Valle del Maipo: economize e vá por conta própria para a Viña Undurraga

Visitar o Chile e não conhecer uma vinícola é quase um pecado.

Os vinhos chilenos têm excelente qualidade, os preços são atraentes e as paisagens dos parreirais sempre impressionam. Outra grande vantagem é a proximidade dos vinhedos à capital Santiago. Em uma viagem curta, de 30 minutos ou 2 horas de carro, é possível visitar algumas das bodegas chilenas mais famosas. O Vale do Colchagua e o Valle de Casablanca, por exemplo, são ótimas opções.

Se o tempo for curto, siga para o Valle del Maipo, a única região vinícola do mundo dentro dos limites urbanos de uma grande metrópole. Chegar até lá é rápido, fácil e super econômico. Não precisa nem se preocupar em alugar um carro ou contratar uma excursão. Ônibus e metrô são ótimas opções de transporte.

O vale, que fica aos pés dos Andes e segue o curso do rio Maipo, abriga alguns dos vinhedos mais antigos e de maior tradição do Chile. Os Cabernet Sauvignon da região são bem famosos. Os vinhos da cepa carménère também; afinal, ali foi redescoberta a uva carménère, que já se julgava extinta na Europa.

Diversas bodegas do Vale do Maipo oferecem visitas pelas propriedade com direito a degustações de vinhos. As mais conhecidas e procuradas pelos brasileiros são, sem dúvida, a Concha y Toro e a Cousiño Macul. Porém, existem inúmeras outras: Almaviva, Vinã Tarapacá, Pérez CruzOdfjell Vineyard, Undurraga, Vinã La MontañaSanta Rita

Para uma experiência mais autêntica, fuja da legião de brasileiros que visitam diariamente a Concha y Toro ou a Cousiño Macul. Vá para vinícolas menores, mas não menos tradicionais. Combine as degustações com um bom almoço ou uma atividade aventureira. Algumas vinícolas oferecem almoços ou mesmo piqueniques aos pés dos parreiras (veja aqui). Outras oferecem tours de bicicletas pelos barreiras (veja aqui e aqui), trekking e até tirolesa (mais detalhes aqui).

Optamos por visitar a Viña Undurraga e terminamos o passeio com um almoço no tradicional – e nada turístico – restaurante Kuchen Haus, também localizado no Valle del Maipo. Foi uma boa experiência, mas não conseguimos fugir da legião de turistas brasileiros que também visitavam a vinícola. Do grupo de cerca de 20 pessoas que faziam o wine tour conosco, apenas 2 não eram brasileiros…

Viña Undurraga

Wine Tour pela Viña Undurraga

A Viña Undurraga fica na Comuna de Talagante,  no corazão do Valle del Maipo, a 34 km do centro de Santiago. Os vinhedos foram idealizados por Don Francisco Undurraga que em 1885 trouxe algumas cepas de uva da Europa para o Chile.

Viña UndurragaViña Undurraga

A vinícola oferece passeios diários pela propriedade, que incluem degustação de 3 vinhos e passeio pelos vinhedos. Os tours, com duração aproximada de 1h, acontecem às 10h15, 12h, 15h30 e, de segunda a sexta, há um horário extra às 14h. O custo é de $8.000 pesos por pessoa, cerca de R$ 35. É necessário agendar com antecedência pelo email visit@undurraga.cl

O passeio começa com uma caminhada pelos vinhedos, onde o guia conta um pouco da história da vinícola e da forma de plantio das uvas. Como era inverno (mês de julho), os parreirais estavam completamente secos. Mesmo assim, a paisagem era impressionante, com a silhueta da cordilheira ao fundo.

Viña UndurragaViña UndurragaViña Undurraga

Na sequência, o passeio continua com explicações sobre o modo de produção do vinho e com uma vista à cave onde são envelhecidos.

Viña UndurragaViña Undurraga

Por último, ocorre a aguardada degustação dos vinhos da casa. Provamos 3 vinhos da linha reserva: Founder’s Collection Cabernet Sauvignon, Sibaris Carménère e Lattest Harvest.

Viña UndurragaViña Undurraga

Ao final, cada um ganha uma taça para levar de recordação para casa.

Se esta for a sua primeira visita a uma vinícola, você provavelmente irá adorar.

