Aruba e Curaçao: as dicas da Andreia Borges

Quem escreve o post de hoje é a Andréia Borges. Ela é da área jurídica, moradora de Niterói, no Estado do Rio de Janeiro e, sempre que pode, adora viajar e conhecer novas pessoas e culturas. Ela viajou para Aruba e Curaçao e conta as suas dicas!

==================================================

“Foram 9 dias de viagem: seis noites em Aruba, duas em Curaçao e uma em Bogotá. Embarquei no dia 16 e voltei 26 de janeiro.

Fui pela Avianca: Rio/Bogotá/Aruba e Aruba/Bogotá/Rio. De Aruba para Curaçao e Curação para Aruba, segui pela Companhia Insel Air e gostei.

Aruba

Aruba é um lugar com uma super estrutura, principalmente em Palm Beach, onde eu fiquei. Há shoppings, restaurantes, piscinas à beira-mar e piers onde são servidos drinks.

A ilha não é muito grande. Para quem aluga um carro, acho que dá para conhecer a ilha toda em dois dias, mas há passeios que devem ser feitos por agência, pois são de difícil acesso, como o Parque Arikok, onde há uma piscina natural, e a ilha De Palm Island, que pertence à agência Palm Tours.

Eu não aluguei carro, andei de táxi. Os taxistas não utilizam taxímetro, então, você pode negociar o preço. A moeda nas duas ilhas é o florim, mas o dólar é aceito, portanto, só levei dólares.

O idioma lá é o papiamento, mas a gente se comunica bem em inglês, espanhol e usando o nosso portunhol. As pessoas em geral são muito amáveis e simpáticas.

Fiz dois passeios com a Palm Tours, que é a maior agência de lá. Não sei se é a melhor, pois eles deixaram um “furo” comigo. Não apareceram para me pegar para fazer um dos passeios, então cancelei os demais, sem maiores problemas.

Praias

Além de Palm Beach, que é bonita e com uma super estrutura, visitei Arashi Beach, Malmok Beach e Boca Catalina, todas no norte da ilha, uma ao lado da outra. Essas três você conhece no mesmo dia. Ficam a 10 minutos de Palm Beach. São praias quase desertas e com mar mais azul que Palm Beach. Para ir para essas praias, os taxistas cobram entre $10 e 12 dólares, então, $ 20 dólares, ida e volta.

Aruba

Palm Beach

No sul da ilha, um pouco mais distante de Palm Beach, fica Baby Beach, que é super calma, com água bem azul e parece uma piscina. Ao lado dela tem a praia Rodgers Beach, também com mar bem azul e muito deserta. O taxista me cobrou $ 80 dólares para o trajeto de ida e volta.

Aruba

Baby Beach

Também conheci De Palm Island. Reservei e paguei o passeio pela internet. Quando cheguei em Palm Beach, passei lá para pegar o voucher. Paguei algo em torno de R$ 200, mas é sistema tudo incluído. Vale muito a pena! Na ilha, eles oferecem um mini parque aquático, equipamento de snorkel para ver os peixes coloridos, praias com espreguiçadeiras, banana boat, café, almoço e bebidas à vontade. Ainda oferecem algumas atividades pagas, para quem quiser, como massagens, mergulho, tatuagem temporária. Adorei!

Aruba

De Palm Island

Outro passeio que fiz com a agência Palm Tours foi para a piscina natural – Natural Pool Jeep Adventure. Fomos de jipe 4X4 e passamos pelo Parque Nacional Arikok, que é bem bonito. É outra paisagem. Todo árido e com animais. Durante o percurso, ainda visitamos ruínas, paramos na piscina natural onde fizemos snorkel, conhecemos a Natural Bridge, a Capela Alto Vista Chapel, e passamos próximos ao farol (California Lighthouse). No passeio está incluído equipamento para snorkel, sapato aquático e um pequeno lanche. Foi incrível! Acho que paguei por volta de R$ 160 reais. No site da agência, há todas as atividades e os valores.

Aruba

Natural Pool no Parque Nacional Arikok

Também fui a Eagle Beach, que é praticamente ao lado de Palm Beach. O taxista cobrou $ 8 dólares. É uma praia bonita, mas não tem muitas barracas e restaurantes como a vizinha Palm Beach. Nas praias mais desertas, as pessoas levam bolsa térmica com bebida e lanche.

Ao sair de Eagle Beach, peguei um ônibus até o centro (Oranjestad), onde há lojas de grifes e também lojinhas para comprar lembranças. No centro, há vários restaurantes, é bem estruturado. É bem fácil se locomover de ônibus entre Palm Beach e o centro. E a passagem foi barata. Custou $ 2,55 dólares.

Hotéis

Eu aconselho a ficar em Palm Beach, pois além de ser uma linda praia é super estruturada. Há vários hotéis pé na areia, muito bons.

