Não deixe a Riviera Maia sem antes mergulhar em um cenote

Devido às particularidades do solo da região de Yucatán, com rochas calcárias muito porosas, a água da chuva, ao longo de milhares de anos, acabou por formar rios, cavernas e galerias subterrâneas. A essas grutas com água natural dá-se o nome de cenote.

Os maias consideravam os cenotes como lugares sagrados, pois, além de serem fonte de água potável, eram tidos como a porta de entrada ao inframundo (mundo do mortos). Por conta disso, ali eram realizadas cerimônias sagradas com oferendas de objetos preciosos aos deuses e também com sacrifícios humanos.

Atualmente, os cenotes servem apenas para banhos e mergulhos, e são bastante procurados pelos turistas por conta de suas belezas naturais.

Na região da Riviera Maia existem diversos cenotes. Basta percorrer a autopista que liga Cancun a Tulum para ver diversas placas indicativas de cenotes. Alguns são mais famosos, outros nem tanto.

Um dos mais famosos é o Cenote Sagrado, um cenote aberto, cercado de vegetação, localizado em Chichén Itzá. O Cenote Ik Kil (ou Il Kil) é um dos mais populares entre os turistas. Diversas excursões fazem paradas nesse cenote após a visita às ruínas de Chichén Itzá. Para os mais aventureiros, há cenotes subterrâneos, como o Dos Ojos, The Pit, Car Wash, em que o mergulho é todo feito por dentro de caverna (cave diving). Vale a pena conferir a experiência da Lucia Malla do blog Uma Malla pelo Mundo, que mergulhou no cenote Dos Ojos.

Nós, mesmo não estando em excursão, acabamos conhecendo o movimentadíssimo cenote Ik Kil, depois de visitarmos Chichén Itzá. Deixamos a decisão da escolha de qual cenote visitar a cargo do taxista que contratamos para fazer o passeio até as ruínas de Chichen Itzá.  Ele acabou decidindo por lá…

O local não é nada precário. Pelo contrário. Tem toda a estrutura para receber os turistas, como estacionamento, bar/restaurante, banheiros e armários para guardar os pertences. É necessário pagar para entrar. O valor é $ 70 pesos.

Cenote Ik Kil Cenote Ik Kil

Não espere tranquilidade. É muita gente subindo e descendo as escadas para chegar até a água; muita gente saltando das rochas mais altas em direção a água; muitos se apertando para conseguir uma boa foto do alto dos mirantes.

Cenote Ik KilCenote Ik Kil Cenote Ik Kil Cenote Ik KilCenote Ik Kil

Adultos e crianças podem nadar no local.

Valeu a pena ter ido até lá? Apesar de ser muito cheio, achei que valeu a visita, pois o lugar é belíssimo. A vegetação está bem preservada e as cascatas formadas da água que escorre das rochas são lindas de observar. Além disso, a sensação de mergulhar em cenote é única! Fica o registro, contudo, de que para aproveitar é necessário abstrair toda a muvuca e entrar no clima.

Minha dica: Se puder escolher, visite mais de um cenote. Conheça um cenote mais famoso e popular entre os turistas, como, por exemplo o Ik Kil, e também outro cenote menos conhecido e, portanto, mais vazio e mais selvagem. Acredito que assim a experiência fica mais completa e interessante.

Siga o Nós no Mundo no Twitter: @nosnomundo

Siga o Nós no Mundo no Periscope - @nosnomundo.

No Instagram: @nosnomundo

E curta a nossa fanpage no Facebook: facebook.com/nosnomundo

Planeje sua viagem com a gente

Reserve seu hotel utilizando o Booking.com. Menor preço garantido! Se encontrar tarifa mais barata, eles reembolsam a diferença.

Alugue seu veículo com a RentalCars, a maior empresa on-line de aluguel de carros do mundo, e tenha o menor preço garantido!

Reserve uma casa pelo Airbnb e ganhe desconto no primeiro aluguel.

Compre moeda estrangeira com a Cotação. É seguro e você ganha descontos exclusivos!

* Reservando com os nossos parceiros através do Nós no Mundo, nós recebemos uma pequena comissão. Você não paga nada a mais por isso e, de quebra, ainda ajuda o Nós no Mundo a estar sempre atualizado.

Sobre Anna Bárbara

É louca por viagens! Nem acaba de chegar de uma viagem e já está pensando nas próximas (no plural, é claro!). Tem o passaporte carimbado em mais de 20 países e é apaixonada pela Ásia, ou melhor, por todos os destinos exóticos. Qual a melhor viagem? "Não há dúvida", diz ela, "a melhor viagem é sempre a próxima".

Deixe seu comentário:





* Campos de preenchimento obrigatório

** Ao enviar o seu comentário, você estará automaticamente concordando com a nossa Política de Comentários.