Como curtir uma viagem ao Japão sem ir à falência

O Japão tem fama de ser um país caro. E, de fato, muitas coisas por lá custam caro. Porém, uma viagem ao Japão não necessariamente vai te levar à falência. Fazendo as escolhas certas, dá para ser feliz gastando pouco.

À exceção da passagem aérea, que em geral tem preços elevados, até mesmo por conta da distância, é bem possível que os gastos com alimentação, transporte e hospedagem sejam os mesmos de uma viagem à Europa ou aos Estados Unidos.

Veja aqui algumas dicas para economizar:

Hospedagem

– DÊ PREFERÊNCIA AOS HOTÉIS CÁPSULAS E AOS RYOKANS

Quem nunca ouviu falar em hotéis cápsulas no Japão? Aquele onde as pessoas dormem “empilhadas umas sobre as outras”? Pois é, as cápsulas são opções de hospedagem econômica e, ao contrário do que muitos pensam, não são tão minúsculas, nem se parecem com caixões.

Em geral, têm cerca de 2 metros de comprimento e 1 metro de largura. Se você tem menos de 1,80m, haverá espaço suficiente. Dá até para ficar sentado. Os preços variam, em média, de USD 35 a 60 por pessoa. A desvantagem é o banheiro coletivo.

Acha que pode sofrer de claustrofobia? Então opte pelos ryokans, que são hospedagens tradicionais japonesas em que o lifestyle japonês pode ser testado in loco.

Sakura Ryokan

Kyomachiya Ryokan Sakura em Kyoto

Em outras palavras, nada de camas. Os quartos são de tatame e dorme-se em um fulton (uma espécie de colchão mais fino). Eles também oferecem aos hóspedes um yucatá (roupa tradicional japonesa que se parece com um quimono), café da manhã em estilo japonês e banho coletivo para os que desejarem. Há todos os tipos de ryokans, dos mais simples aos mais luxuosos. Os mais simples têm diárias para um quarto de casal a partir de USD 100.

Alimentação

– SOBÁ, UDON E RAMEN: BOM E BARATO

Para comer bem pagando pouco, opte pelos noodles.

Udon Café

Udon Noodle

O sobá é o macarrão feito de trigo sarraceno e parece um talharim. Pode ser servido quente ou frio. Já o udon é feito com farinha de trigo. Em geral, tem fios mais grossos e é servido como sopa. O ramen (ou lámen) é um macarrão de trigo e ovos servido como ensopado. Todos são ótimos! E o preço é camarada. Os pratos de noodles custam, em média, a partir de $ 850 yenes, cerca de USD 10.

Os restaurantes de noodles são facilmente identificáveis. A maioria têm pratos de macarrão expostos na vitrine com os respectivos preços.

– FAST FOOD JAPONÊS: RÁPIDO E PRÁTICO

Fast food no Japão não se limita a Mc Donald’s. Dá para comprar noodles, guioza, sanduíches, pratos de arroz com tempurá, waffles, doces…

As lojas localizadas nas estações de trem costumam ter bons pratos. Dá para fazer uma refeição por menos de $ 500 yenes, cerca de R$ 12. Indo para a cidade de Koyasan, compramos uma porção de guioza para comer no trem por $ 260 yenes, menos de R$ 7!!

Guioza

Guioza da rede 551 Horai. Bom demais!

Transporte

– FUJA DOS TÁXIS

Só entre em um táxi japonês absolutamente em último caso. A corrida começa com o taxímetro marcando $ 710 yenes, cerca de R$ 18. E o preço final pode ficar bem caro a depender da distância e do tamanho do congestionamento.

Entramos desavisados em um táxi e o valor da corrida, para nosso desespero, ultrapassou a marca de $ 5.500 yenes, mais de R$ 140!

Já um táxi do aeporto de Narita até o centro de Tóquio pode chegar a estratosféricos $ 20.000 yenes, cerca de R$ 500!!