Por outro lado, se você já tiver algumas vinícolas no currículo, é possível que se decepcione com alguns pequenos detalhes, como o fato de utilizarem uma única taça por pessoa para a degustação de todos vinhos. É difícil analisar o aroma, a cor e sabor sem trocar a taça… Neste caso, é provável que paisagem dos vinhedos com a cordilheira ao fundo impressione mais do que os próprios vinhos.

Como chegar à Viña Undurraga: economize e vá por conta própria

Chegar até a Viña Undurraga usando o transporte público não tem mistério.

Siga de metrô até a Estación Central, que fica na linha 1 (vermelha), mesma linha onde ficam diversas atrações turísticas de Santiago. As tarifas do metrô variam conforme o horário, de $550 a $660 pesos, aproximadamente R$ 2,20 a 2,60.

Metrô Santiago

Ao desembarcar na estação, procure as placas indicando o terminal de ônibus Estación San Borja, que fica a uns 200 metros da saída da estação.

Viña Undurraga

O terminal de ônibus fica no 2° andar de um prédio, onde funciona no andar térreo um shopping. Há várias placas indicando o local.

Chegando lá, procure pela Flota Talagante, que é a empresa de ônibus que leva até a Viña Undurraga. Em geral, você pega os ônibus da Flota Talagante a partir da plataforma 75. O bilhete de ônibus é comprado diretamente com o motorista pelo valor de $ 1.000 pesos, cerca de R$ 4,37.

Viña UndurragaViña Undurraga

O ônibus é razoavelmente confortável. O trajeto do terminal até a vinícola dura entre 45 a 50 minutos. Avise ao motorista que deseja descer na Vinã Undurraga, que ele para praticamente em frente ao local.

Viña Undurraga

Na volta basta pegar novamente o ônibus da Flota Talagante até Santiago. O ponto de ônibus fica a poucos passos da entrada da vinícola.

Gastamos $10.660 pesos, cerca de R$ 46 por pessoa: $8.000 pelo wine tour, $2.000 para o bilhete de ida e volta do ônibus e $660 do metrô. Já a excursão organizada pela empresa de turismo Turistik custa $ 29.000 pesos. Resumindo: ir por conta própria significa uma economia de $18.340 pesos, mais de R$ 80!!! 

Almoço no restaurante Kuchen Haus

Se quiser completar um passeio com um restaurante local e nada turístico, parta para o Kuchen Haus. Fica no Valle de Maipo, próximo do Cruze de Lonquen. É perto da vinícola, mas para pegar até lá é necessário pegar um ônibus.

Vá para a parada de ônibus (a do sentido contrário do ônibus da ida até a vinícola) e pergunte ao motorista se o ônibus vai para o Cruze de Lonquen. Pegue o ônibus e desça no Cruze de Lonquen. Vire à esquerda no cruzamento e caminhe por uns 200 metros. O restaurante fica do lado esquerdo da pista. Se precisar de ajuda, na Viña Undurraga eles sabem dar informações sobre a localização do restaurante.

Kuchen HausKuchen Haus

No mês de julho, quando fomos, havia obras na calçada e o acesso estava meio complicado. Quase desistimos de chegar até lá. Ainda bem que continuamos. A comida estava excelente!

O ambiente é rústico e o cardápio é bem variado. Há pescados, carnes, pastas e opções de menu completo por $ 10.000 pesos, cerca de R$ 43.

Kuchen HausKuchen HausKuchen Haus

Esta tudo ótimo, mas o destaque foi para o wagyu beef (lomo de wagyu, $ 12.900, cerca de R$ 56), que estava macio e suculento.

Kuchen HausKuchen HausKuchen Haus

O tamanho da carne merece até repeteco! Bom demais!!

Kuchen Haus

Depois da comilança, é hora pegar o ônibus de volta para Santiago. Só não se esqueça de perguntar pelo ônibus expresso. Pegamos o ônibus local e fomos pingando de bairro e bairro…

Siga o Nós no Mundo no Twitter: @nosnomundo

Siga o Nós no Mundo no Periscope - @nosnomundo.

No Instagram: @nosnomundo

E curta a nossa fanpage no Facebook: facebook.com/nosnomundo

Planeje sua viagem com a gente

Reserve seu hotel utilizando o Booking.com. Menor preço garantido! Se encontrar tarifa mais barata, eles reembolsam a diferença.

