Onde se hospedar em Cartagena

A primeira dúvida que surge quando se pensa em hospedagem em Cartagena é decidir onde ficar: se na Cidade Murada ou na parte moderna da cidade.

O charme da Cidade Murada é imbatível! Só a possibilidade de caminhar a todo instante pelas lindas ruelas de casas coloridas ou de encontrar, por acaso, um grupo de vallenato (música típica da costa colombiana) tocando nas ruas já vale metade da viagem. Além disso, muitos dos hotéis são antigas casas colonais ou conventos ricos em história e detalhes.

Outra vantagem é a proximidade com grande parte das atrações turísticas, como a Iglesia San Pedro Claver, a Plaza de la Aduana, o Convento Santo Domingo, a Catedral de Cartagena e o Museu da Inquisição, localizados na Cidade Murada. É possível chegar a todos esses lugares caminhando.

Já a parte moderna da cidade, como Boca Grande e Castillo, tem gigantescos edifícios e fachadas bem modernas. Essa, aliás, é justamente a maior desvantagem. Falta a riqueza histórica, a tradição, a animação e o colorido da Cidade Murada.

Ademais, como a parte moderna fica um pouco longe do centro histórico, é preciso pegar táxi ou ônibus para os principais pontos turísticos. A vantagem de lá, contudo, são os preços, muitas vezes mais convidativos que os da Cidade Murada.

Sopesando os prós e os contras, optei pela hospedagem na Cidade Murada. E, sem dúvida, a escolha foi absolutamente certeira.

Na Cidade Murada não faltam opções de hotéis boutique sofisticados. Alguns dos mais famosos são o Sofitel Santa Clara, o Charleston Santa Teresa, o Casa Pestagua, Tcherassi Hotel e o El Marqués, onde me hospedei.

O Hotel Sofitel Cartagena Santa Clara, construído em 1621 como um convento, é um dos mais luxuosos (e caros). Os balcões coloniais e o enorme pátio são de encher os olhos.

Hotel Sofitel Santa Clara

Foto: Reprodução. www.sofitel.com/es/hotel-1871-sofitel-cartagena-santa-clara/index.shtml

Ouvi dizer que a equipe do hotel é extremamente simpática e atenciosa. A localização não é tão central como a do Hotel Charleston, da Casa Pestagua ou do El Marqués, mas, ainda assim, é possível fazer grande parte dos passeios a pé.

O Hotel Charleston Santa Teresa, construído no século XVII, também serviu inicialmente como convento, o Convento Santa Teresa. Posteriormente foi transformado em quartel, presídio e escola. Só depois se transformou em hotel. O destaque fica por conta da capela, hoje transformada em sala de convenções. Turistas podem entrar para visitar o hotel…

Hotel Charleston Santa Teresa

Foto: Reprodução

O Casa Pestagua Hotel Boutique SPA fica a poucos passos do Convento Santo Domingo e bem ao lado do Hotel El Marqués. A casa de bela arquitetura colonial foi construída no século XVII. Pertencia ao Conde de Pestagua, um rico e poderoso aristocrata.

Hotel Casa Pestagua

 

Hotel Casa Pestagua Hotel Casa Pestagua
Fotos: Arquivo pessoal

O Tcherassi Hotel + SPA é o primeiro hotel da estilista colombiana Silvia Tcherassi. São apenas 7 quartos, cada um com uma decoração diferente. A estilista incorpora texturas e elementos do mundo da moda em diversos detalhes dos quartos. O resultado parece ser algo bem moderno e surpreendente.

Hotel Tcherassi

Foto: Reprodução. www.tcherassihotels.com/rooms.html

O Hotel El Marqués ocupa casa colonial do século XVII e resume muito bem o conceito de hotel boutique. São apenas 8 quartos, o atendimento é fantástico (todos os funcionários me chamavam pelo nome) e a decoração, bem charmosa.

Hotel El MarquesFoto: Arquivo pessoal

Ao entrar no hotel, já a primeira supresa: um pátio com jardim e muitos ambientes para sentar e simplesmente relaxar.

Hotel El Marques

Hotel El Marques Hotel El Marques Hotel El Marques

Hotel El Marques Hotel El Marques Hotel El Marques

 

Fotos: Arquivo pessoal

No andar superior, onde estão localizados os quartos, uma ampla sala de uso comum com vários ambientes.

Hotel El Marques

Hotel El Marques Hotel El Marques Hotel El Marques

Fotos: Arquivo pessoal

Os quartos são classificados em superior, junior suite, suite e gran suite. O mais simples (superior) já atende bem. Não é muito espaçoso, mas tem cama king size e pequenos detalhes que fazem a diferença, como uma rosa na cabeceira da cama, além de velas e ameneties da L’Occitane no banheiro.

Hotel El MarquesHotel El Marques Hotel El MarquesHotel El Marques Hotel El Marques

Fotos: Arquivo pessoal

O café da manhã, servido embaixo das palmeiras do pátio, é excelente. Nada de buffet. O funcionário pergunta o que deseja comer e a cozinha dá um jeito de providenciar. Gostei tanto da geléia de maracujá que a acabei voltando para o Brasil com dois potes enormes de geléia… E tudo isso porque eu fiz um elogio para a cozinheira sobre a geléia e ela fez questão de preparar os potes para mim. Essa é simpatia do povo colombiano!

Hotel El Marques Hotel El Marques Hotel El MarquesFoto: Arquivo pessoal. A simpática cozinheira segurando as geléias…

Tenho que registrar também que localização é absolutamente fantástica: a poucos passos do Convento Santo Domingo e das Muralhas, onde está o famoso Café del Mar.

End: Calle Nuestra Sra Del Carmen 3341, Cartagena. Preço médio da diária: U$ 280.

Siga o Nós no Mundo no Twitter: @nosnomundo

Siga o Nós no Mundo no Periscope - @nosnomundo.

No Instagram: @nosnomundo

E curta a nossa fanpage no Facebook: facebook.com/nosnomundo

Sobre Anna Bárbara

É louca por viagens! Nem acaba de chegar de uma viagem e já está pensando nas próximas (no plural, é claro!). Tem o passaporte carimbado em mais de 20 países e é apaixonada pela Ásia, ou melhor, por todos os destinos exóticos. Qual a melhor viagem? "Não há dúvida", diz ela, "a melhor viagem é sempre a próxima".

Deixe seu comentário:





* Campos de preenchimento obrigatório

** Ao enviar o seu comentário, você estará automaticamente concordando com a nossa Política de Comentários.