Diário de viagem – Road Trip USA: Wilmington, Myrtle Beach e Pawleys Island – Carolina do Norte e Sul

Começamos o nosso terceiro dia de road trip nos despedindo da Carolina do Norte. Para isso, nada melhor que conhecer o centro histórico de Wilmington num passeio de carruagem pelos quarteirões de casas centenárias.

São 230 quarteirões na região de Cape Fear River com casas e lojas que mantém as suas fachadas originais, ou restauradas para que mantenham o mesmo aspecto de quando foram construídas. Eles levam tão a sério essa preocupação com o patrimônio histórico da cidade, que o morador pode comprar uma placa com a história daquela propriedade e colocar bem na entrada da casa / loja.

O bacana é que quem visita a cidade, pode conhecer mais da história da região apenas lendo as placas penduradas. Sendo que as placas de cor preta, indicam as construções centenárias. Além disso, a região de Wilmington, assim como o Arlie Gardens, também já foi e segue sendo utilizada para a gravação de filmes e séries.

Pegamos o carro e em aproximadamente uma hora pela US-17N, atravessamos a fronteira da Carolina do Norte com a Carolina do Sul. A primeira parada não podia ser em um lugar melhor que Myrtle Beach! A cidade famosa internacionalmente por suas belas praias, dezenas de campos de mini golfe e excelente culinária.

Nossa primeira parada nem Myrtle Beach foi no Hawaiian Rumble Mini Golf. Myrtle Beach possui mais de 100 campos de mini golf e o Hawaiian Rumble Mini Golf é o mais tradicional, além do único onde há uma competição que jogadores do país inteiro participam. Qualquer pessoa pode brincar nos campos, levando a sério ou encarando apenas como uma diversão – conforme a maioria das pessoas.

Na nossa segunda parada na cidade, conhecemos uma marca registrada de Myrtle Beach: o shag dance. O Fat Harold’s Beach Club é o melhor lugar para aprender a dançar o ritmo da Carolina do Sul. Com vários ambientes e pistas de dança para todos os níveis, você pode ir só para curtir o clima e conhecer o bar, ou se arriscar nos passos do shag dance. Nos divertimos tentando aprender!

Na seqüência, descobrimos que Myrtle Beach tem um verdadeiro santuário dos jacarés e répteis. O Alligator Adventure abriga quase mil jacarés das mais variadas idades e tamanhos, além de outros répteis, como cobras e lagartos. Eles fazem um tour pelo local, explicando sobre a vida dos animais e como são cuidados, além de conscientizar sobre a necessidade dos répteis no ecossitema. No fim do tour, é possível ter contato com um pequeno jacaré de 3 anos e senti-lo nas mãos.

E quem disse que Myrtle Beach é só praia, se engana! O WonderWorks, nosso próximo ponto de parada é prova disso, e só ele tem entretenimento indoor para o dia inteiro. Como São Pedro não colaborou muito na nossa visita à cidade e choveu bastante, o local estava mais cheio do que o normal, mas mesmo assim dava para curtir todos os ambientes.

O prédio simula uma casa que teria voado após a passagem do furacão Hugo, que atingiu a região em 1989. É engraçado ver tudo de cabeça para baixo, rs. Dentro dele, há diversas atrações espalhadas por 4 andares com brinquedos educativos e voltados para a ciência, que vão de bolas que se movem com a força do pensamento a cama de pregos, que não machucam. Então já sabe: choveu? Não se preocupe que há muito o que fazer em Myrtle Beach.

Em seguida, fomos convidados para almoçar no The Originals Benjamin’s Calabash Seafood e esperávamos só mais um restaurante especializado em peixes e frutos do mar. Que engano! Ele é O restaurante. Com nove salões e temática marítima, a sensação é de entrar num parque temático. Há réplicas de barcos em tamanho real, navios em escalas grandiosas e decoração que te transporta diretamente para o fundo do mar.

São servidos todos os dias mais de 170 pratos, com opções para alérgicos a frutos do mar e vegetarianos também. 300 funcionários – todos vestidos a caráter – estão a postos para atender os clientes, que podem chegar a até mil pessoas simultaneamente. O sistema é de “coma o quanto puder” por um valor único por pessoa: 35 dólares.

Ficou impressionado com as miniaturas dos barcos, navios e demais itens espalhados pelo restaurante? Saiba que eles são fabricados – há cerca de 30 anos – ali mesmo pelo artista Jimmy Frost, numa sala aberta onde é permitida a visitação. Todos os barcos são exclusivos e montados unicamente para uso no restaurante.

Se o dia estiver ensolarado durante a sua passagem por Myrtle Beach, saiba que o point da cidade e o boardwalk, onde fica a  SkyWheel. Da roda gigante de 57 metros de altura é possível visualizar toda a cidade e ter uma vista única da praia. Vá no fim do dia, que terá a chance de ver um por do sol inesquecível. Há vários bares e lojas no entorno dela, onde poderá curtir o clima de praia da cidade.

Quer fechar o dia com musica ao vivo – super animada -, comida deliciosa e uma bela vista para o mar? O Dead Dog Saloon é sem dúvidas a melhor opção. Ele está localizado na região de Murells Inlet e possui acesso direto à marina do local. Conta com dois bares, área de mesas comuns e dois decks, um interno e outro externo, para apreciar a boa musica e os sabores da Carolina do Sul. Também é possível alugar caiaques e jet ski numa das entradas do restaurante.

Nossa primeira hospedagem na Carolina do Sul foi na região de Pawleys Island, no Pawleys Plantation Golf & Country Club, um clube de golfe – esse em proporções normais, rs – que existe há 200 anos, onde os sócios e interessados no assunto podem se hospedar e praticar o esporte.

O apartamento é completo e tem todos os utensílios para fazer você se sentir em casa. Muitas pessoas alugam para ir com a família inteira e ficar hospedado durante uma temporada, então tem cozinha equipada, maquinas de lavar e secar roupas, além de quartos amplos com closet e banheiro com hidromassagem.

 

Diego Paiva viajou a convite do Discover America

Siga o Nós no Mundo no Twitter: @nosnomundo

Siga o Nós no Mundo no Periscope - @nosnomundo.

No Instagram: @nosnomundo

E curta a nossa fanpage no Facebook: facebook.com/nosnomundo

Planeje sua viagem com a gente

Reserve seu hotel utilizando o Booking.com. Menor preço garantido! Se encontrar tarifa mais barata, eles reembolsam a diferença.

Alugue seu veículo com a RentalCars, a maior empresa on-line de aluguel de carros do mundo, e tenha o menor preço garantido!

Reserve uma casa pelo Airbnb e ganhe desconto no primeiro aluguel.

Compre moeda estrangeira com a Cotação. É seguro e você ganha descontos exclusivos!

* Reservando com os nossos parceiros através do Nós no Mundo, nós recebemos uma pequena comissão. Você não paga nada a mais por isso e, de quebra, ainda ajuda o Nós no Mundo a estar sempre atualizado.
Diego Paiva

Sobre Diego Paiva

Apaixonado por aviões, deu um jeito de incluir os voos e aeroportos no seu dia-a-dia. É bibliotecário por formação, mas trabalha na aviação para ficar mais perto da sua paixão. Pretende desbravar destinos no Brasil e no mundo todo, conhecendo diversas pessoas e culturas. Já visitou 15 Estados do Brasil, 14 países e colabora com o Nós no Mundo desde 2013.

Deixe seu comentário:





* Campos de preenchimento obrigatório

** Ao enviar o seu comentário, você estará automaticamente concordando com a nossa Política de Comentários.