Mendoza: dicas básicas

Mendoza é a região vinícola da Argentina por excelência. Por lá, existem inúmeras bodegas – como são chamadas as vinícolas. Das pequenas com produção orgânica às gigantescas bodegas com produção industrial, cada uma tem seu encanto. A maioria permite que os visitantes conheçam a forma de produção dos vinhos e os barris onde os vinhos amadurecem; e no final, ocorre a aguardada degustação dos vinhos da casa. Durante o almoço, muitas bodegas oferecem verdadeiros banquetes gourmets harmonizando cada prato com um vinho diferente.

Mas para participar das degustações e dos almoços harmonizados é necessário fazer reserva com antecedência. Poucas são as bodegas que recebem visitantes sem horário agendado. Por isso, mais do que em qualquer outra viagem, uma estadia em Mendoza demanda um planejamento prévio. Imagina ir até lá e não conhecer nenhuma bodega…

Mas o planejamento não se limita a escolher as bodegas para visitar. Inclui também decidir como se dará o transporte entre as vinícolas, a quantidade de bodegas a serem visitadas em um dia e optar por fazer ou não passeio alternativos às bodegas. Isso sem mencionar os questionamentos básicos de qualquer viagem: quantos dias ficar, quando ir e onde se hospedar…

Veja então as nossa dicas:

Quantos dias ficar

É bem difícil dizer quantos dias ficar em qualquer destino do mundo. Afinal de contas, por mais tempo que passemos no lugar, ainda assim haverá coisas para ver, conhecer e aproveitar.

No nosso caso, chegamos em uma sexta à noite – de madrugada, melhor dizendo, graças as vários atrasos nos voos da Aerolíneas Argentinas – e voltamos na quarta-feira seguinte. Foram então 4 dias na cidade. Na minha opinião 4 ou 5 dias na cidade é um tempo razoável para conhecer o mais importante da região, mas, sem dúvida, tem programação para curtir mais dias.

Quando ir

Penso que qualquer época do ano é boa para conhecer a cidade. Em fevereiro/março há a grande vantagem de ver os parreirais verdinhos e, se der sorte, participar da colheita das uvas. A festa da Vendimia, festa de celebração de colheita da uva, ocorreu neste ano de 2011 no período do Carnaval. Apesar de termos ido nesta época, não conseguimos participar da festa, pois era necessário adquirir ingressos com antecedência.

A temperatura no mês de março estava bastante agradável. Muito sol durante o dia e uma leve brisa à noite. Mesmo sendo verão, podíamos apreciar os picos nevados da Cordilheira dos Andes.

Hotel Aguamiel

Hotel Aguamiel

Fotos: Arquivo pessoal. Fotografias feito no Hotel Aguamiel onde estávamos hospedados.

No inverno, a temperatura cai bastante e os parreirais perdem um pouco do charme, quando as folhas caem. A vantagem, no entanto, é poder curtir as estações de esqui que ficam próximas à cidade.

Onde se hospedar

Em Mendoza existem muitas opções de hospedagem capazes de agradar a todos os gostos e bolsos.

Quando fomos para lá já sabíamos de antemão que não queríamos uma hospedagem tradicional. Queríamos um pousada pequena, charmosa, no meio do parreiral. Pensamos inicialmente no Cavas Wine Lodge e na pousada da bodega Terrazas de los Andes, mas não havia mais disponibilidade. Escolhemos então o Hotel Aguamiel e tivemos uma maravilhosa supresa. Era realmente o que buscávamos!

Hotel Aguamiel Hotel Aguamiel

Fotos: Arquivo pessoal. Hotel Aguamiel.

A vantagem de ficar hospedado nas bodegas é, sem dúvida, curtir o clima bucólico e único de estar rodeado pelo barreiral, com a possibilidade de “roubar” um cacho de uva quando der vontade…

A maior desvantagem é que muitas da ruas para chegar às bodegas são mal sinalizadas e não têm alfasto. Chegar até lá de carro alugado pode ser uma aventura. O nosso GPS sequer reconhecia as ruelas por onde passávamos. Outra desvantagem é distância do centro – cerca de 20 minutos de carro de onde estávamos hospedados.