Alugue seu veículo com a RentalCars, a maior empresa on-line de aluguel de carros do mundo, e tenha o menor preço garantido!

Reserve uma casa pelo Airbnb e ganhe desconto no primeiro aluguel.

Compre moeda estrangeira com a Cotação. É seguro e você ganha descontos exclusivos!

* Reservando com os nossos parceiros através do Nós no Mundo, nós recebemos uma pequena comissão. Você não paga nada a mais por isso e, de quebra, ainda ajuda o Nós no Mundo a estar sempre atualizado.

Sobre Anna Bárbara

É louca por viagens! Nem acaba de chegar de uma viagem e já está pensando nas próximas (no plural, é claro!). Tem o passaporte carimbado em mais de 20 países e é apaixonada pela Ásia, ou melhor, por todos os destinos exóticos. Qual a melhor viagem? "Não há dúvida", diz ela, "a melhor viagem é sempre a próxima".

Comentários

  1. 26 novembro 2012

    Oi, Anninha. Tudo bem? 🙂
    Seu post foi selecionado para a #Viajosfera, do Viaje na Viagem.
    Dá uma olhada em http://www.viajenaviagem.com

    Beijos e até mais,
    Natalie – Boia Paulista

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    26 nov, 2012

    Oi Natalie!!!
    Começar a semana com uma notícia dessa é ótimo!!!
    Muito obrigada!! Adoro participar da #viajosfera!!
    Bjs, Anna

    Responder

  2. Aline
    26 novembro 2012

    Anna, ficou ótimo o post!!!
    Realmente, chegar na vinícula de metrô e ônibus foi muito fácil e tranquilo!
    A volta foi mais complicada, pois o restaurante fica um pouco distante da vinícula e fora de rota. Mas vale a pena. Ele é muito bom!
    E o que seria das viagens sem emoção? Dar um volta pelo subúrbio de Santiago me deixou bem apreensiva… Enquanto a Anna Barbara dormia, eu me preocupava com as figuras que entravam e desciam do ônibus! Mas chegamos inteiras!
    É interessante perguntar para o motorista a rota do ônibus antes de entrar!
    Beijosss

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    26 nov, 2012

    Oi Aline!!
    Que bom que gostou!!
    Também concordo que tem que uma dose de emoção!! E nesse dia não faltou emoção e diversão quando ficamos meio perdidas sem saber direito a direção do restaurante, rsrs. Lembrando agora vejo como foi engraçado a gente discutindo se continuávamos ou não na pista sem calçada para procurar o restaurante…
    Realmente, eu dormi o caminho de volta até Santiago… rsrs. Depois de comer quase um boi inteiro, o balanço do ônibus caiu como uma luva!! rs
    Bjs, Anna

    Responder

  3. Adriana
    29 novembro 2012

    Olá Anna Bárbara,
    fiz o mesmo que você em março, fui a Undurraga por conta própria, mas não tive sorte na primeira vez, pq fui em um sábado e não liguei antes, quando cheguei na vinícola soube que teria a visita naquele dia por conta de um casamento que iria acontecer. Fica a dica, quando for ligue antes para ter certeza que terá a visita, mesmo em dias de semana.
    Quanto ao transporte no terminal não informaram que tinha esse ônibus grande, peguei um micro- ônibus, que por sinal era bem feio e com pessoas estranhas. Aconselho a pegar o Talagante auto pista, porque na volta ele não passa nos bairros, pelo jeito foi por onde você veio na volta, mas não desanimei voltei na outra semana para conhecer a vinícola. Foi uma visita bem diferente das outras vinícolas que visitei.
    Uma pena que não sabia deste restaurante, fica para uma próxima.

    Bjs.

