12 motivos para visitar o Japão

1) Conhecer um país de contrastes

O Japão é um país de contrastes. Arranha-céus e tradicionais casas de madeira, avenidas amplas e ruas estreitas, templos e luzes neon, trem bala e rickshaw, sushi e Mc Donald’s, gueixas e lolitas punks, é incrivel como elementos tão diferentes convivem harmonicamente bem no Japão.

TóquioTóquio

2) Descobrir que a culinária japonesa vai muito além de sushi e sashimi

Saiba que você pode viajar para o Japão mesmo que não ature peixe cru. Por lá, existem muitas outras delícias além do sushi e sashimi. O negócio é já estar escolado nas técnicas de comer com os palitinhos. Macarrão, arroz, legumes… tudo se come com os hashis. Nada de garfo e faca, nem para os estrangeiros.

3) Visitar os incontáveis templos

Não é à toa que Kyoto é chamada de “a cidade dos mil templos”. De fato, existem inúmeros templos por lá. Praticamente um a cada esquina… Nas outras cidades não é muito diferente. Mesmo na megapopulosa e movimentada Tóquio, é possível encontrar movimento de paz e silêncio (acredite!) nos templos que ficam escondidos entre uma e outra luz neon.

Kyoto

4) Se emocionar em Hiroshima

É impossível não se emocionar ao visitar Hiroshima, a primeira cidade atacada com bomba atômica. Controlar as lágrimas no Museu do Memorial da Paz de Hiroshima é algo complicado, especialmente depois de ver fotos e roupas das vítimas do bombardeio.

Apesar disso, caminhar por Hiroshima não é um passeio triste. Ao contrário do que se pode imaginar, a cidade tem uma energia boa e mostra que a paz é o caminho para a reconstrução e solução dos problemas. O Domo da Bomba Atômica, uma das poucas construções que sobreviveu ao ataque, faz repensar a utilização de armamentos bélicos.

Kyoto

5) Conhecer um castelo samurai

Visitar um castelo samurai é como voltar no tempo para reviver as batalhas do lendários guerreiros japoneses.

Japão

6) Apreciar os belos jardins japoneses

Os jardins japoneses são únicos, complexos e increvelmente belos.

Kanazawa

Por meio deles, os japoneses expressam a relação do homem com a natureza, utilizando água, pedra, cascalho, pontes, ilhas e muitas plantas para criar reproduções em miniatura de um cenário natural. A utilização de cada elemento tem um significado especial e está relacionada a conceitos religiosos.

7) Dormir em uma cápsula

Já imaginou dormir uma cápsula de cerca de 2 metros de comprimento e 1 metro de largura?

Os hotéis cápsulas são a solução para a falta de espaço no Japão e uma opção econômica de hospedagem. As cápsulas são individuais e ficam empilhadas lado a lado, formando dois andares. Mulheres em um andar e homens em outro. Os banheiros são comunitários (também separados por sexo) e há armários para deixar a bagagem.

A descrição pode não parecer muito atraente, mas existem cápsulas bem moderninhas que poderiam se enquadrar na categoria “cápsula boutique”, na linha dos hotéis boutique. E garanto: não senti claustrofobia! A experiência é, no mínimo, divertidíssima!

Kyoto

8) Andar de trem bala e ver o Monte Fuji da janela

Eficientes, rápidos, limpos e confortáveis, assim são os trens bala japoneses, chamados por lá de shinkansen. Na linha JR Tokkaido, no trajeto de Tóquio a Kyoto, percorre-se pouco mais de 500 km em apenas 2h18 (a precisão é britânica!). Sente-se do lado direito do trem (no sentido Tóquio-Kyoto) e aproveite a vista do vulcão Monte Fuji da janela.

Monte Fuji

9) Aprender sobre a cultura japonesa dormindo no tatame e vestindo um yucatá

Para vivenciar a cultura japonesa, nada melhor do que se hospedar em casas tradicionais japonesas e dormir em tatames feitos de palha de arroz prensada. Para completar a experiência ou pelo menos tirar uma foto, vista-se com um yucatá, uma espécide de kimono mais leve feito de algodão.

Japão

10) Ver gueixas em Kyoto e pessoas fantasiadas em Tóquio

É difícil controlar os flashes ao ver mulheres vestidas como gueixas e homens de kimono caminhando pelas ruas de Kyoto. O cuidado na preparação do visual é milimetricamente calculado: dos sapatos às meias, do yucatá à maquiagem e ao cabelo.