Para quem prefere o burburinho das lojas e das pessoas caminhando no centro, também existem boas opções na cidade de Mendoza. O hotel mais famoso e imponente é o Park Hyatt.

Aluguel de carro x remis x wine tour

O que é melhor alugar um carro, contratar um remis (táxi com preço fixo, calculado com base na distância) ou contratar um wine tour? A resposta: depende do seu perfil.

Quando fomos, eu tinha a certeza de que alugar um carro estava fora dos nossos planos. Estávamos em quatro pessoas e ninguém queria ser o “amigo da vez”. Além disso, já sabíamos das dificuldades de conduzir pelas pequenas ruelas onde ficam as bodegas. Por isso cogitamos apenas o remis ou o wine tour.

A vantagem do remis é ter o carro e o motorista sempre a sua disposição. Assim, é possível estabelecer seus próprios horários e sempre há a possibilidade de alterar o roteiro na última hora.

Comparamos os preços de 4 empresas: Vintura, Luxury Trip, Alex Transfer e Rumbo. As duas primeiras foram indicações da Revista Viagem e Turismo. Já as duas últimas vimos indicações na internet e o contato foi todo feito por email, respectivamente alextransfers@hotmail.com e rumboremis@speedy.com.ar. (Vide comentário abaixo informando que o serviço da Rumbo Remis não foi nada satisfatório).

Veja a tabela com o comparativo do preços.

No final, optamos pela Luxury Trip, por conta do preço e da segurança, por se tratar de uma empresa mais reconhecida. O serviço foi satisfatório, mas em alguns aspectos deixou a desejar. Pelo que percebi nosso motorista foi subcontratado e não sabia de todas as informações que já tínhamos combinado com a Luxury Trip. Por duas oportunidade chegamos em bodegas para fazer visitas e não localizaram nossas reservas. Apesar do susto (e aborrecimento) inicial, o Sr. Gustavo Garritano, nosso contato na Luxury Trip, resolveu a situação rapidamente, e fizemos todos os passeios planejados.

Só para deixar registrado, todas as nossas reservas de degustações e almoços nas bodegas foram efetuadas pela empresa Luxury Trip. O custo do serviço de marcação foi de 200 pesos argentinos. Recebemos, ao final, um desconto de 8% para pagamento em dinheiro. Para fazer a reserva tivemos que fazer um depósito via Western Union no percentual de 10%. Combinamos que o motorista ficaria à nossa disposição todos os quatro dias, por 10 horas diárias, com a limitação de rodarmos no máximo 300km/dia.

Os wine tours são excursões privadas ou não em que a empresa contratada se encarrega de organizar todo o seu roteiro, apresentando as sugestões de bodegas a serem visitadas. A grande vantagem é não ter nenhuma preocupação com o planejamento do roteiro, pois no preço já está tudo incluído: transfer, traslados, guia, almoços e degustações. A desvantagem é o valor, muito superior ao do remis.

Quantas e quais bodegas visitar

Não faltam opções de bodegas para visitar em Mendoza. O que considero legal é misturar bodegas internacionalmente famosas com bodegas pequenas, quase familiares. Assim dá para sentir um pouquinho dos “dois mundos”.

Nossa programação inicial abrangia 6 bodegas: Familia Zuccardi, ChandonTrapicheAlta VistaTerrazas de los Andes e Catena Zapata. A idéia era visitar três bodegas no primeiro dia, mais três bodegas no terceiro dia e fazer uma programação alternativa às bodegas no segundo e quarto dia, para também curtir a cidade, além dos vinhos.

