Tucupi, jambu, cupuaçu e açaí: as delícias da Amazônia

  • Anna Bárbara
  • 15 dezembro 2011

Se você não conhece um desses quatro itens, está na hora de fazer as malas em direção ao Norte do Brasil.

O tucupi e o jambu estão presente em vários pratos tradicionais da culinária amazônica, como o pato ao tucupi e o tacacá. O tucupi é feito com sumo azedo da mandioca e tem coloração verde-amarelado e sabor forte. Já o jambu é uma folha verde bem parecida com o agrião (por isso é chamada por muitos de agrião do Pará), que tem sabor forte e picante. A leve sensação de dormência na língua causada pelo tucupi e pelo jambu é uma delícia!

Em muitos Estados brasileiros, contudo, esses ingredientes ainda são pouco conhecidos e ganham status de iguaria em restaurantes de vanguarda. Quem se lembra do “exótico” foie gras de pato no tucupi do restaurante Clos de Tapas em São Paulo ou do timbale de pirarucu com banana da terra, agrião e tucupi que deixei de experimentar no Aquavit em Brasília? Aliás, no Aquavit, já teve até ostra com sorvete de tucupi…

Em Manaus, dois bons restaurantes para experimentar a culinária local são O Banzeiro e Choupana.

O Banzeiro tem um ambiente claro, contemporâneo e vive lotado. Em 2011, recebeu os prêmios da Revista Veja Manaus de Melhor Cozinha Regional, Melhor Costela de Tambaqui e Chef do Ano.

Restaurante O Banzeiro

O cardápio é bem variado e tem muitas opções de peixes. Se aceitar um conselho, comece com os pasteizinhos de pato (R$ 21,90), acompanhados de uma cerveja gelada, absolutamente necessária para espantar o calor.

Restaurante O Banzeiro

Depois siga para a premiada costela de tambaqui (R$ 93,90). São quatro costelas de tambaqui bem crocantes, acompanhadas de baião de dois, vinagrete, banana frita e farofa. É uma perdição!

Restaurante O Banzeiro

O tucupi fica em cima da mesa, ao lado do azeite, para ser usado como molho. Utilize sem receios!

Gostamos tanto da comida que voltamos lá novamente. O bolinho e o caldinho de peixe estavam ótimos, assim como o Pirarucu a Belle Floreste – pirarucu grelhado com redução tucupi na manteiga e jambu, acompanhado de brócolis e legumes no vapor (R$74,90). Mas ainda preferi a costela de tambaqui…

Restaurante O Banzeiro

O Choupana tem um ambiente mais rústico e escurinho.

Manaus

Provamos o caldinho de peixe e o peixe grelhado.

Restaurante Choupana

Quanto ao açaí e o cupuaçu, não deixe de experimentar os sorvetes, as tortas e qualquer doce que você encontrar com esses ingredientes. São ótimos!

Se também gostar de chocolate, escolha a torta de cupuaçu com chocolate da confeitaria Tortas & Tortas no Shopping Manauara. Fiquei tão hipnotizada pela torta que esqueci da foto… Para o sorvete, vá no clássico: açaí e cupuaçu da sorveteria Glacial. Tem até uma loja no aeroporto.

Manaus

End: O Banzeiro: Rua Libertador, 102 – Nossa Senhora das Graças, Manaus. Tel: (92) 3234-1621.

Choupana: Av. Mario Ypiranga,  (antiga rua Recife) – Adrianópolis, Manaus. Tel: (92) 3635-3878

Siga o Nós no Mundo no Twitter: @nosnomundo

Siga o Nós no Mundo no Periscope - @nosnomundo.

No Instagram: @nosnomundo

E curta a nossa fanpage no Facebook: facebook.com/nosnomundo

Planeje sua viagem com a gente

Reserve seu hotel utilizando o Booking.com. Menor preço garantido! Se encontrar tarifa mais barata, eles reembolsam a diferença.

Alugue seu veículo com a RentalCars, a maior empresa on-line de aluguel de carros do mundo, e tenha o menor preço garantido!

Reserve uma casa pelo Airbnb e ganhe desconto no primeiro aluguel.

Compre moeda estrangeira com a Cotação. É seguro e você ganha descontos exclusivos!

* Reservando com os nossos parceiros através do Nós no Mundo, nós recebemos uma pequena comissão. Você não paga nada a mais por isso e, de quebra, ainda ajuda o Nós no Mundo a estar sempre atualizado.

Sobre Anna Bárbara

É louca por viagens! Nem acaba de chegar de uma viagem e já está pensando nas próximas (no plural, é claro!). Tem o passaporte carimbado em mais de 20 países e é apaixonada pela Ásia, ou melhor, por todos os destinos exóticos. Qual a melhor viagem? "Não há dúvida", diz ela, "a melhor viagem é sempre a próxima".

OS comentários estão fechados.