Para manter a tradição, a prefeitura de Kyoto até estimula que as pessoas utilizem as roupas tradicionais, concedendo desconto e até isenção de entrada em alguns templos.

Meninas vestidas como gueixas em Kyoto

Moças vestidas com “yucatá”, uma espécie de kimono utilizado no verão

Em Tokyo, dá para encontrar algumas “gueixas”, mas o que mais se vê são cosplay, pessoas que se vestem dos seus personagens favoritos. Basta caminhar em Harajuku, Shibuya ou Shinjuku para ver lolitas, góticos, monstros…

11) Meditar com monges budistas

Esquecer dos problemas e meditar com monges budistas, entonado por diversos mantras, pode ser uma experiência única, especialmente se combinada com a hospedagem no próprio templo (shukubo). Ali você participa da cerimônia matinal e prova um jantar e café da manhã vegetarianos.

12) Degustar (muito) saquê

Saquê é uma bebida tradicional do Japão, feita a partir da fermentação do arroz. Por lá é conhecida como rice wine (vinho de arroz). Durante as comemorações religiosas e festas, não pode faltar saquê. Prove os saquês doces e secos das diversas regiões do Japão e também de visitar uma destilaria de saquê.

Siga o Nós no Mundo no Twitter: @nosnomundo

Siga o Nós no Mundo no Periscope - @nosnomundo.

No Instagram: @nosnomundo

E curta a nossa fanpage no Facebook: facebook.com/nosnomundo

Planeje sua viagem com a gente

Reserve seu hotel utilizando o Booking.com. Menor preço garantido! Se encontrar tarifa mais barata, eles reembolsam a diferença.

Alugue seu veículo com a RentalCars, a maior empresa on-line de aluguel de carros do mundo, e tenha o menor preço garantido!

Reserve uma casa pelo Airbnb e ganhe desconto no primeiro aluguel.

Compre moeda estrangeira com a Cotação. É seguro e você ganha descontos exclusivos!

* Reservando com os nossos parceiros através do Nós no Mundo, nós recebemos uma pequena comissão. Você não paga nada a mais por isso e, de quebra, ainda ajuda o Nós no Mundo a estar sempre atualizado.

Sobre Anna Bárbara

É louca por viagens! Nem acaba de chegar de uma viagem e já está pensando nas próximas (no plural, é claro!). Tem o passaporte carimbado em mais de 20 países e é apaixonada pela Ásia, ou melhor, por todos os destinos exóticos. Qual a melhor viagem? "Não há dúvida", diz ela, "a melhor viagem é sempre a próxima".

Comentários

  1. 29 outubro 2012

    Olá Anna,
    Você resumiu muito bem os motivos que fazem uma viagem ao Japão valer a pena. O que mais me impressiona é a harmonia na convivência entre elementos tão diferentes e contrastantes! A última foto ficou linda!
    Bjo

    Responder

  2. 29 outubro 2012

    Demais! Eu nem precisava destas razões todas, mas gostei tanto do seu post que fiquei com mais vontade ainda de conhecer o Japão 🙂

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    29 out, 2012

    Oi Lu!!
    O Japão é lindo demais!!! Recomendo muiiito uma viagem até lá. A distância é longa, mas garanto que compensa!! 🙂
    Bjs, Anna

    Responder

  3. 29 outubro 2012

    Oi Carlos!!
    Que ótimo!! Fico feliz que tenha gostado!!
    Também fiquei impressionada com a perfeita harmonia de elementos aparentemente tão contrastantes!! Adorei as comidas, as pessoas fantasiadas e os templos belíssimos!!
    Bjs, Anna

    Responder

  4. 29 outubro 2012

    Anna, que tudo!
    Faz logo o post do "como ir", conta das milhas, operadoras… Tô louca de curiosidade.
    Bjo!

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    29 out, 2012

    Oi Vanessa!!!
    Pode deixar!!
    Tá tudo mundo curioso para saber como é o A380 e como fiz para viajar de milhas na executiva!
    Bjs, Anna

    Responder

  5. danny
    30 outubro 2012

    meu maior sonho, queria muito ir amo muito esse país é muito lindo, acho que se um dia eu conseguir ir nao vou mais querer voltar

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    30 out, 2012

    Oi Danny!
    Conhecer o Japão também era um grande sonho meu! Achei tudo fantástico!!
    Meu conselho: vá mesmo!!! E provavelmente não vai quer voltar! #fato rsrs
    Bjs, Anna

    Responder

    José Respondeu:
    9 nov, 2016

    Tbm é o meu maior sonho!!!