Mendoza Mendoza

Fotos: Arquivo pessoal. Bodegas Catena Zapata e Terrazas de los Andes

Logo no primeiro dia vimos que não daria certo. Como o objetivo era descansar, três bodegas por dia ficava muito cansativo. Aliás, com o almoço degustação de 6 pratos na bodega Chandon, ficamos lá por mais de quatro horas…

Optamos então por visitar 2 bodegas por dia: uma de manhã, por volta de 11h e outra por volta de 1 da tarde, e já ficávamos lá para o almoço.

No final das contas, visitamos a Zuccardi, a Chandon (degustação e almoço), a Catena Zapata, a Terrazas de los Andes (degustação e almoço) e, no último dia, durante o passeio de bicicleta, ainda arrumamos um tempinho para conhecer a bodega Carinae, que fica próxima ao hotel onde estávamos. O que achamos de cada uma delas é assunto para um outro post…

Mendoza além das Bodegas

Se engana quem pensa que as atividades em Mendoza se limitam às degustações de malbec, torrontés ou espumantes. Esporte radicais como rafting, caique, mountain bike, tirolesa, ou esportes não tão radicais como cavalgadas, passeios de bicicleta e caminhada no Parque Provincial Aconcágua são opções para quebrar a rotina de degustações e visitas às bodegas todos os dias. Depois do quarto wine tour, tudo começa a ficar um pouco repetitivo.

Mendoza Mendoza

Fotos: Arquivo pessoal. Rafting

Combinar as degustações de vinhos com uma ida ao spa, para experimentar talvez massagens com óleos à base de vinho também não soa nada mal…

Siga o Nós no Mundo no Twitter: @nosnomundo

Siga o Nós no Mundo no Periscope - @nosnomundo.

No Instagram: @nosnomundo

E curta a nossa fanpage no Facebook: facebook.com/nosnomundo

Planeje sua viagem com a gente

Reserve seu hotel utilizando o Booking.com. Menor preço garantido! Se encontrar tarifa mais barata, eles reembolsam a diferença.

Alugue seu veículo com a RentalCars, a maior empresa on-line de aluguel de carros do mundo, e tenha o menor preço garantido!

Reserve uma casa pelo Airbnb e ganhe desconto no primeiro aluguel.

Compre moeda estrangeira com a Cotação. É seguro e você ganha descontos exclusivos!

* Reservando com os nossos parceiros através do Nós no Mundo, nós recebemos uma pequena comissão. Você não paga nada a mais por isso e, de quebra, ainda ajuda o Nós no Mundo a estar sempre atualizado.

Sobre Anna Bárbara

É louca por viagens! Nem acaba de chegar de uma viagem e já está pensando nas próximas (no plural, é claro!). Tem o passaporte carimbado em mais de 20 países e é apaixonada pela Ásia, ou melhor, por todos os destinos exóticos. Qual a melhor viagem? "Não há dúvida", diz ela, "a melhor viagem é sempre a próxima".

Comentários

  1. wandyr siqueira
    15 agosto 2011

    Como apreciador de vinhos, visitei Mendoza diversas vezes. Já fiquei no Diplomatic, no Hyatt, no Sheraton e, no Valle de Uco, nas Posadas Antucura, Salentein, del Jamon e na Valle de Uco Lodge (ex-Postales del Plata).
    Em todas estas vezes utilizei os serviços de Daniel Agnello e de Marcelo Villegas (contato marcelo.villegas@hotmail.com). Não apenas são extremamente simpáticos como também praticam preços excelentes (além de nunca me deixarem na mão).
    Daniel, inclusive, foi uma vez buscar meu cunhado em Santiago do Chile: cruzar os Andes de carro é uma experiência inesquecível!
    Recomendo!

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    15 ago, 2011

    Olá Wandyr!
    A contar pela quantidade de visitas a Mendoza, tenho certeza que vc é um expert em vinhos!
    Obrigada pela dica de serviços de transporte. É sempre bom ter uma indicação confiável.
    Quando estava planejando minha hospedagem em Mendoza, me interessei bastante pela pousada Salentein. O que vc achou de lá? Dos lugares que vc já se hospedou, quais vc recomenda?