Por isso, opte sempre pelo transporte público. O sistema de metrô e trens não decepciona. É abrangente e muito eficiente. Melhor ainda porque tem placas e indicações em inglês. Só evite os horários de pico, especialmente entre 7h e 9h, quando os vagões ficam completamente abarrotados.

– SE FOR EXPLORAR O INTERIOR DO JAPÃO, COMPRE O JAPAN RAIL CARD

O Japan Rail Pass é um passe de trem que permite a realização de viagens ilimitadas no território japonês por um período de 7, 14 ou 21 dias consecutivos.

Japan Rail Pass

Fique atento, pois é necessário comprar o passe de trem antes de embarcar para o Japão. Os preços variam de USD 345 a 703, por pessoa, na classe econômica. Pode parecer caro, mas se você for explorar o interior do Japão, visitando várias cidades ou fazendo bate-e-voltas, vale a pena. Sai mais barato ter o passe do que comprar os trechos separadamente.

– SE FOR FICAR SÓ EM TÓQUIO, COMPRE O “SUICA CARD”

Tóquio é uma cidade gigantesca e exige a utilização de trens ou metrôs para ir de um bairro a outro.

O Suica Card é um cartão pré-pago para a utilização de metrô, trem e ônibus na área metropolitana de Tóquio. O ticket custa inicialmente $2.000 yenes (cerca de R$ 50), já incluído um depósito reembolsável de $ 500 yenes. Depois é possível recarregá-lo com valores a partir de $ 1.000 yenes (cerca de R$ 25).

Se já tiver o Japan Rail Pass, não é necessário comprar outro tipo de passe para se locomever em Tóquio. Bastar apresentar o Japan Rail Pass no guichê de entrada da estação para utilizar os trens da linha JR sem necessidade de pagamento.

Passeios

– CITY TOUR GRATUITOS

Ficar perdido em Tóquio é quase inevitável. Se você tiver acompanhado de um guia local, tudo fica mais fácil.

O Marcos, leitor do Nós no Mundo, fez e recomenda os tours organizados pelo Tokyo Tourist Information Center. Há alguns tours que são gratuitos e outros que custam a partir de $ 650, cerca de R$ 17. As saídas são feitas do bairro de Shinjuku e é necessário reservar com antecedência.

Outra opção é o Tokyo Free Guide, indicado pelo guia Frommer’s.

Compras

– LOJAS DE 100 YENES

As “100-yen shops” são como as lojas brasileiras de R$1,99. Ali é possível encontrar todo o tipo de buginganga, inclusive souvenirs para trazer de presente. Como o nome já diz, o preço de todos os itens ali vendidos é $100 yenes, cerca de R$ 2,55.

Daiso Tóquio

Uma das mais conhecidas redes de 100 yenes é a Daiso, com várias lojas espalhadas pelo Japão. A loja da rua Takeshita Dori, no bairro Harajuku, em Tóquio, é uma boa opção. A loja tem 4 ou 5 andares e fica quase em frente à estação de trem. Por lá há até comidas, doces e bebidas…

Siga o Nós no Mundo no Twitter: @nosnomundo

Siga o Nós no Mundo no Periscope - @nosnomundo.

No Instagram: @nosnomundo

E curta a nossa fanpage no Facebook: facebook.com/nosnomundo

Sobre Anna Bárbara

É louca por viagens! Nem acaba de chegar de uma viagem e já está pensando nas próximas (no plural, é claro!). Tem o passaporte carimbado em mais de 20 países e é apaixonada pela Ásia, ou melhor, por todos os destinos exóticos. Qual a melhor viagem? "Não há dúvida", diz ela, "a melhor viagem é sempre a próxima".

Deixe seu comentário:





* Campos de preenchimento obrigatório

** Ao enviar o seu comentário, você estará automaticamente concordando com a nossa Política de Comentários.