    Responder

  6. 30 outubro 2012

    Nossa Anna acho que eu nem precisaria ir até o item 12 para querer conhecer o Japao!! 🙂
    Muito curiosa para ver os relatos e dicas da viagem de vocês por lá!
    bjus

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    30 out, 2012

    Oi Guta!!
    kkkk. Vale uma visita mesmo! 🙂
    Bjs, Anna

    Responder

  7. 30 outubro 2012

    Demais, demais, demais! Acompanhei as histórias pelas redes sociais e agora posso ver por aqui, ilustradas. Parabéns, Anna!!! Bjs, Rafa

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    30 out, 2012

    Oi Rafa!!
    Super super obrigada!!!
    Taí uma viagem para incluir na sua wish list! Impossível não se apaixonar por toda a Ásia!!!
    Bjs, Anna

    Responder

  8. 30 outubro 2012

    13º motivo: as fotos de vcs! Irresistíveis!!
    Lindo!
    Aguardando a série de babar que vem por aí. 😉
    Super beijo, Anna!

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    30 out, 2012

    Oi Carina!!!
    Adorei!!! Super obrigada!!! 😀
    Mas tenho que dizer que as paisagens são lindíssimas. Não tinha como errar na foto, rsrs
    Bjos, Anna

    Responder

  9. rock
    30 outubro 2012

    Realmente o Japao eh imperdivel. Voce esqueceu de um motivo muito relevante, o proprio povo japones, gentis, educados, simpaticos. Os japoneses tem uma consciência de coletividade que nunca vi nada igual.

    Quando fui pra la ate escrevi um blog… http://emailsdeviagem.blogspot.com.br/

    Responder

  10. 30 outubro 2012

    Pronto, me convenceu! Eu já tinha ficado apaixonada pelo Japão quando acompanhei a viagem pelo instagram e agora fiquei ainda mais! Principalmente depois de saber desses templos com refeições vegetarianas. 😉

    Beijos!

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    30 out, 2012

    Oi Camila!!
    Ai que maravilha!! Se te convenci é sinal que estou fazendo o trabalho direitinho!! rsrs E olha que ainda tem muito por vir!!!
    Vc gosta de comida vegetariana? Depois vou dar todos os detalhes da comidinha vegetariana do templo. O local era lindo, a comida com apresentação impecável, e todo mundo sentado no chão sem sapatos no maior clima zen… Perfeito!
    Bjs, Anna

    Responder

    Camila Navarro Respondeu:
    30 out, 2012

    Anna, é melhor que eu goste. Eu sou vegetariana. rsrs

    Beijos!

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    30 out, 2012

    Acho que vai gostar sim! Algumas coisas são meio bizarras, mas a maioria é deliciosa!
    Confesso que muitas vezes nem sabíamos o que comíamos, rsrs. Só dava para identificar o tofu e a miso soup, que estavam sempre presentes! Adoooro!
    Vc tem que fazer igual um conhecido americano. Ele buscou no google como escreve "sou vegetariano" em japonês, anotou num papel e sempre que entrava num restaurante mostrava o papel. Ele disse que funcionou e que comeu muito bem! #ficadica rsrs
    Bjs, Anna

  11. Marcos
    30 outubro 2012

    Na verdade, neste ano, em lugar de irmos conhecer o Japão, é o Japão que vai conhecer o Coringão.
    Todos os outros motivos são validos mas este é o que motiva esta grande nação : a do Corinthians.
    Vamos invadir o Japão … No bom sentido e … Bem comportados.

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    30 out, 2012

    Olá Marcos!
    Imagino a festa que não vai ser por lá!!
    Só duvido do "bem comportados", rsrs. Boa sorte pro Timão!
    Bjs, Anna

    Responder

  12. 31 outubro 2012

    Super post Anna!
    Vou repassar para marido ler, morre de vontade de ir lá.
    Todas as razões relacionadas são boas, mas se hospedar numa casa japonesa tradicional e ver o monte Fuji… me pegou de vez! Além do que, a comida lá deve ser incrível!!
    Último comentário é sobre as gueixas… em tempos de Instagram, eu ia me divertir muito no Japão! As roupas são lindaaaas! Adoro.
    Bj

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    31 out, 2012

    Oi Pati!!!
    Ficar em uma hospedagem tradicional é uma daquelas coisas que não tem preço… O atendimento é diferenciado, a comida é especial e o ambiente completamente diferente do que estamos acostumados!!
    Queria ter visto o Fuji mais de perto, mas ficamos com medo dele "fugir" por conta da chuva que pegamos nos últimos dias, rsrs.
    Te digo uma coisa: a vontade era só ficar fotografando as pessoas. Cada um com um estilo mais bizarro e autêntico que o outro. Tinha também cada roupa lindíssima!!
    Bjs, Anna