    Responder

  2. Mário
    25 agosto 2011

    Olá Wandyr!
    visitarei Mendoza nos dias 25 e 26/10 próximos.
    Pretendo fazer o tour Alta Montaña em um dia, e um tour/degustação/almoço em bodegas no outro.
    Quais vinícolas você indicaria para visitar em apenas um dia?
    Ficarei extremamente grato se você puder "quebrar esse gralho" e me passar essas preciosas dicas.
    Abraço,
    Mário

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    26 ago, 2011

    Oi Mário,
    Confesso que não sou especialista em vinhos, mas gostei demais da Terrazas de los Andes, da Chandon, da Familia Zuccardi e da Catena Zapata.
    Também ouvi muitos elogios à Pulenta Estate, Alta Vista e Salentein.
    Dê uma olhada na minha sugestão de roteiro em Mendoza: http://www.nosnomundo.com.br/2011/07/roteiro-de-4

    Responder

  3. Graziela
    4 novembro 2011

    Anna, ao contratar nosso transporte, encaminhei e-mails para alextransfers@hotmail.com e rumboremis@speedy.com.ar. O primeiro demorou um pouco a responder, o que inviabilizou o serviço.
    O segundo respondeu prontamente e ofereceu preços que pareceram muito bons. Confirmamos o endereço e passamos as informações pedidas (sem depósito prévio). Quando chegamos a Mendoza, como o motorista não aparecia, entramos em contato e fomos surpreendidos com a alteração nos preços (alegaram que houve erro no orçamento) e a informação de que não havíamos confirmado o serviço. Achei péssimo! Acabamos ficando com o motorista indicado pelo hotel, Juan Carlos (juancarlossagas@gmail.com). Recomendo, pois além de oferecer bons preços, foi gentil e pontual.

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    5 nov, 2011

    Oi Grazi!
    Que absurdo!!! Não comparecer e alterar os preços dessa forma é inaceitável e desonesto.
    Vou inclusive acrescentar essa informação no post, para evitar que outros tenham o mesmo problema.
    Ainda bem que vcs conseguiram arrumar outro motorista!!
    Bjs, Anna

    Responder

  4. JOEL
    12 abril 2012

    ÓTIMAS DICAS! IREI EM MAIO , AS APROVEITAREI.

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    13 abr, 2012

    Olá Joel!
    Que bom que gostou das dicas!
    Aproveite a viagem!!
    Bjs, Anna

    Responder

  5. luana
    16 agosto 2012

    Eu e meu namorado estavamos organizando uma viagem para Mendoza, por isso resolvemos pesquisar pela internet . Entramos em contato com varios remis, pois queriamos aproveitar as visitas nas vinicolas, por ai conhecemos o Santiago Petenatti, que foi uma grata surpresa na nossa viagem. Primeiro nos ajudou na hora de organizar as visitas das vinicolas, quais ficavam mais proximas e valiam a pena. Logo de primeira uma pessoa simpatica, de conhecimento dos lugares e de facil conversa, aprendemos muito com suas dicas. Fomos nas vinicolas BONFANTI,vinicola familiar de pequeno porte, depois seguimos para a ALBA TEMPLUS, que utiliza de bastante pesquisa para produzir seus vinhos e o almoco regional na ZUCCARDI(FANTASTICO) que tinha ate um guia de Brasilia que estava estudando para ser sommelier. Ja no segundo dia fomos ao PULENTA STATE, super recomendada pelo Santiago e com razao!!Nunca vamos nos esquecer do Cabernet Franc!!!Depois fomos na ANDELUNA, com uma guia muito boa mas os vinhos muito caros e finalizamos com o tao esperadp almoco na O.FOURNIER que vale muito a pena por seus diferentes aspectos no desenvolvimento do vinho. Antes de chegar a Mendoza fomos tambem para Brasiloche (como o Santiago chama) que foi lindo ver a neve e tal, mas a melhor parte mesmo foram as visitas com o Santiago nas vinicolas, a viagem as vezes pode ser um pouquinho longas mas com ele rimos e conversamos muito. Que nos deixou com uma vontade de quero mais, com certeza uma outra visita a Mendoza com o Santiago esta no nossos planos!!!E o mais importante pros brasileiros e que ele fala um portunhol muito bom!!! Entao fica a dica, se querem ir pra Mendoza contatem o Santiago (santipetenatti@hotmail.com)!!!

