Roteiro de 7 dias em Bariloche

Quem escreve o post de hoje é a nossa leitora Andreia Borges. Ela voltou de Bariloche na semana passada e nos conta em detalhes como foi o seu roteiro.

Neve, passeios de barco, chocolates e belas paisagens… teve de tudo um pouco!

===========================================================

 

1° dia: Rio de Janeiro – Buenos Aires – Bariloche

Ao desembarcar em Buenos Aires, aproveitei que tinha um intervalo entre os vôos e fui dar uma volta pela cidade. Passei na livraria El Ateneo, do bairro Recoleta, que é linda. Só deu tempo de ir lá mesmo…

O táxi do aeroporto cobra muito mais caro que o da rua. Fica a dica!

Quando cheguei ao aeroporto de Bariloche, havia um remis me esperando, pois já havia reservado através do Hotel 7 Lagos, onde fiquei hospedada. Remises são como táxis, mas cobram preços fixos. Paguei $ 70 pesos, cerca de R$ 32, para ir do aeroporto até o hotel.

No caminho, pedi ao motorista que me levasse em algum lugar onde pudesse trocar reais por pesos. A casa de câmbio onde fomos estava fechada devido ao horário, mas havia uma loja que trocava com boa cotação na Calle Mitre.  Não lembro o nome da loja, mas a cotação foi 1 real = 2,15 pesos.

Em seguida, fui alugar a roupa impermeável, que é fundamental para os passeios. Paguei R$ 40 por dia pelo kit completo: calça, jaqueta, meia, bota e luvas. Achei bem razoável. E vale a pena!

Quando cheguei no hotel, por volta das 21h, fechei um passeio para o dia seguinte com a agência de turismo Si turismo, conveniada do hotel. Achei o atendimento da agência muito bom! Fechei o Circuito Chico e depois fechei os outros passeios com a mesma agência, exceto Piedras Blancas que fiz por conta própria. Todo os passeios contratados com a agência custaram $1.100 pesos, pouco mais de R$ 490.

2° dia: Circuito Chico e Piedras Blancas

O Circuito Chico inclui visita ao Cerro Campanário, além de outros mirantes do Lago Nahuel Huapi. Vale a pena fazer o passeio com agência, pois o guia explica tudo.

No cerro campanário a gente sobe numa cadeira de teleférico e tem uma bela visão da cidade.

BarilocheBariloche

Durante o passeio, aproveitei para tirar foto com um cão são bernardo. É caro, mas não temos deles aqui, então acho que compensa. Duas fotos grandes e duas pequenas saíram a $100 pesos, cerca de R$ 50.

Como o passeio acabou cedo, fui a Piedras Blancas à tarde utilizando um remis. Tente pechinchar o valor da corrida, pois estão cobrando muito caro. Paguei $160 pesos, cerca de R$ 71, ida e volta.

Em Piedras Blancas, você pode pagar para fazer ski bunda, com direito a 6 descidas. Eu só fiz uma, pois, além de ter medo (rs), estava muito frio. Achei muito bonito. Lá tem boneco de neve, iglu, cão são bernardo. A criançada adora!

BarilocheBariloche

3° dia: San Martin de Los Andes

É um bonito passeio. Dá para tirar belas fotos. São paisagens bem diferentes, com cerro e lagos. Passa em Villa La Angostura, que é uma cidade pequena e charmosa. É cansativo, pois é o dia todo.

As paradas para fotos são bem interessantes. A paisagem é belíssima!

BarilocheBariloche Bariloche

4° dia: Cerro Catedral

É o cerro mais famoso, com várias pistas de esqui.

Bariloche

Para subir, há um bondinho grande e depois uma cadeirinha que leva ao ponto mais alto. Já dou a dica de tomar muito cuidado lá no topo, pois escorrega muuito. Eu levei dois tombos e só fiquei em pé com a ajuda de um colega da excursão e do guia (rs). O passeio dura meio período.

Levem pomada de arnica e façam um seguro saúde, que é importante.