    Responder

  13. mari vidigal
    1 novembro 2012

    LINDO POST! 🙂

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    2 nov, 2012

    Oi Mari!!!
    Obrigada pelos elogios!!!
    Suas dicas do Japão me ajudaram bastante!!! Imprimi alguns de seus posts e eles me acompanharam durante a viagem! Sem dúvida, foram uma grande inspiração!!!
    Bjs, Anna

    Responder

  14. Mel
    5 novembro 2012

    Adorei!
    Vou precisar das dicas.
    Contei um pouco do que você me contou pro meu marido e ele ficou apavorado com a comida e com o inglês.
    Mas com certeza ainda iremos. Mas em Abril!
    🙂

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    6 nov, 2012

    Oi Melissa!!!
    kkkk. Fique tranquila… quanto mais bizarra a comida, melhor o gosto!! kkkk
    Tenho certeza que vcs irão adorar!! 😀
    Bjs, Anna

    Responder

  15. Marcos
    16 novembro 2012

    Acabo de chegar de uma viagem de 10 dias a Tokyo.Fiquei hospedado no Shinjuku Washington Hotel, barato, com localizaçã excelente e servido pelo onibus que sai de Narita, privilegio de poucos hoteis.Em frente ao hotel fica o Tokyo Metropolitan Government Office, cujo observatorio pode ser visitado gratuitamente, com visao geral da cidade. Lá tb fica o Tokyo Tourist Information Center onde vc pode contratar um touir com guia por 768 ienes (uns 25 reais).Compre o Suica Card, em qualquer estação q facilita seu deslocamento por metro e trem.Ao contrario do noticiado em diversos blogs, o celular GSM funcionou normalmente.Ao chegar nas estações primeiro dirija-se ao balcao de informações e fale seu destino.Eles ja estao habituados e vao logo respondendo "tracku namber ..", ou seja o numero da plataforma desejada.Não há como errar.

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    16 nov, 2012

    Olá Marcos!
    Parece que o nosso hotel era bem próximo um do outro. Fiquei no Keio Plaza que também é em Shinjuku e com vista para o Tokyo Metropolitan Government Office.
    Também subi no observatório e gostei da vista, apesar de estar bem nublado no dia em que fomos…
    Não sabia da possibilidade de contratar um guia no CIT. Que boa dica!!
    Tive dificuldade para conseguir wifi na rua. Vc tb?
    Não comprei o Suica Card pq tinha o Japan Rail Pass. Mas para quem vai ficar só em Tokyo vale a pena mesmo contratar o suica card.
    E concordo com vc, não tem como errar na hora de pegar o trem ou o metrô. O dificil é depois de sair da estação. Ficávamos perdidos toda hora, rssrs.
    Bjs, Anna

    Responder

    Marcos Respondeu:
    16 nov, 2012

    Ola Anna. Wifi tinha em todas as dependencias do hotel.Na rua nao consegui.Qdo precisava corria para um Starbucks ou 7 eleven.O tour com guia vc pode agendar diretamente pelo site <a href="http://www.gotokyo.org/en/tourists/guideservice/guideser…” target=”_blank”>www.gotokyo.org/en/tourists/guideservice/guideser… quem tiver dificuldades com a alimentação é só ir nas Department Stores.Lá tem de tudo.Na última hora antes do fechamento os preços dos alimentos caem quase pela metade.

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    17 nov, 2012

    Bom saber Marcos que não fui a única que não consegui wifi no Japão… Antes de viajar eu achava que havia wifi em todos os lugares possíveis e imagináveis. Depois fiquei na dúvida se havia mesmo wifi ou se era eu que não estava entendendo como fazia para usar a internet… rsrs
    Eu adoro caminhadas guiadas… Uma pena que não soube disso antes… Essa dica foi preciosa!!!
    Bjs, Anna

  16. 27 novembro 2012

    É verdade!!
    A simpatia e receptividade do povo japonês é impressionante!
    Bjs, Anna

    Responder

  17. 7 dezembro 2012

    Estou apaixonada pelos seus relatos Ana, tenho muita vontade de conhecer o Japão, mas tenho receio do idioma, e só iria com um grupo ou algo desse tipo.
    Vou continuar lendo e me deliciando com os seus posts.
    Beijos.