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    29 nov, 2012

    Olá Adriana!!
    Nossa… vc realmente queria ir à Undurraga, rs. Chegar até lá e encontrar o local fechado deve ter sido duro…
    Obrigada pelas dicas!! Sempre indico fazer reservas antes de efetuar qualquer vinícola. Muitas vezes o número de pessoas que podem fazer o passeio é limitado e há o risco de os horários já estarem cheios.
    Talagante auto pista, esse nome eu não sabia. Foi esse que peguei na ida. Na volta fomos parando toda hora… Sem dúvida, tem que perguntar e pegar o auto pista!!
    Bjs, Anna

    Responder

  4. Aline
    29 maio 2013

    Que ótimo post! Estou aqui em Santiago e já havia contratado a Turistour para amanha. Li seu post e acabei de cancelar, vou por conta própria.
    Esta tudo tão explicadinho que fiquei segura em ir sozinha!!!! 🙂

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    2 jun, 2013

    Olá Aline!
    Que legal!!
    Depois me conte como foi o passeio!! Torço para que tenha dado tudo certo! 🙂
    Bjs, Anna

    Responder

  5. Eduardo Sergio
    5 agosto 2013

    Aline! obrigado pela dica na quinta dia 08 vou fazer o tur por conta… depois te conto se deu certo1!! abco

    Responder

  6. José carlos
    2 outubro 2013

    Muito boa dica! Encontrei tudo fácil, perguntei só para confirmar com o fiscal. Só para enriquecer: peguei o Autopista Malloco (frota Talagante) no terminal 77. Ele segue pela rodovia do sol e pega a saída de Malloco. Pedi ao motorista que me deixasse na Undurraga e ele me deixou na porta. Fácil . Na volta acabei pegando o parador, demora mais mas chega da mesma maneira. Parabéns !

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    3 out, 2013

    Olá José Carlos!
    Fico feliz que vc tenha encontrado facilmente o lugar e curtido o passeio!!
    Bjs, Anna

    Responder

  7. 3 outubro 2013

    Pensando no Undurraga, ainda bem que achei o seu blog que está linkado no meu. Em janeiro 2014 estarei em Santiago. Muito bom!

    Responder

  8. Lidiane
    5 outubro 2013

    Cara Ana estou em Santiago e segui as indicações dada por vc, e foi tudo maravilhoso, agradeço pelas dicas, a vincula realmente é fantástica!

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    5 out, 2013

    Olá Lidiane!
    Que bom saber disso!! 🙂
    Bjs, Anna

    Responder

  9. Miguel Antonio Bahia
    3 novembro 2013

    Cara Anna, vou para Santiago em fevereiro/2014. Estou olhando os sites em geral para colher informações e achei o seu. Parabens pelos textos e pelas fotos. O seu site é muito bom e bem explicado pois você tem um bom pottuguês. Parabens de novo. Vou continuar "lendo" você. Miguel ( e Raquel, minha mulher) Somos de Curitiba. Abraços.

    Responder

  10. 22 novembro 2013

    Olá Miguel!
    Obrigada pelos elogios!!
    Espero que vc tenha uma ótima viagem! Depois volte para contar como foi.
    BJs, Anna

    Responder

  11. SEBASTIÃO PAS
    6 janeiro 2014

    Oi, Ana.
    Passarei o carnaval em Santiago, com minha esposa. Quando nossa filha viaja conosco, andamos muito a pé, de ônibus ou metrô. Li atentantamente e copilei algumas dicas. Mas como somos meio
    medrosos, acho que gastaremos mais R$ 80 com o passeio. Enfim, fazer o quê, não é? MMas parabéns pelas dicas, muito boas, esperando fazer o seu roteiro.

    Responder

  12. Vincenzo Donato
    19 janeiro 2014

    desculpe mas todo esse esforço seria mais pratico e comodo gastar uns R$80,00 a mais.

    Responder

  13. Diego Paiva
    4 fevereiro 2014

    Olá, Sebastião!

    Que bom que as dicas ajudaram no seu planejamento. Ficamos felizes com o retorno. 🙂

    Santiago é uma cidade bem tranquila, pode ser que você mude de ideia ao chegar lá… Depois nos conte como foi a sua experiência!

    Abs!

    Responder

  14. Felipe
    12 março 2014

    Olá, você somente foi à Undurraga este dia?

    Será que é possível fazer esta Vinícola, o citado restaurante e depois Concha y Toro? Tudo de Transporte púbico?

