Passeio do Encontro das Águas em Manaus

Um dos passeios mais interessantes em Manaus é o Encontro das Águas. Nem tanto pela possibilidade de ver as águas de tonalidades distintas do Rio Negro e Solimões, mas pelo prazer de seguir pelos igapós e igarapés, ver vitórias-régias e ouvir o som da floresta.

Logo no aeroporto de Manaus já há diversas agências de turismo oferecendo o serviço. O pacote básico é mais ou menos igual em todas as operadoras. As saídas são às 9h e o retorno às 16h. O passeio inclui almoço no restaurante flutuante e um passeio no Parque Ecológico de Janauary para conhecer os igapós e igarapés. O preço, em média, é de R$ 130 por pessoa. Veja mais detalhes aquiaqui.

Decidimos, contudo, seguir as dicas da Cris Tomasi, autora do blog Carpe Diem, e contratamos um passeio privativo. Qual a vantagem? O passeio é feito em lancha rápida. Com isso, economiza-se tempo. Enquanto o passeio oferecido pelas agências dura cerca de 7 horas, é possível fazer roteiro semelhante em lancha rápida e privada em 3 ou 4 horas. Além disso, o barqueiro fica a sua disposição, o que torna o passeio mais flexível e personalizado.

E as vantagens não param por aí. Como o preço cobrado é pelo barco, é possível conseguir um bom desconto dependendo do número de pessoas do grupo que irá fazer o passeio.

No nosso caso, éramos apenas o Fred e eu. O preço foi inicialmente de R$ 150. Porém, resolvemos depois estender a rota para ver as vitórias-régias e os igarapés, e o preço acabou subindo para R$ 300 (preços cobrados em 2010).

Nosso barqueiro foi o Anselmo (tel: 92 9159-3610). Gostamos demais! Ele foi bem simpático e passou muitas informações sobre o lugar.

Passeio Encontro das Águas

A saída é feita do Porto do Ceasa. A lancha era grande e estava em boas condições de uso.

Não demorou para chegarmos até o local em que as águas escuras do Rio Negro se encontram com as águas barrentas do Rio Solimões. As águas dos dois rios não se misturam e seguem isoladas lado a lado por alguns quilômetros. A diferença é bem nítida! O fenômeno é explicado pela diferença de temperatura, velocidade e densidade.

Passeio Encontro das Águas

A próxima parada foi na pescaria de pirarucu. O lugar é uma espécie de viveiro flutuante no próprio rio onde os turistas participam de uma pescaria ecológica. É preciso ter força para conseguir tirar o pirarucu da água. O peixe é um dos maiores dos rios brasileiros. Tem, em média, mais de um metro e pesa cerca de 80kg. Isso sem falar naquelas histórias de pescador que contam ter pirarucu de 300kg… As iscas da pescaria são pagas e custam R$ 5.

Passeio Encontro das Águas Passeio Encontro das Águas

Voltamos ao barco e seguimos pelo leito do rio observando as comunidades ribeirinhas que vivem em casas flutuantes. O barqueiro, que também vive em uma casa flutuante, fez questão de contar detalhes da vida em meio à água. Contou com orgulho que tinha energia elétrica, chegada a menos de um ano, e brincou que não precisava se preocupar com vizinhos chatos.

Passeio Encontro das ÁguasPasseio Encontro das Águas Passeio Encontro das Águas

Comentei que gostaria de conhecer uma casa flutuante e logo depois paramos em uma delas. Eram apenas dois quartos, uma cozinha, 4 crianças e 2 adultos. O banheiro fica na parte externa da casa.

Amazônia Passeio Encontro das Águas

As crianças trouxeram um bicho preguiça, uma cobra e um jacaré para segurarmos.

Passeio Encontro das Águas

De lá, paramos no restaurante flutuante. Ainda estava cedo e o local estava deserto.

Passeio Encontro das Águas

Depois de olhar um pouco do artesanato em uma feira flutuante ali perto retomamos o curso.

Passeio Encontro das Águas Passeio Encontro das Águas

O auge do passeio foi entrar em meio a mata, longe da civilização e ouvir somente o canto dos pássaros. Enfim, ouvir o som da floresta.