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    16 ago, 2012

    Olá Luana!!
    Mendoza é mesmo o máximo!! Tb adorei a experiência de conhecer as várias vinícolas!
    Obrigada pela dica!!!
    Bjs, Anna

    Responder

  6. Rafael Barata
    20 agosto 2012

    Olá, gostaria de obter mais dicas sobre Mendoza. Eu e minha namorada temos muito interesse em conhecer, mas planejamos ficar no máximo 3 dias na cidade. Gostaríamos de visitar o centro de neve e as vinícolas. Podem nos ajudar?? Precisamos reservar com antecedência? Onde ficar hospedado num Hotel com preço razoável?

    Agradeço a ajuda!!

    Rafael Barata

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    21 ago, 2012

    Olá Rafael!
    Uma viagem de 3 dias a Mendoza será muito corrida, especialmente se vcs forem conhecer Las Leñas ou Los Penitentes, as estações de esqui que ficam longe do centro da cidade. Meu conselho é que vcs tentem ficar pelo menos mais um dia…
    Confira também se ainda haverá neve propícia para esquiar no período da sua viagem.
    É aconselhável reservar o passeio às vinícolas, pois a maioria só atende com hora marcada.
    Para dicas de passeios e hospedagem, veja os posts que já escrevemos sobre Mendoza. Aqui está o link: http://www.nosnomundo.com.br/category/argentina/m
    Bjs, Anna

    Responder

  7. 22 agosto 2012

    Pessoal, estive em Mendoza por 1 semana. Tive de guia o Santiago e a namorada dele Mariana, MELHORES FÉRIAS DA MINHA VIDA!! Ambos tem 1 Renault Fluence 2012. Fui com a minha esposa e sogra, (claro, quartos separados). Hotel the Modern foi onde eu fiquei, excelente Hotel!! Segue e mail do Santiago e Mariana: santipetenatti@hotmail.com e mariandenise@hotmail.com Façam com remisses sempre, o custo benefício é excelente e Santiago é nota 1.000!!!! att, Christian Pereira – Porto Alegre – Brasil

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    23 ago, 2012

    Olá Christian!
    Também amei Mendoza!! Foi uma excelente viagem!
    Obrigada por compartilhar suas dicas conosco!!
    Bjs, Anna Bárbara