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    13 mar, 2014

    Olá Felipe!
    É um pouco trabalhoso visitar essas duas vinícolas no mesmo dia e usando transporte público porque eles ficam em direções diferentes.
    Minha sugestão é que vc visite uma vinícola e depois volte para Santiago para fazer alguns passeios. E, em outro dia, visite outra vinícola e aproveite o resto do dia em Santiago.
    Bjs, Anna

    Responder

  15. Ana Carolina
    9 maio 2014

    Olá…anotei as dicas de vocês e deu super certo!!!! Fiz todo esse roteiro com meu marido hoje e foi ótimo….a vinicola é uma delícia e o restaurante…um caso a parte perdido no meio do nada, kkkk comida, atendimento, valores…. Obrigado!

    Responder

  16. Diego Paiva
    17 maio 2014

    Oi, Ana Carolina!

    Que coisa boa saber que a dica deu certo!!! Ficamos muito felizes em ter esse feedback! 😀

    Abraços!

    Responder

  17. Mariana
    22 maio 2014

    Você acha? Com 80 reais a mais dá pra fazer algum outro passeio, ou até mesmo almoçar ou jantar num lugar bacana. Além do que, utilizando os transportes públicos e suas próprias pernas você conhece verdadeiramente o local e não só a parte turística que se visualiza com empresas de turismo.

    Responder

  18. Tatiana
    10 julho 2014

    Fora que a economia é de 80 reais por pessoa. Vamos agora em agosto em um grupo de 5 pessoas. Serão 400 reais de economia em um único passeio!
    Obrigada pela dica, Anna!

    Responder

  19. Fabio Jones
    21 julho 2014

    Dicas perfeitas , simples fácil e econômico

    Agora eu dou a dica pra você : Quando vier a Santiago do Chile nao esqueça de passar no Kuchen Haus que de fato e muito bom , onde o garçom extremamente atencioso perguntou como chegamos até o Restaurante e quando dissemos que foi pelo seu site ele informou que todos os dias diversos brasileiros chegam com a mesma indicação.

    Proxima visita você terá um almoço cortesia , rsrsrs

    Valeu , obrigadopelas dicas

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    22 jul, 2014

    Olá Fabio!
    Fico feliz em saber que vc seguiu as nossas dicas e aprovou!!! 😀
    Quer dizer que vou ganhar um almoço de cortesia???!!! kkkkkk Adorei!!!
    Bjs, Anna

    Responder

  20. sy50
    24 julho 2014

    Oiii…Ana!
    Adorei seu relato…Queria uma ajuda…quero ir na Vinã tarapaca e não queria ir e voltar dirigindo, mas lá sei que não dá para ir de ônibus pois são 7km da entrada até na sede. Você tem alguma referencia de quem faça o tour para lá. Pois não estou encontrando…Obrigada

    Responder

  21. 27 julho 2014

    Bom dia! Tava querendo ir de metro + taxi e queria saber se vc sabe se tem condicoes… Pensei em ir ate a estacao Pajaritos e de la pegar um taxi. Estaremos em 3. Olhei que o taxi de Pajaritos até a Undurraga sairia uns 8 mil pesos. Se possivel, queria uma ajuda 🙂 saber se isso é viável ou n mesmo sabendo que vc n fez dessa maneira. Obrigada!!

    Responder

  22. Morgana Lacerda
    27 julho 2014

    Outra coisa, tem taxi em frente a vinciula? Ou teria q chamar algum?

    Responder

  23. 14 agosto 2014

    Olá Tatiana!
    Verdade! De nada!
    Depois volte para contar o que achou!!
    Bjs, Anna

    Responder

  24. 28 agosto 2014

    Olá Morgana!
    As vinícolas ficam em local afastado do centro. Não há taxi em frente à vinícola.
    Bjs, Anna

    Responder

  25. Marília
    8 setembro 2014

    Será que essa visita pode ser feita aos domingos? Vi que a vinícula é aberta, mas será que essa frota de ônibus funciona aos domingos? Obrigada.