Nas primeiras 4 noites, fiquei hospedada no Carinãs Studios Apartments, um apart hotel a 5 minutos da praia. Achei excelente! O quarto é grande e tem cozinha e varanda. Fiz umas comprinhas em um mercado próximo. Nas duas noites seguintes fiquei no hotel 3 estrelas Palm Beach Retreat, que oferecia café da manhã. Achei o hotel bom.

Restaurantes

Taste of Belgium – é no shopping de Palm Beach, eles têm café, almoço e jantar. Lá eu só tomei café e lanchei. Tudo muito bem preparado e com ótimo atendimento.

Mc donald’s – igual do Brasil.

Aroma d’Italy – Restaurante italiano próximo à praia (Palm beach). Comi uma lasanha de frango. Achei bom, normal. A comida, o suco e  o sorvete saíram por volta de $ 20 dólares.

Moomba – é um bar descolado, em Palm Beach. Comi uma comida mexicana. Foi gostoso!

Amazonia – churrascaria com carne brasileira. Adorei! É sistema de rodízio. Só funciona a partir de 17h. A conta com refrigerante e água deu algo em torno de $ 50 dólares.

Subway – igual ao daqui.

 

Curaçao

Em Curaçao, fiquei hospedada no Floris Suite, um hotel 4 estrelas muito bom, com um jardim lindo. O café da manhá é pago à parte e custa $ 10 dólares. Eles te levam para uma praia particular, levam e buscam para a praia Pirate bay, que é muito linda.

Curaçao é uma ilha maior, então para se locomover é tudo muito distante. Para dirigir não é tão simples, pois a ilha é grande, então optei pelo táxi.

Fui à praia Cas Abao, que é lindíssima, com água bem transparente. Ela é privada, paguei $ 6 dólares para entrar. E o táxi saiu por $100 dólares, ida e volta. É caro, pois é tudo distante.

Curaçao

Cas Abao

Também fui ao Sea aquarium. Esse é imperdível! Reservei pela internet o mergulho com os golfinhos, na Dolphin Academy. Custa $ 159 dólares. Paguei lá quando cheguei. Quem paga o mergulho, não precisa pagar a entrada do Sea aquarium, que custa $ 20 dólares. Megulhar com os golfinhos é algo extraordinário. Eles são treinados, não dá medo. Eles brincam com a pessoas. Fazem a foto do beijo. É demais! Há também o show deles, que é lindo. O show com os leões marinhos também é o máximo. Quem quiser, também ganha beijo deles. Há ainda tubarão no aquário, onde a gente pode passar a mão. Podemos alimentar as arraias e tocar nas estrelas do mar. E ainda tem as praias do Sea Aquarium, que são lindíssimas. Há quiosques na praia e lanchonetes. O táxi até o Sea Aquarium saiu por $ 50 dólares, ida e volta.

Curaçao

Não posso deixar de falar das iguanas, que são encontradas nas duas ilhas. É muito comum vê-las nas praias.

Restaurante

Governeur, em Otrabanda. De lá dá para ver Punda, com os prédios coloridos. Comi o prato típico que é keshi yena, que achei uma delícia. Leva frango, ameixa, pimentão e é gratinado com queijo. Para o acompanhamento, escolhi batatas fritas. Teve pãozinho e molho de ervas de entrada. O prato com o suco de abacaxi saiu por quase $ 22 dolares. O táxi de ida e volta saiu por $ 24 dólares.

Curaçao

Punda

Em resumo, gostei muito das duas ilhas. Aruba é mais estruturada e mais animada. Curaçao possui praias mais preservadas, com águas mais cristalinas. O legal é ir nas duas. Uma complementa a outra.” 

 

* Texto e fotos por Andreia Borges

Siga o Nós no Mundo no Twitter: @nosnomundo

Siga o Nós no Mundo no Periscope - @nosnomundo.

No Instagram: @nosnomundo

E curta a nossa fanpage no Facebook: facebook.com/nosnomundo

Planeje sua viagem com a gente

Reserve seu hotel utilizando o Booking.com. Menor preço garantido! Se encontrar tarifa mais barata, eles reembolsam a diferença.

Alugue seu veículo com a RentalCars, a maior empresa on-line de aluguel de carros do mundo, e tenha o menor preço garantido!

Reserve uma casa pelo Airbnb e ganhe desconto no primeiro aluguel.

Compre moeda estrangeira com a Cotação. É seguro e você ganha descontos exclusivos!

* Reservando com os nossos parceiros através do Nós no Mundo, nós recebemos uma pequena comissão. Você não paga nada a mais por isso e, de quebra, ainda ajuda o Nós no Mundo a estar sempre atualizado.

Sobre Anna Bárbara

É louca por viagens! Nem acaba de chegar de uma viagem e já está pensando nas próximas (no plural, é claro!). Tem o passaporte carimbado em mais de 20 países e é apaixonada pela Ásia, ou melhor, por todos os destinos exóticos. Qual a melhor viagem? "Não há dúvida", diz ela, "a melhor viagem é sempre a próxima".

Deixe seu comentário:





* Campos de preenchimento obrigatório

** Ao enviar o seu comentário, você estará automaticamente concordando com a nossa Política de Comentários.