Passeio Encontro das Águas

Passeio Encontro das Águas

Avistar a vitória-régia é um dos destaque. As grandes folhas em forma de círculos formam corredores verdes. A flor é branca e se abre apenas à noite. No ínicio da manhã tem um tom mais rosado.

Passeio Encontro das Águas

Reza a lenda da vitória-régia que uma jovem indígena queria conhecer a deusa lua. Contudo, a lua levava as jovens índias e transformava-as em estrelas. A índia, mesmo sem se importar com possível destino, desejava conhecer a lua. Certo dia viu o reflexo da lua no rio e afogou-se tentando tocá-la. A deusa Lua, em homenagem à menina, criou a vitória-régia, que quando se abre parece uma estrela, a estrela das águas.

Passeio Encontro das Águas

Outro destaque é a samaúma, uma árvore enorme que pode atingir vários metros de altura. Em razão de seu grande porte, a árvore é considerada a “rainha da floresta” ou “a árvore das árvores”.

Passeio Encontro das Águas

O tamanho é realmente impressionante e a beleza ímpar. Mesmo com o rio cheio e escondendo as raízes e boa parte do tronco, a samaúma continua soberana e única. Um arranha-céu na floresta.

Como li em um texto na internet sobre a samaúma, “ali algo vibra, algo sucede, algo inspira, algo te movimenta, te fortalece, te emociona, te agrada, te mostra uma luz…”

Passeio Encontro das Águas

Informações: O contato do barqueiro é pelo telefones (92) 9159-3610. No Porto da Ceasa existem vários outros barqueiros que oferecem serviços semelhantes. Negocie o valor, pechinche sempre. As regras de segurança são as mesmas de qualquer passeio lacustre: verifique as condições do barco, veja a capacidade de passageiros e certifique-se da existência de coletes salva-vidas.

Veja mais fotos do passeio no álbum do Nós no Mundo no Flickr. Assista também o nosso vídeo da Amazônia.

Siga o Nós no Mundo no Twitter: @nosnomundo

Siga o Nós no Mundo no Periscope - @nosnomundo.

No Instagram: @nosnomundo

E curta a nossa fanpage no Facebook: facebook.com/nosnomundo

Planeje sua viagem com a gente

Reserve seu hotel utilizando o Booking.com. Menor preço garantido! Se encontrar tarifa mais barata, eles reembolsam a diferença.

Alugue seu veículo com a RentalCars, a maior empresa on-line de aluguel de carros do mundo, e tenha o menor preço garantido!

Reserve uma casa pelo Airbnb e ganhe desconto no primeiro aluguel.

Compre moeda estrangeira com a Cotação. É seguro e você ganha descontos exclusivos!

* Reservando com os nossos parceiros através do Nós no Mundo, nós recebemos uma pequena comissão. Você não paga nada a mais por isso e, de quebra, ainda ajuda o Nós no Mundo a estar sempre atualizado.

Sobre Anna Bárbara

É louca por viagens! Nem acaba de chegar de uma viagem e já está pensando nas próximas (no plural, é claro!). Tem o passaporte carimbado em mais de 20 países e é apaixonada pela Ásia, ou melhor, por todos os destinos exóticos. Qual a melhor viagem? "Não há dúvida", diz ela, "a melhor viagem é sempre a próxima".

Comentários

  1. patipapp
    10 fevereiro 2012

    Just in time! Adorei as fotos!

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    10 fev, 2012

    Olá!!
    Obrigada pelo elogio!!
    Bjs, Anna

    Responder

  2. 21 maio 2012

    Nossa! Estou indo para lá mês que vem e pesquisando na internet parei no seu blog! Adorei este post, já tinha lido o post da Cris Tomasi e agora com o seu estou muito ansiosa para a viagem!
    Muito bom o texto e lindas fotos!

