Diga aí: quem nunca fez mímica durante uma viagem?

Como você faz quando viaja para um país, digamos “exótico”, e não consegue entender nenhuma das palavras dos letreiros das lojas, das placas de ruas, do cardápio dos restaurantes? Pior fica a situação quando ninguém (ou quase ninguém) do “país exótico” fala inglês ou espanhol. Português, então, nem sonhando….

Por aí...

Painel do aeroporto na Rússia

Por aí...

Loja no Japão

Por aí...

Lanchonete em Hong Kong

Alguns responderiam: chama o guia da excursão para traduzir tudo. Outros poderiam falar que sequer viajariam para um destino que não fala inglês (ou mesmo português), dizendo ser exótico demais.

Eu, ao contrário, acho fascinante a “cegueira linguística”. É sentir, a todo instante, que estamos longe de casa, mergulhando numa cultura totalmente diferente.

Por aí...

Vamos para qual lado?? Placa de estação de metrô em Moscou

E como eu me viro na prática? Bem, eu uso a intuição e me divirto fazendo mímicas.

Na maior parte das vezes, funciona. Se não funcionar, dá-se um jeito também (rsrs). É como jogar Imagem e Ação! (Será que a menção ao jogo denuncia minha idade?!)

Nos restaurantes, por exemplo, fico procurando as fotos dos pratos e tentando adivinhar seus ingredientes. Depois de escolhido, aceno para o garçom aponto para a foto.

Por aí...

Por aí...

O negócio complica quando não há foto. Aí o jeito é escolher às cegas ou observar as mesas vizinhas e tentar indicar para o garçom qual o prato alheio que mais te agrada.

Por aí...

Por aí...

Por aí...

Quando o garçom entende sua mímica, é ótimo. Nas outras vezes, porém, o jeito é cair na gargalhada.

Certa vez no Japão, apontei diversas vezes para a mesa vizinha, na tentativa de mostrar que queria aquele determinado prato. A mímica não funcionou. Ele trouxe tantos (e tantos!) pratos de comida que já não cabia mais na mesa. Imagino que tenha entendido que eu estava faminta. No final, era eu morrendo de rir e tentando devolver os pratos, enquanto o garçom ficava tentando deixar mais comida na mesa.

E não tem nem como reclamar na hora de pagar a conta. Não dá para entender absolutamente nada! Ou melhor, só dá para entender os números.

Por aí...

Por aí...

Noutra vez, também no Japão, escolhi um restaurante super charmoso com vista para um lago nos arredores de Kyoto. O problema é que já estava tarde e não havia mais ninguém no restaurante. Felizmente, havia fotos no cardápio e escolhi algumas delas.

Por aí...

O primeiro prato tinha uma cara ótima. Não reconheci o gosto de quase nenhum dos ingredientes, mas aprovei. Por aí...

O problema foi o segundo prato: vários ingredientes mergulhados em uma sopa. Nem me pergunte o que era. Sequer entendi se era para tomar o líquido ou só comer os ingredientes que estavam dentro da tigela (rsrs). Aliás, dentre os ingrediente, o único que consegui decifrar foi o ovo cozido… O resto tinha uma aparência gosmenta. E o gosto, igualmente gosmento.

Por aí...

Por aí...

E quem já provou aqueles patos que ficam sempre pendurados nas cidades chinesas? Não faço ideia do que esteja escrito na legenda, mas ali, nem com muita mímica, eu encararia escolher um dos patos da vitrine…

Por aí...

 Restaurante em Hong Kong

Na hora do aperto, é bom ter algum tradutor off line para poder recorrer.

Recomendo o app gratuito Google Tradutor, lançado há pouco tempo para sistema IOSAndroid. Basta apontar a câmera para o texto que o aplicativo automaticamente realiza a tradução. É verdade que a tradução não é perfeita, mas quebra o galho. O ruim é que o aplicativo consome muita bateria do celular ou tablet.

De qualquer forma, pelo sim, pelo não, ainda fico com a mímica. Não garanto se a comida será boa ou se vai dar para alimentar um batalhão. Garanto, todavia, as gargalhadas e boas histórias para contar quando voltar de viagem. A tecnologia, eu guardo só mesmo para o último caso.

Você também já fez mímicas durante alguma viagem?

..

Siga o Nós no Mundo no Twitter: @nosnomundo

Siga o Nós no Mundo no Periscope - @nosnomundo.

No Instagram: @nosnomundo

E curta a nossa fanpage no Facebook: facebook.com/nosnomundo

Planeje sua viagem com a gente

Reserve seu hotel utilizando o Booking.com. Menor preço garantido! Se encontrar tarifa mais barata, eles reembolsam a diferença.

Alugue seu veículo com a RentalCars, a maior empresa on-line de aluguel de carros do mundo, e tenha o menor preço garantido!

Reserve uma casa pelo Airbnb e ganhe desconto no primeiro aluguel.

Compre moeda estrangeira com a Cotação. É seguro e você ganha descontos exclusivos!

* Reservando com os nossos parceiros através do Nós no Mundo, nós recebemos uma pequena comissão. Você não paga nada a mais por isso e, de quebra, ainda ajuda o Nós no Mundo a estar sempre atualizado.

Sobre Anna Bárbara

É louca por viagens! Nem acaba de chegar de uma viagem e já está pensando nas próximas (no plural, é claro!). Tem o passaporte carimbado em mais de 20 países e é apaixonada pela Ásia, ou melhor, por todos os destinos exóticos. Qual a melhor viagem? "Não há dúvida", diz ela, "a melhor viagem é sempre a próxima".

Deixe seu comentário:





* Campos de preenchimento obrigatório

** Ao enviar o seu comentário, você estará automaticamente concordando com a nossa Política de Comentários.