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    7 dez, 2012

    Oi Karina!!
    Que maravilha saber que vc está gostando da nossa série de posts sobre o Japão!! 😀
    Não se preocupe com o idioma. Não vou negar que é difícil a comunicação, mas o povo é tão simpático que facilita tudo. E é uma diversão ficar tentando entender. Faz parte da viagem!!
    Os trens e ônibus têm placas em inglês e no restaurantes, em geral, há cardápios em inglês ou com fotos! Então, já é meio caminho andado, rsrs.
    No post que escrevi hoje coloquei algumas palavrinhas que ajudam bastante. Depois dê uma olhadinha. É bem útil!! Aqui está: http://www.nosnomundo.com.br/2012/12/um-help-para
    Bjs, Anna

    Responder

  18. Olga Santos
    24 janeiro 2013

    Pessoal, eu lembro que quando estava planejando minha viagem, passei por aqui pra pegar algumas dicas e me inspirar também. Recentemente fiz um vídeo da viagem, espero que gostem: http://vimeo.com/58066730

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    25 jan, 2013

    Oi Olga!!!
    Menina, ficou absolutamente incrível!! Parabéns!!!
    Amei a edição, as imagens, a trilha sonora e a frase do final!!!
    Foi vc que editou?? Vou te contratar para editar os meus vídeos, rsrs
    Gostei tanto (tanto, tanto) que gostaria de colocar um post divulgando o seu trabalho. Pode ser? Vc tem outros vídeos? Se topar, deixe um contato para quem quiser entrar em contato com vc.
    Vou ficar aguardando sua resposta.
    Bjs, Anna

    Responder

    Olga Santos Respondeu:
    25 jan, 2013

    Ei, Anna. Poxa que legal! Sou super fã do trabalho de vocês e esse feedback é muito gratificante. Eu que filmei e editei sim 🙂
    Pode divulgar, vou ficar muito feliz. No meu Vimeo tem outros vídeos, mas não são de viagem, então acho interessante colocar só esse mesmo. Agora em 2013 pretendo fazer muito mais, aí vou mostrando pra vocês. Uma das maravilhas de viajar é poder compartilhar, não é mesmo?
    Meu contato é olgass@gmail.com. Eu sigo vocês lá no FB também!
    Um beijo e obrigada mais uma vez!

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    25 jan, 2013

    Oi Olga!
    Também fiquei fã do seu trabalho!!! Quando fizer mais vídeos, pode me mandar!! 😉
    Combinado! Semana que vem eu publico e te aviso!
    Bjs, Anna

  19. Rodolfo
    20 março 2013

    Gostei bastante da lista. Mas só uma dica: a legenda da foto sobre as vestimentas não é muito adequada. As moças simplesmente estão vestindo um kimono, ou melhor, um yukata – espécie de kimono utilizado no verão. A vestimenta das "gueixas" (que no Japão são muito mais conhecidas como "maiko-san") é bem diferente e muito característico da classe.

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    20 mar, 2013

    Olá Rodolfo!
    Obrigada pela informação. Vou incluir uma legenda na foto, explicando melhor.
    Bjs, Anna

    Responder

  20. Bia-chan
    29 junho 2013

    Hai Hai, eu tbm *————*

    Responder

  21. osclaudiosnomundo
    6 fevereiro 2014

    OI anna, vc ficou hospedada em algum templo? Recomenda? Fiquei bem curioso…To indo pra lá em menos de um mês e estou montando minha programação.

    Responder

  22. 8 fevereiro 2014

    Olá!
    Fiquei hospedada no templo Shojoshin-in em Koyasan.
    Foi apenas uma noite, mas a experiência foi memorável! Super recomendo!!
    Vou correr para tentar escrever um post contando a minha experiência por lá, a tempo da sua viagem. Vou tentar postar na próxima semana. 😉
    Bjs, Anna

    Responder

    osclaudiosnomundo Respondeu:
    8 fev, 2014

    Valeu! Vou aguardar seus post ansioso 🙂
    Não acredito que iremos a Osaka, mas vou tentar buscar algum perto ou em Kyoto
    abs
    Claudio

    Responder

  23. 12 setembro 2014

    Anna, essas moças não estão vestidas de gueixas. Estão vestidas de moças. Essa vestimenta é comum e é uma vestimenta de gala.

    PS: A foto está linda demais!

    Bjs.

    Responder

  24. 20 setembro 2014

    Obrigada pela correção! 🙂
    Bjs, Anna

    Responder

Deixe seu comentário:





* Campos de preenchimento obrigatório

** Ao enviar o seu comentário, você estará automaticamente concordando com a nossa Política de Comentários.