarde vai caindo, o céu vai ganhando tonalidades rosadas e as silhuetas das mesquitas despontam ainda mais bonitas.

Istambul

Como bem disse o meu amigo Rafael do blog Esse Mundo é Nosso, não há programa melhor do que assistir ao pôr do sol em Istambul sentado em um dos bares embaixo da Ponte Galata, tomando uma cerveja Efes gelada e curtindo a vista. Todas as minhas tardes de sol foram bem ali!! Perfeito!

A revista de bordo da TAM – TAM nas Nuvens – do mês de maio de 2014 traz uma matéria bem interessante sobre a Costa dos Corais em Alagoas. Essa é, inclusive, a capa da revista.

Tam nas nuvens

Coqueiros, praias desertas, tranquilidade e sofisticação é o que não falta por lá. A reportagem chama até a região de Caribe Alagoano. E tenho que concordar: o lugar é mesmo incrível!

AlagoasAlagoas

Já tivemos a oportunidade de conhecer os hotéis Kenoa Resort, localizado em São Miguel dos Milagres, a 30 minutos de Maceió, e a Pousada do Patacho, localizada em Porto de Pedras, a 2h de Maceió, que foram citados na reportagem. E elogios não faltam! São mesmo dois hotéis fantásticos!

No Kenoa Resort, exclusividade e luxo são a sua marca registrada. Os quartos têm piscina privativa com borda infinita, ofurô e acesso exclusivo para a praia.

Kenoa ResortKenoa ResortKenoa Resort

Já na Pousada do Patacho, o conceito é outro: simplicidade é a palavra de ordem. Mas simplicidade ali quer dizer “sem frescuras”. O hotel faz o estilo boutique com apenas 5 quartos a beira-mar, tudo no melhor estilo rústico-chique. Acho que só mesmo ali eu poderia comer um delicioso peixe com e arroz de manga, acompanhado de uma brasileiríssima caipirinha de siriguela, ouvindo uma música da Édith Piaf…

Pousada Patacho Pousada Patacho Pousada Patacho

Gostou? Quer saber mais detalhes? Então confira aqui os nossos posts:

 

Aeroporto de Frankfurt. Ontem. Já estava voando e fazendo conexões há 10 horas e ainda faltavam mais 18 horas de voos e conexões até o Brasil (!!!).

O cansaço era inevitável. Tudo o que eu mais queria era um banho e uma cama.

A cama eu não encontrei, mas o banho, este sim, eu achei!

Para quem voa de primeira classe ou de classe executiva, é fácil encontrar um banheiro com chuveiros nas Salas VIP para dar uma relaxada entre uma conexão e outra. Porém, para quem voa na classe econômica, como era o meu caso, a solução pode estar nas placas de sinalização.

Isso mesmo. Caminhando pelo aeroporto de Frankfurt, já próximo ao portão do meu embarque, vi uma placa com a indicação de chuveiros (showers, inglês ou duschen, em alemão). Resolvi ir lá para conferir e ver como era.

Aeroporto de FrankfurtAeroporto de Frankfurt

No local há uma recepção e vários banheiros privativos. E funciona assim: você paga, recebe a toalha e logo se dirige a um dos banheiros individuais. Cada banheiro tem um chuveiro e vaso sanitário, além de sabonete liquido, secador de cabelos e um espaço para deixar as coisas e sentar.

Aeroporto de FrankfurtAeroporto de FrankfurtAeroporto de FrankfurtAeroporto de Frankfurt

Tudo estava bem limpinho. E confesso que o banho caiu como luva. Sai renovada!!

O banho custa 6 euros ou 8 US doláres. Se você quiser mais conforto, há a opção de comprar chinelinho descartável, toca de banho, shampoo e condicionador, escova de cabelo, escova e pasta de dente.

Aeroporto de Frankfurt

Os chuveiros ficam localizados no Terminal 1, B Departures; no Terminal 1, após o embarque, no Level 3, próximo ao Lufthansa Senator Lounge; no Terminal 1, Concourse A, Level 2 and Concourse Z, Level 3; Terminal 2, Concourse D, Level 3. O horário de funcionamento é de 6h às 22h. Para mais informações, clique aqui.

Quem sabe você também não encontra um chuveiro por aí durante uma conexão longa… Fique de olho nas placas!

E começa a preparação!

Separa roupa, arruma a mala, confere as reservas, atualiza o roteiro… Em breve, embarcamos para a Turquia e México!!

Placa

Não vemos a hora de ver a Mesquita Azul e caminhar pelo Grande Bazar em Istambul… Também queremos tomar tequila e descansar sem pressa no mar azul de Cancún e Cozumel.

Além disso, vamos acompanhar a maior feira de turismo do México, a Tianguis Turístico e faremos toda a cobertura pelo twitter do blog.

Você tem dicas de restaurantes, passeios, compras ou de algo que considere imperdível? Você passou por alguma furada? Conte para gente e mande suas dicas!

E se você gosta de fotos, acompanhe a nossa viagem pelo instagram e pelo site, garanto que não vai se arrepender!

A Marília é uma querida amiga que acabou de voltar de Toronto, no Canadá, onde foi fazer um curso. Ela aproveitou e mandou várias dicas fresquinhas e super atualizadas para o Nós no Mundo!! Obrigada Marília!

Toronto

Passeios

Jogo de hockey

O jogo de hockey está para os canadenses assim como o futebol está para os brasileiros. É a paixão nacional Os jogos são emocionantes, mas prepare-se: são muito violentos. Aliás, se não tiver pancadaria, não é hockey.

Os ingressos podem ser comprados no ticket box do Air Canada Center. Recomendo os jogos do times Toronto Marlies ou Maple Liefs.