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    21 maio, 2012

    Olá Luciana!!
    Esse passeio do Encontro das Águas é maravilhoso!! Na minha modesta opinião, imperdível!
    Tenho certeza que vc irá aproveitar muito!
    Vc viu que o @guiladidier escreveu um post para o Nós no Mundo hoje e que, no final, ele deixou um agradecimento a vc pelas dicas da Cidade do México?
    Bjs, Anna

    Responder

  3. 13 setembro 2012

    Lindo, não vejo a hora!!!

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    13 set, 2012

    Oi Rafa!!
    Esse foi o passeio que mais gostei!!! É lindo demais!
    Fuja das operadoras que fazem esse passeio e contrate um barqueiro. Fica muuuuuito mais barato.
    Bjs, Anna

    Responder

  4. 18 outubro 2012

    Acho que vou ligar pro seu barqueiro. Se eu não conseguir com ele, será que é fácil achar algum lá na hora? Bjs (sei que você está no Japão, não precisa responder agora rs)

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    22 out, 2012

    Oi Rafa!!
    Acho que fácil conseguir um barqueiro na hora sim. Qdo fomos vimos vários barcos atracados por ali. Maslembre-se de verificar as condições do barco e os equipamentos de segurança. 🙂
    Já to curiosa para ler os seus próximos posts!!
    Bjs, Anna

    Responder

  5. 29 março 2013

    Olá, estou em Manaus e pesquisando sobre o passeio de barco encontrei o post de vocês. A minha maior dúvida é sobre a segurança, já que estou com uma criança. Enfim, ainda vou pensar se faço ou não esse passeio de barco para o encontro das águas.

    Também amo viajar!
    Abraços!

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    31 mar, 2013

    Olá Cássia!
    Particularmente, achei o passeio seguro. Não tivemos problemas. O barco tinha coletes salva vidas e aparentemente funcionava bem.
    Depois me conte se vc fez o passeio e como foi! 🙂
    Bjs, Anna

    Responder

  6. Taís
    7 junho 2013

    Anna,

    Tudo bem, adorei suas fotos. Estou com o tempo contado e gostaria de saber quanto tempo demorou esse passeio?
    Obrigada

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    11 jun, 2013

    Olá Taís!
    Como contratamos o barqueiro, decidimos com ele a duração do passeio. Ficou a nosso critério.
    Salvo engano, durou cerca de 3 horas. Lembre que dava para reduzir ou aumentar o passeio…
    BJs, Anna

    Responder

  7. Alex
    31 agosto 2013

    Fiz este passeio em 2012 e é exatamente como descrito neste post. O barqueiro cobrou R$200,00 pelo b.arco. Assim que tiver oportunidade farei o passeio novamente.

    Responder

  8. Ari
    25 dezembro 2013

    Em novembro de 2013 dia 03 procurei o anselmo
    Muito gentil e prestativo fui sozinho fazer este passeio, e maravilhoso, estou retornando agora em dezembro dia 27 e com certeza irei procura-lo para estendermos para mais alguns locais.

    Responder

  9. 9 janeiro 2014

    Olá Ari!
    Fico feliz que vc tenha gostado da indicação!!
    Obrigada pelo feedback!
    BJs, Anna

    Responder

  10. Anselmo
    20 março 2014

    Olá Dn Anna ! Desde já agradeço pela sua ajuda.
    Tenho feito muitos passeios através dessa sua publicação.
    Ainda estou esperando a senhora pra fazer novos passeios.
    Estou com uma embarcação maior e tenho mais pontos turísticos
    para mostrar para a senhora. Bjs , Anselmo

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    28 mar, 2014

    Olá Anselmo!
    Que legal!!! Fico muito feliz em saber que a indicação do Nós no Mundo está te trazendo novos clientes!
    Quero sim voltar a Manaus e conhecer esses novos passeios!! Obrigada pelo convite!!
    Bjs, Anna

    Responder

  11. Cristina Motta
    26 junho 2014

    Oi Anna, super útil seus comentários. Estou indo para Manaus em Set/2014. O telefone do Anselmo e o mesmo que mencionou. Ele tem e-mail ou facebook?