5° dia: Puerto Blest e Cascada de los Cantaros

Primeiro um ônibus te leva até Puerto Pañuelo onde se pega a catamarã que navega pelo lago Nahuel Huapi até a Cascada de los Cantaros. Durante o percurso, você pode subir até o topo da catamarã para tirar fotos e dar biscoito para as gaivotas. Elas pegam o biscoito na sua mão. Há um fotógrafo que registra tudo e ao final você compra ou não. Você também pode tirar fotos com a própria câmera.

Bariloche

Foto: Manuel Pellejero

Uma dica é que você pode levar seu lanche. Também aconselho levar água, pois dentro da embarcação uma garrafinha de 500ml custa 12 pesos (6 reais).

Na Cascada de los Cantaros há uma escadaria para os mirantes das cascatas, com um linda vegetação.

Depois o catamarã segue para Puerto Blest para almoçar e passear. A caminhada nos arredores é encantadora. Há um mirante do Rio Frías de cor esverdeada, que é lindo. Além disso, toda a vegetação com os cerros por detrás tornam o lugar um cenário de filme.

Bariloche

Há um passeio opcional para Lago Frías, mas eu não fiz, fiquei só com o mirante mesmo.

Simplesmente amei esse passeio!

6° dia: Bosque de Arrayanes e Ilha Victoria

É um passeio parecido com o passeio de Puerto Blest. Você vai de catamarã de Puerto Pañuelo, passando primeiramente no Bosque de Arrayanes onde as árvores têm cor de canela.

Bariloche Bariloche

Depois, o grupo segue para Ilha Vitória onde a visita é guiada. A vegetação é bem diferente e bem interessante também.

Bariloche

Achei que o catamarã que vai para Puerto Blest é mais confortável.

7° dia: Centrinho de Bariloche

Deixei o último dia livre para andar pelo centro e tirar fotos no centro cívico e na cidade, além de comprar chocolates.

Bariloche Bariloche

Experimentei várias marcas de chocolates, todas muito boas. O Del turista é bom e barato. O alfajor de framboesa é uma delícia. O Rapanui e o Mamuschka também são ótimos, mas mais caros.

Quanto à comida, recomendo a truta ao molho de alho com legumes do La Marmite. É uma delícia, desmancha na boca.

No retorno ao Brasil, como tinha novamente um intervalo grande entre os vôos de Bariloche a Buenos Aires e de Buenos Aires ao Rio, dei mais uma volta pela capital portenha. Indico o passeio pela livraria El Ateneo (tanto a do centro quanto a da Recoleta), e também pelo shopping Galerias Pacífico.

Gostei muito da viagem, quero voltar futuramente para fazer os passeios que não deu tempo de fazer. Da próxima vez, pretendo ir nos meses de agosto ou setembro, quando é um pouco mais barato. Os brasileiros reclamaram bastante dos preços agora em julho. Mas, certamente valeu!!

 

* Texto e fotos por Andreia Borges da Silva

Siga o Nós no Mundo no Twitter: @nosnomundo

Siga o Nós no Mundo no Periscope - @nosnomundo.

No Instagram: @nosnomundo

E curta a nossa fanpage no Facebook: facebook.com/nosnomundo

Planeje sua viagem com a gente

Reserve seu hotel utilizando o Booking.com. Menor preço garantido! Se encontrar tarifa mais barata, eles reembolsam a diferença.

Alugue seu veículo com a RentalCars, a maior empresa on-line de aluguel de carros do mundo, e tenha o menor preço garantido!

Reserve uma casa pelo Airbnb e ganhe desconto no primeiro aluguel.

Compre moeda estrangeira com a Cotação. É seguro e você ganha descontos exclusivos!

* Reservando com os nossos parceiros através do Nós no Mundo, nós recebemos uma pequena comissão. Você não paga nada a mais por isso e, de quebra, ainda ajuda o Nós no Mundo a estar sempre atualizado.

Sobre Anna Bárbara

É louca por viagens! Nem acaba de chegar de uma viagem e já está pensando nas próximas (no plural, é claro!). Tem o passaporte carimbado em mais de 20 países e é apaixonada pela Ásia, ou melhor, por todos os destinos exóticos. Qual a melhor viagem? "Não há dúvida", diz ela, "a melhor viagem é sempre a próxima".

Deixe seu comentário:





* Campos de preenchimento obrigatório

** Ao enviar o seu comentário, você estará automaticamente concordando com a nossa Política de Comentários.