    Responder

  26. Rafael Chaves
    18 setembro 2014

    Boa tarde estou indo no em novembro de 2014 e já anotei esse passeio, muito obrigado!!
    Caso possa me indicar outros ficaria muito grato…
    Ficarei no chile por 9 dias…
    parabéns

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    20 set, 2014

    Olá Rafael!
    Vc pode conferir todas as nossas dicas do Chile aqui: http://www.nosnomundo.com.br/category/chile/
    Bjs, Anna

    Responder

  27. 20 setembro 2014

    Olá!
    Nós contratamos a empresa Enotour target="_blank"> <a href="http://(http://www.enotourchile.com)” target=”_blank”> <a href="http://(http://www.enotourchile.com)” target=”_blank”>(http://www.enotourchile.com) quando fomos ao Valle de Casablanca e gostamos muito. Dê uma olhada, talvez eles também façam esse outro roteiro.
    BJs, Anna

    Responder

  28. Dejanira Hanthequest
    16 outubro 2014

    Estive visitando essa vinícola esse ano , eu e meu grupo nos apaixonamos por um vinho de vcs . Só que não conseguimos encontrar aqui para comprar . Nem no Mercado livre conseguimos. O vinho é : undurraga late harvest de sobremesa valle del maipo . Como fazer para comprar?

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    18 out, 2014

    Olá Dejanira!
    Que legal que gostou da vinícola!
    Infelizmente não sei onde vende no Brasil…
    Bjs, Anna

    Responder

  29. nessasena
    11 dezembro 2014

    Olá Anna. Gostaria de ir a vinícola Undurraga no dia 24/12, será a frota de ônibus funciona normalmente esse dia? Você sabe que horas é o último ônibus de volta para Santiago? Os ônibus demoram muito pra passar? Já procurei e não consigo achar os horários desses ônibus. Obrigada.

    Responder

  30. Madalena Maciel
    20 dezembro 2014

    Atualizando o post: A passagem de inibidor até vinícola pela empresa Flota Talagante custa CH$ 1.100 e sai da plataforma 79. O valor do wine tour ainda custa CH$ 8.000 pesos, mas agora você prova 4 vinhos.

    Outra coisa que vale MUITO a pena, vale mais do que o wine tour: o almoço Knouchen Haus.

    O menu executivo agora custa CH$ 12.000 pesos.

    O restaurante é maravilhoso. Você até pensa em desistir, porque não são só 200 metros como fala no post, depoia que você desce do ônibus você anda cerca de 1km. Porém, vale a pena porque a comida é maravilhosa e os garçons super educados.

    Valeu a dica!

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    5 jan, 2015

    Olá Madalena!
    Muuuuito obrigada pela sua atualização!! 😀
    Bjs, Anna

    Responder

  31. Angela Karez
    14 fevereiro 2015

    Olá Anna.
    Estou indo com meu marido no dia 1/03/15.
    Queremos visitar a Undurraga.Já entrei em contato com eles. A reserva é feita através de email mesmo?
    Vc sabe se existe algum ônibus que podemos pegar para visitar outra vinha ali no Valle do Maipo?
    Parabéns pelo blog. Dicas preciosas!
    Angela Karez.

    Responder

  32. 13 abril 2015

    Olá Angela!
    Não me lembro se era necessário fazer reserva… De qualquer forma, recomendo que entre em contato com eles para certificar essa informação.
    Não sei informar se há outras vinícolas proximas para visitar. Aproveite para perguntar isso ao responsável pela Undurraga. Com certeza, eles saberão informar.
    Bjs, Anna

    Responder

  33. Rafael
    12 maio 2015

    Oi, adorei o post! Estou indo para o Chile em outubro. Como passarei muitos dias, tenho a intenção de me hospedar pelo Vale, para visitar mais de uma vinícola. Até agora não achei nada falando de hospedagem no local, só o famoso "bate e volta". Você recomendaria o que? Aventuro uma hospedagem por lá? Obrigado!

    Responder

  34. Marco vieira
    13 maio 2015

    Ola ana
    Sabe dizer como faço para ir da concha y toro para undurraga pois prentendo fazer as duas no mesmo dia

    Responder

  35. Clayton Moreira
    17 maio 2015

    Estive na Undurraga por duas vezes, mas sempre comprando o passeio, a única que ainda faço assim. Muito obrigado por ter postado o roteiro para visitá-la por conta própria, pois assim vou divulgando em meus roteiros compartilhados com a família e amigos, no próximo ano quando voltar à Santiago farei o roteiro por conta própria…por enquanto vou me preparando para conhecer a Colômbia…abraço

    Responder

  36. Diego Paiva
    22 maio 2015

    Olá, Clayton!