    Responder

  8. Amanda Martins
    4 dezembro 2012

    Olá pessoal. Eu vi que algumas pessoas ja escreveram sobre o excelente trabalho do guia Santiago Petenatti e sua equipe, porém acho válido retratar minha experiencia tambem.
    Fiz esta viagem que com meu pai ha poucos dias e já estou com vontade de voltar!!!
    Simplesmente inesquecível. Gostamos de ir em novembro porque apesar de não termos uvas nas videiras as plantas estavam lindas, verdinhas, a cidade razoalmente tranquila (pois era feriado no Brasil e estava cheeeeio de brasileiros) e o clima bem agradável (calor, mas nada insuportável, perto de 30-35 graus com uma brisa fresca)
    Nosso roteiro se iniciou em Buenos Aires, depois seguimos para Mendoza e terminamos em Santiago. Sem dúvida, nossa estadia em Mendoza foi a parte mais prazerosa da viagem!
    Conhecemos 8 vinículas (Chandon, Trapiche, Achaval Ferrer, Catena Zapata, Pulenta Estate, Ruca Malein, Saletein e O. Fournier) e a cada visita era uma experiencia diferente, sempre havia algo de novo a aprender e degustar, claro.
    Se for pra escolher uma, fico com Achavel Ferrer. Além dos vinhos maravilhosos a atenção é espetacular. E tivemos a experiencia de provar o vinho diretamente da barrica (sensacional!!).
    Gostei muito da Chandon também, principalmente do almoço harmonizado com espumantes (o melhor entre todas as viniculas na minha opinião)
    A cidade é linda!! É quase impossível acreditar que estamos em um deserto. Inteira arborizada, com boas avenidas, um centro cheio de parques e praças onde se anda a pé com segurança.
    A gastronomia local é fantástica também, tanto nos restaurantes do centro como nas bodegas.
    Agora, o ponto alto da viagem foi a travessia de carro para o Chile. Atravessar as cordilheiras é algo indescritivel. Fizemos uma viagem bem tranquila, com várias paradas para conhecer as belezas do local e um picnic na lagoa. Não sentimos nenhum desconforto com a altitude de mais de 3mil metros, nem com as curvas dos caracoles, rs.
    Resumindo, um roteiro para descansar, comer bem, tomar bom vinho, conhecer lugares lindos e ainda fazer bons amigos. Suuuper recomento o Santiago, Mariana e toda a equipe. Além dos email ja referido (antipetenatti@hotmail.com e mariandenise@hotmail.com) eles tem um facebook com fotos, bem legal de conhecer (NOSSA Mendoza wine experience). Bjao

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    5 dez, 2012

    Olá Amanda!!
    Muito obrigada pelas suas dicas!!!
    Mendoza é realmente incrível!!! Degustar bons vinhos com a Cordilheira de fundo é algo indescritível!!
    O almoço harmonizado da Chandon é mesmo maravilhoso!!
    Bjs, Anna

    Responder

  9. Rossana
    25 dezembro 2012

    Olá pessoal,

    estou planejando uma viagem á Mendoza e Santiago. Aos que conheceme a regiao, agosto é uma boa epoca para ir?

    Responder

  10. Maurílio
    27 dezembro 2012

    Olá Anna!
    Gostei do seu roteiro em Mendoza. Favor enviar-me o site da empresa Luxury Trip.
    Obrigado,
    Maurílio
    Brasília-DF

    Responder

  11. Diego Rebello
    2 janeiro 2013

    Mendoza é sensacional! Voltei ontem de uma viagem curta de 6 dias lá e a experiência foi inesquecível. Ficamos no Villagio Hotel, muito próximo da Plaza Independência e recomendo muito, excelente hotel, atendimento e localização privilegiada( menos de uma quadra dos principais restaurantes da Calle Sarminento.)Visitei 7 bodegas com um remi que descobri aqui no blog de vocês e recomendo demais o servico dele, o Marcelo Villegas(marcelo.villegas@hotmail.com). Muito atencioso, pontual, responsável, tem um carro muito confortável com água disponível e conhece tudo de vinhos e bodegas. Também recomendo a Cavalgada na montanha com rincondelososcuros.com/es/programas.html e o tour na Alta Montanha. Obrigado Nosnomundo pelas dicas que foram muito úteis para minha viagem. Deixo aqui as minhas experiências para que possam contribuir também. Abs! Diego

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    4 jan, 2013

    Olá Diego!
    Muito obrigada pelo feedback!!! Super útil!!! 😀
    Bjs, Anna

    Responder

  12. 4 janeiro 2013

    Olá Maurilio!
    Basta clicar nos links em vermelho no texto para acessar os sites, inclusive o site da Luxury Trip.
    O site é http://www.luxurytrip.com.ar
    Bjs, Anna