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    26 jun, 2014

    Olá Cristina!
    O telefone do Anselmo é mesmo esse que está no final do texto.
    Infelizmente, não tenho o email ou facebook dele…
    BJs, Anna

    Responder

  12. Márlei Carlos
    22 julho 2014

    Anselmo,
    Tudo correndo bem, estaremos indo em Dezembro (casal + criança de 12 anos). É uma boa época para os passeios? Tem como vc entrar em contato comigo (marleiaraujo@hotmail.com). Quais os passeios que vc indica? Pode me passar os seus contatos?
    Carlos

    Responder

  13. regina
    27 outubro 2014

    olá gostaria muito de conhecer minha maravilhosa cidade de Manaus,com um amigo que esta chegando de SP.. como faço pra reservar nosso passeio!? se vc podere mandar um email agradeço a vc!!

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    4 nov, 2014

    Olá Regina!
    Somos um site de turismo e informações de viagem. Não fazemos reservas.
    Bjs, Anna

    Responder

  14. Alexandre Neves
    13 janeiro 2015

    A biorregião explorada é mesmo muito legal! mas a estória de publicitarem (encorajando) a deplorável interação de turistas (pouco conscientes) com animais silvestres tornados mascotes eu repudio totalmente! ademais, é ilegal. Jamais permito que tal aconteça quando guio por lá.

    Responder

  15. Leusimar Neto
    9 abril 2015

    Muito boa suas dicas.

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    9 abr, 2015

    Obrigada!! 😀

    Responder

  16. clarissa motta
    26 abril 2015

    Agradeço os comentários. Fiz o passeio com o barqueiro Anselmo que continua com o mesmo número de telefone e mais simpático ainda. Recomendo esse passeio mais rápido.

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    28 abr, 2015

    Olá Clarissa!
    Que ótimo saber que vc curtiu nossa dica!! 🙂
    Bjs, Anna

    Responder

    Henrique Respondeu:
    8 maio, 2015

    Qual o valor cobrado?

    Responder

  17. 24 maio 2015

    Olá Henrique!
    Como consta do texto, em 2010, quando fiz o passeio, o valor foi de R$ 300, para duas pessoas.
    Bjs, Anna

    Responder

  18. R. Alves
    14 junho 2015

    Anna, pesquisando sobre este passeio, lembrei de sua viagem… Sabe que me emocionei com este recado do Anselmo para você…. Muito bacana!
    E quem sabe não viaje com ele e volte para contar como foi… Beijo
    R. Alves

    Responder

  19. 14 julho 2015

    Olá querida!!
    Também me emocionei!! Muito legal, ne?!!
    Recomendo mesmo os serviços dele!
    Bjs, Anna

    Responder

  20. João guilherm
    10 agosto 2015

    Anselmo no dia 07 de setembro/2015,(numa segunda feira feriado ) tem algum passeio encontro das aguas, indo ate ilhas Naviana, ou conhece alguém que tenha embarcação igual sua segura, que possa agenda.

    Responder

  21. Alexandre Cordova
    23 agosto 2015

    Boa noite, pesquisando na internet o que fazer em Manaus encontrei esse post e segui a dica e hoje 23/08/2015 ligamos para o Anselmo e tivemos a sorte dele estar livre e tivemos um dia maravilhoso. Recomendo e muito hoje o valor esta em torno de R$ 300 para 2 pessoas valeu muito. Parabens Anselmo pelos servicoes prestados alem disso nos indicou seu primo que eh taxista para levar a gente para um otimo almoco no Restaurante Flutuante Peixe-Boi indico tambem. Obrigado pela Dica valeu e muito!!! Abs

    Responder

Pingbacks & Trackbacks & Tweetbacks

Alerta Total | Relato de Viagem: Manaus e o Rio Amazonas – De Ponta Negra ao Encontro das águas

[…] fazer o passeio privativo, em barcos menores, economizando um pouco mais de tempo. A Anna, do blog Nós do Mundo, fez isso e conta mais detalhes nesse post (veja […]

Deixe seu comentário:





* Campos de preenchimento obrigatório

** Ao enviar o seu comentário, você estará automaticamente concordando com a nossa Política de Comentários.