Canal do Panamá: informações e dicas para aproveitar o passeio

Visitar o Panamá e não conhecer o Canal do Panamá é quase uma heresia.

No pequeno país, o canal que faz a ligação entre os Oceanos Atlântico e Pacífico é o grande símbolo e orgulho da nação.

O motorista que nos levou até o canal falava efusivamente da obra de engenharia e fez questão de nos contar um pouco da história do canal.

A construção do canal foi iniciada em 1880 e somente foi concluída mais de 30 anos depois. A ideia desde o início foi bastante ousada. Afinal, tratava-se de dividir o continente e unir os dois oceanos. A construção do canal teve iniciativa francesa, mas logo fracassou por conta de dificuldade práticas como o clima e doenças tropicais. Os Estados Unidos, interessados no potencial comercial e mesmo militar do canal, por conta de sua localização estratégica, deram prosseguimento à obra. O canal foi concluído em 1914. Eclusas, um espécie de elevadores para navios, foram construídas a fim de transpor a diferença do nível de água dos dois oceanos.

Desde o ano 2000 o canal é administrado pelo Panamá, rendendo, assim, receitas que patrocinam a modernização do país e do próprio canal.

É inegável, portanto, a grande importância histórica e financeira do canal para o país. Por conta disso, o Centro de Visitantes de Miraflores, onde é possível avistar a eclusa de Miraflores e o sobe e desce dos navios, é destino certo de turistas que visitam a Cidade do Panamá.

Canal do Panamá

Confesso, contudo, que não achamos a visita ao canal tão empolgante quanto imaginávamos.

Talvez porque não assistimos ao vídeo nem visitamos o museu que conta a história da construção do canal. Talvez porque os locais com vista mais privilegiada da eclusa estavam abarrotados de turistas que se apertavam para ver o sobe e desce dos navios. Talvez porque foi difícil driblar o calor excessivo que fazia. Talvez porque faltou um pouco de marketing para tornar o passeio mais interessante, a estilo do que é (bem) feito na Usina Hidroelétrica de Itaipu em Foz do Iguaçu/ PR ou na Usina Hidroelétrica Hoover Dam (Nevada, Estados Unidos), onde as obras são apresentadas ao público de forma didática e interessante. Talvez ainda porque fomos com uma expectativa muito alta…

Canal do Panamá

Canal do Panamá

Mesmo assim, recomendo fazer o passeio, sobretudo pela sua importância histórica, econômica e social.

O que faria diferente?

Combinaria a visita ao canal com um passeio de helicóptero para ver a ligação dos dois oceanos do alto – e em grande estilo. As empresas HeliAncon e Panamá Tours, por exemplo, prestam esse tipo de serviço. As fotos e os vídeos são bem tentadores! Registro, contudo, que não conheço as empresas citadas e, por isso, recomendo adotar as cautelas de praxe antes de contratar os serviços.

Canal do Panamá - Reprodução

Foto: Reprodução. http://heli-ancon.com/en/destinations/8-canal-tour

Outra opção seria fazer um passeio de barco navegando pelo canal. Diversas empresas oferecem o serviço, como, por exemplo, a Panama Canal Tours, a Panama Yacht Tours e a Canal & Bay Tours. Nesses passeios é possível percorrer todos os 80 km do canal ou, se preferir, apenas um trecho. O tour parcial dura cerca de 4h30 e tem custo médio de USD 115. Já o tour completo tem duração aproximada de 9h e custo médio de USD 165 por pessoa.

Canal do Panamá

Foto: Reprodução. www.pmatours.net/pacific-queen/gallery/panama-canal-tour.htm

Para quem curte ecoturismo, dá ainda para fazer caiaque e rafting pelo rio Chagres, além de trilhas pelo Parque Soberania ou um passeio de teleférico no Gamboa Resort. Leia mais detalhes aqui, aqui e aqui.

Informações importantes:

O Centro de Visitantes de Miraflores, local onde os turistas visitam o canal, fica cerca de 25 km do centro da Cidade do Panamá.

Para chegar até lá, o melhor é ir de carro. É comum combinar com o taxista um valor fixo para levar e buscar no canal, ficando lá aguardando. O preço em média é de USD 25. Nós, particularmente, fechamos com o motorista um city tour de cerca de 8h por USD 90, para ele ficar a nossa disposição. Os detalhes desse city tour vou escrever em outro post.

O ingresso completo, com direito a assistir o vídeo e visitar o museu, custa USD 8 para adultos não residentes no país. Crianças e estudantes pagam USD 5. O ingresso sem acesso às exibições custa, respectivamente, USD 5 e USD 3.

Canal do Panamá

O funcionamento do Centro de Visitantes de Miraflores é diário de 9h às 17h.

Siga o Nós no Mundo no Twitter: @nosnomundo

Siga o Nós no Mundo no Periscope - @nosnomundo.

No Instagram: @nosnomundo

E curta a nossa fanpage no Facebook: facebook.com/nosnomundo

Planeje sua viagem com a gente

Reserve seu hotel utilizando o Booking.com. Menor preço garantido! Se encontrar tarifa mais barata, eles reembolsam a diferença.

Alugue seu veículo com a RentalCars, a maior empresa on-line de aluguel de carros do mundo, e tenha o menor preço garantido!

Reserve uma casa pelo Airbnb e ganhe desconto no primeiro aluguel.

Compre moeda estrangeira com a Cotação. É seguro e você ganha descontos exclusivos!

* Reservando com os nossos parceiros através do Nós no Mundo, nós recebemos uma pequena comissão. Você não paga nada a mais por isso e, de quebra, ainda ajuda o Nós no Mundo a estar sempre atualizado.

Sobre Anna Bárbara

É louca por viagens! Nem acaba de chegar de uma viagem e já está pensando nas próximas (no plural, é claro!). Tem o passaporte carimbado em mais de 20 países e é apaixonada pela Ásia, ou melhor, por todos os destinos exóticos. Qual a melhor viagem? "Não há dúvida", diz ela, "a melhor viagem é sempre a próxima".

Deixe seu comentário:





* Campos de preenchimento obrigatório

** Ao enviar o seu comentário, você estará automaticamente concordando com a nossa Política de Comentários.