    Espero que tenha uma experiência tão boa quanto a nossa! Obrigado por divulgar o Nós no Mundo. 🙂

    Temos alguns posts sobre a Colômbia, caso seja do seu interesse, podem te ajudar a montar a sua viagem.

    Abraço!

    Responder

  37. 24 maio 2015

    Olá Marco!
    Infelizmente não sei te responder.
    Meu conselho é que vc entre em contato com a adminstração de uma das duas vinícolas e peça essa informação para eles. Acredito que eles irão te ajudar.
    Depois volte aqui para contar se deu certo e como foi a experiência de visitar as duas no mesmo dia.
    Bjs, Anna

    Responder

  38. 24 maio 2015

    Olá Rafael!
    Há sim algumas opção de hospedagem no Vale del de Maipo.
    Dê uma olhadinha aqui: http://www.lonelyplanet.com/chile/maipo-valley-wi
    Bjs, Anna

    Responder

  39. 14 junho 2015

    Estou indicando este post no blog, pois usei o seu "como chegar" para visitar a vinícola. Vou comentar lá que a Undurraga já não é mais a opção para fugir dos brasileiros. Não sei se teu post contribuiu, mas está igual a Concha y Toro em relação ao número de brasileiros nos grupos. rsrs Beijo.

    Responder

  40. 14 julho 2015

    Oi Carol!
    Sério que a Undurraga já está lotada de turistas??!! kkkkk
    Os brasileiros estão invadindo o Chile!!!
    Será que foi contribuição minha?? kkkkk.
    Bjs, Anna

    Responder

  41. EULER SOUSA E SILVA
    20 julho 2015

    Boa Tarde Anna Bárbara, muito bom seu post, boas dicas, porém fiquei com uma dúvida intrigante em relação a uma de suas citações.

    Qual o motivo de fugir da legião de brasileiros? Pois estou indo e gostaria de ter um passeio agradável e isso me fez imaginar pessoas arruaceiras,mal educadas, entre outros adjetivos.

    Obrigado.

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    27 jul, 2015

    Olá Euler!
    Particularmente, prefiro viajar para tentar experiências autênticas. Fazer o que as pessoas do lugar fazem. Não gosto muito de lugares onde só há turistas.
    E, sim, um dos motivos de fugir da legião de brasileiros é mesmo fugir de pessoas que conversam alto, não são muito educadas e outros adjetivos…kkkk
    Bjs, Anna

    Responder

  42. Karina
    21 julho 2015

    Olá!Fui na Undurraga hoje(julho/2015),a visita está 9000 pesos. Não tive sorte na ida, peguei um ônibus bem velho e que parou em muitos lugares, demorando cerca de uma hora e meia para chegar. São 100 pesos a passagem ainda. A volta foi mais tranquila – para voltar basta somente ir até o ponto do outro lado da estrada.

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    26 jul, 2015

    Olá Karina!
    Obrigada pelo feedback! 🙂
    Bjs, Anna

    Responder

  43. Raissa
    25 julho 2015

    Muito obrigada,

    Ótimas dicas!

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    26 jul, 2015

    De nada! 😉
    Bjs, Anna

    Responder

  44. Waldemar
    10 agosto 2015

    Super certo, dicas preciosas seguimos como no post, a caminhada até o restaurante foi 20min. Restaurante perfeito, vinícola maravinhosa. Passeio econômico. Sai por 57000 pesos por casal o passeio completo com almoco.

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    13 ago, 2015

    Olá Waldemar!
    Que legal!!! Valeu pelo feedback!
    Fico contente em saber que a dica foi testada e aprovada! 😀
    Bjs, Anna

    Responder

  45. Maristela Gasonato
    1 novembro 2015

    Muito obrigada, suas dicas me ajudaram muito e amanhã vou aventurar.

    Responder

Pingbacks & Trackbacks & Tweetbacks

O que fazer em Santiago, Chile? - Meio Aéreo

[…] na viagem, vale a pena saber como chegar por conta própria na vinícola Undurraga no relato do blog Nós no Mundo ou se preferir ir por uma agência de turismo de Santiago, a Turistik oferece vários tours e […]

Deixe seu comentário:





* Campos de preenchimento obrigatório

** Ao enviar o seu comentário, você estará automaticamente concordando com a nossa Política de Comentários.