Que moeda levar para o Japão?

pt-br

Uma dúvida frequente de quem viaja para o exterior é saber qual a melhor forma de cobrir suas despesas e compras.

A nossa resposta é basicamente a mesma, qualquer que seja o destino: diversifique. Leve um pouco de dinheiro em espécie, faça saques em caixas eletrônicos e tenha ainda um cartão de crédito ou um cartão travel money para pagar as despesas maiores ou para eventuais emergências.

Fazendo dessa forma você pode escolher durante a viagem qual o câmbio mais vantajoso e não corre o risco de passar apuros.

No Japão, há uma dificuldade a mais: a língua. Então veja aqui algumas dicas que facilitam a vida do turista por lá.

Casas de câmbio no Japão

Dólares e euros são as moedas mais fáceis para trocar em casas de câmbio no Japão. Identificar as lojas de câmbio é fácil. Sempre há placas em inglês escrito “currency exchange“, como na foto abaixo.

Casa de câmbio em Kyoto

O câmbio no mês de outubro de 2012 era 1 dólar = 81,21 yenes.

Casas de câmbio no Japão

Nos aeroportos Narita e Haneda, em Tóquio, não há dificuldade para encontrar as casas de câmbio. No centro de Tóquio não chegamos a fazer câmbio, mas em Kyoto procuramos a loja da rede Travelex que fica na estação de trem Kyoto Station, mais especificamente dentro da loja Nippon Travel Agency, no andar térreo, quase em frente à Kyoto Tower. Para consultar o endereço de outras casas de câmbio no Japão, consulte aqui.

Fica a dica: Na agência Travelex, após efetuar o câmbio, você recebe um cupom de desconto (global rewards card) para utilizar na próxima transação. Por isso, se for efetuar câmbio mais de uma vez, guarde a nota e o cupom para receber o desconto. Na prática, o desconto não costuma ser grande coisa, mas não deixa de ser uma economia.

Travelex

Também é possível comprar yenes em algumas casas de câmbio aqui no Brasil. Contudo, em geral, não é muito vantajoso. A taxa de câmbio não costuma ser atraente e, como a moeda japonesa é desvalorizada frente ao real, é possível que você tenha que carregar muitas notas.

Saque nos caixas eletrônicos: procure o 7-Eleven ou os Post Offices

Sem dúvida, é a opção mais fácil e prática. Existem caixas eletrônicos por todos os lados e as taxas de câmbio costumam ser melhores do que nas casas de câmbio.

Para efetuar saques é necessário ter um cartão de crédito ou débito internacional com função habilitada para uso no exterior.

Não são todos os terminais de auto-atendimento que admitem o saque de turistas estrangeiros. Só aqueles que têm os selos da rede Plus (portadores de cartão Visa) ou Cirrus (portadores de cartão Mastercard).

ATM no Japão

Para não ter erro, procure uma das milhares de lojas de conveniência 7- Eleven, pois lá sempre têm caixas que aceitam cartões internacionais. Essas lojas funcionam 24 horas e estão em todas as esquinas! É bem fácil de encontrar. Para facilitar ainda mais, bastar inserir o cartão de crédito na máquina que ela já reconhece que o cartão é do Brasil e logo aparecem mensagens em português. A máquina diz até bom dia! Só mesmo no Japão!!!

Também é possível efetuar saques com cartões internacionais nos caixas eletrônicos das agências de correio (post offices). As máquinas têm menu de opções em inglês.

Cartões de crédito e Cartões Travel Money: use com moderação e tenha sempre dinheiro vivo

Shoppings e lojas de departamento no Japão aceitam cartões de crédito. Mesmo assim, é grande o número de lojas e restaurantes que não aceitam cartões de crédito ou débito, especialmente no interior do Japão.

Quem nos acompanha pelo twitter, facebook e instagram, ficou sabendo de antemão do nosso perrengue quando fizemos um passeio pelo vilarejo de Shirakawa-go, na região dos Alpes do Japão. Ficamos literalmente sem dinheiro para voltar!

Resumindo a longa história, fomos para o vilarejo de ônibus e deixamos para comprar a passagem de volta por lá. Quando fomos comprar o bilhete, vimos que não tínhamos dinheiro suficiente e entregamos o cartão de crédito. A vendedora informou que não aceitavam cartão de crédito e logo perguntamos pelo caixa eletrônico ou pela casa de câmbio na cidade. Para a nossa surpresa, não havia nenhum caixa eletrônico que aceitasse cartão internacional ou casa de câmbio em todo o vilarejo!!

Depois de muita conversa, conseguimos viajar mesmo sem o bilhete do ônibus, ficando acertado que efetuaríamos o pagamento na cidade de Takayama, nosso destino final. Lá chegando, só havia um único caixa eletrônico que efetuava saques com cartão internacional em toda a cidade! Eu tive que ficar na estação como “garantia”, enquanto o Fred saiu em busca do banco. Para completar, o banco estava em manutenção e a quantidade de saques estava limitada. Por sorte, conseguimos exatamente o valor que precisávamos para pagar as passagens de ônibus. Ufa!!!

Então, fica a dica: Sempre leve uma quantidade razoável de dinheiro vivo consigo. Dê preferência para utilizar os cartões de débito ou travel money para sacar dinheiro nos caixas eletrônicos.

Como eu costumo dizer: segundo a Lei de Murphy, imprevistos sempre acontecem…

Siga o Nós no Mundo no Twitter: @nosnomundo

No Instagram: @nosnomundo

E curta a nossa fanpage no Facebook: facebook.com/nosnomundo

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>