Kensington Market

Bairro cool, localizado entre as ruas Spadina Avenue, Dundas Street, Bathurst Street and College Street. Ali há várias pinturas e grafites nas paredes, além de vários lugares legais pra comer. Aos domingos, nos meses de maio a outubro, as ruas são fechadas para os pedestres (pedestrian sundays), que tomam conta do local. Não falta música nem comidinhas diferentes. Confira a programação aqui: http://www.kensington-market.ca

TorontoToronto

Harbor view

O lugar é lindo! Vale a pena visitar nem que seja só pra ver o lago ou patinar no gelo. Aliás, achei melhor patinar no Harbor View do que no City Hall.

Toronto

Yorkville

É nesse bairro onde ficam os melhores restaurantes da cidade e as lojas mais famosas (Yonge st com a Bloor). Não deixe de ir ao restaurante La Société para um brunch (reserve antes). Vá por mim e peça um croque madame.

Depois da comilança, caminhe pelas ruas Bloor, Cumberland St e Yorkvilke Av. Bem perto (só continuar na Bloor), fica o ROM – Royal Ontario Museum, um museu de cultura mundial e história natural. A entrada do prédio é belíssima, sem dúvida, uma obra de arquitetura!

Para quem gosta de vista panorâmica, o Panorama Lounge é uma ótima pedida. Fica no 51° andar do Manulife Center (55 Bloor em yorkville). As comidas por lá tem preço bem salgado e não são das melhores. O legal mesmo é tomar apenas um café ou drink e curtir a bela vista. Certamente sairá mais barato do que subir na CN Tower e você ainda terá a CN Tower nas suas fotos.

DistilLery District

É o bairro mais antigo da cidade, com construções que datam de 1832. Vale a visita! Confira a programação dos eventos que acontecem por lá no site http://www3.thedistillerydistrict.com

Toronto

Aproveite para experimentar um chocolate quente (peça o intenso) no SOMA Chocolatemaker (32 Tank House Lane).

Continue caminhando pela Yonge St (comece na Bloor e vá até o Harbor View), assim você passará por vários lugares interessantes como a College Station (não perca a loja chamada Bulk Barn, um grande supermercado com diversas opções de comidinhas). Continue descendo e você chegará a Dundas Square (cruzamento entre as ruas Yonge and Dundas Streets), que é uma mini times Square, mas mini mesmo. Lá tem o famoso shopping e imenso Eaton Center, que é o maior shopping de downtown Toronto.

Se gostar de comida do Oriente Médio (libanesa, árabe…), vá ao Paramount (253 Yonge St, perto do Hard Rock Cafe). A comida é excelente e, melhor de tudo, barata.

Concertos no Four Season Centre

Se você gostar de concerto ou balé, o Four Season Centre é uma ótima opção. Vale a pena conferir o site (clique aqui), pois eles oferecem concertos gratuitos as 4a feiras. Fui a um concerto de piano e adorei! Mas fica a dica: tem que chegar até as 17h para garantir a entrada.

Toronto

Parlamento e Universidade de Toronto

Se gostar de arquitetura, visitar o Parlamento e a Universidade de Toronto é uma boa pedida. No parlamento  é possível fazer um tour gratuito, além de assistir a uma sessão parlamentar. A universidade de Toronto que fica bem ao lado.

TorontoToronto

Maple Farmer

Outro passeio bem interessante é visitar as fazendas de Maple Tree em Kortright Center. Para chegar lá, é necessário ir de carro. A viagem é curta. Dura cerca de 30 minutos. Lá é possível apreciar a vegetação, além de enter o processo de fabricação do maple syrup. Para quem gosta de compras, é bom dizer que a Maple Farmer fica bem perto do outlet Vaughan Mills.

Toronto

Se você der sorte, ainda pode pegar o evento Maple Syrup Festival, que só ocorre no inverno (as datas variam porque depende da temperatura). Dá para andar de carroça, provar degustações de maple syrup e comer muita panqueca.

Toronto

 

Dicas Gastronômicas

St Lawrence Market

O St Lawrence Market é um dos maiores mercados de Toronto e já foi eleito como o melhor mercado gourmet pela revista National Geographic. A dica é ir aos sábados, quando tem a feira de produtores locais bem em frente. Aproveite e deixe para tomar o cafe da manha por lá.

TorontoTorontoToronto Toronto

Na loja Wine Country Merchants há degustações de vinho diariamente. No inverno, a partir das 11h, há degustações gratuitas de Ice Wine, que é um vinho feito a partir de uvas congeladas na própria videira.

Toronto

Outro programa interessante no St Lawrence Market são as aulas de culinária. Se você gosta de cozinhar, é imperdível! As aulas custam em torno de CAD 40 e devem ser reservadas antecipadamente pelo site http://www.stlawrencemarket.com/events. No valor está incluso todo material. E o que vc cozinhar, você leva para comer depois em casa, ou melhor, no hotel. Olha só como ficaram fofos os meus biscuits and scones!!

TorontoToronto

Hero Burger

É uma cadeia de fast food saudável. As carnes são sem hormônio, antibióticos e conservantes. Além disso, há opção sem glúten no menu. A batata doce frita é incrível, muito melhor do que batata normal. Vale a pena provar!

TorontoToronto

Korean Town

Em Toronto há uma grande concentração de imigrantes coreanos. Eles se estabeleceram na região da Bloor Street entre as ruas Christie e Bathurst. Por lá há restaurantes, padarias, mercados e lojinhas de presentes com produtos coreanos. Recomendo o restaurante The Owl (Boo Ung Ee) Korean Restaurant (700 Bloor St W). Peça o rice cake, o bogogui ou o bibimpa (se pronuncia assim, mas não sei como escreve rs). O jantar, por pessoa, saiu por CAD 12, já com a gorjeta.

Toronto Toronto