    Responder

  13. 4 janeiro 2013

    Olá Rossana!
    Agosto é pleno inverno em Mendoza e Santiago.
    Em Mendoza os parreiras estarão sem folhas e secos, mas a imagem das Cordilheiras será deslumbrante. Em Santiago estará bem frio e no auge da temporada de esqui.
    Em outras palavras, há vantagens e desvantagens de viajar no inverno. Se estiver disposta a encarar o frio, será sim uma boa viagem!
    Aproveite para ver as nossas dicas e fotos de Santiago no inverno: http://www.nosnomundo.com.br/2012/07/direto-de-sa
    Bjs, Anna

    Responder

  14. Sandra Cuozzo
    5 janeiro 2013

    Ola Anna. Meu marido e eu queremos ir para Mendoza, mas não sabemos nem como começar. Precisamos de passaporte? Para uma estada de 5 dias quanto vamos gastar? Como trocar o dinheiro? Eu sei que são perguntas básicas, mas munca saímos de São Paulo. Grata e ansiosa pela resposta, Sandra

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    6 jan, 2013

    Olá Sandra!
    Para viajar pelos países do Mercosul não é necessário passaporte. Basta a carteira de identidade verde com foto recente. Contudo, já que vai iniciar suas viagens internacionais minha sugestão é que vc tire logo o passaporte. Facilita tudo!
    Não dá para prever quanto vc irá gastar… Dê uma olhada nos outros posts que já escrevemos de Mendoza, pois sempre anotamos os gastos com alimentação e transporte. Assim, vc pode ter uma ideia dos gastos. Aqui está o link: http://www.nosnomundo.com.br/category/argentina/m
    Quanto ao dinheiro, leia esse post aqui: http://www.nosnomundo.com.br/2012/07/que-moeda-le
    Bjs, Anna

    Responder

  15. fabiana
    14 janeiro 2013

    olá
    Preciso de mais informações sobre Rafting MDZ Lago Potrerillos, qual empresa contratar para fazer rafting e distancia/ como chegar de Mendonza ate o Lago.
    grata
    Fabiana

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    14 jan, 2013

    Olá Fabiana!
    Todas as informações sobre o rafting estão neste post: http://www.nosnomundo.com.br/2011/07/esportes-rad
    Bjs, Anna

    Responder

  16. gláucia
    22 janeiro 2013

    Em final de abril é uma boa época para se visitar a cidade??

    Responder

  17. 23 janeiro 2013

    Olá Gláucia!
    Abril é sim um bom mês para visitar Mendoza.
    É outono e imagino que vc consiga ver as árvores coloridas, bem típico de outono. Talvez ainda consiga ver o final da colheita e o processo de produção dos vinhos.
    Já deve estar começando o frio e a Cordilheira deve estar espetacular como sempre.
    Bjs, Anna

    Responder

  18. Mary Ellen
    4 fevereiro 2013

    Olá Anna, estarei em Buenos Aires durante 1 semana e nao abro mão de conhecer Mendonza, gostaria de saber o melhor transporte para chegar de Buenos Aires para Mendonza e saber se consigo conhecer uma vinícola em 1 dia e qual você me indica.

    Muito obrigada!

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    5 fev, 2013

    Olá Mary Ellen!
    O melhor é pegar um voo de Buenos Aires a Mendoza.
    Com certeza vc consegue conhecer uma ou mais vinícolas em um só dia. Minha dica é que vc reserve a visita às vinícolas com antecedência para não correr o risco de não ter vaga..
    Bjs, Anna

    Responder

  19. Vivy
    10 fevereiro 2013

    Olá ! Acabei de conhecer seu blog e estou ENCANTADA!! É uma riqueza de detalhes e informações!!
    Gostaria de sua opinião . Vou passar 1 semana em BA, pela 3@ vez, então acho valido tirar 2 ou 3 dias para ir a Mendonza. Chego sábado a noite, passo o domingo e 2@ inteiros e volto para BA na 3@ 14h. Você acha que ainda posso ir alguma vinícola 3@ pela manha? O q faço domingo? Aguardo ansiosa por suas dicas!! Obs, vou levar filha de 11 anos e marido!
    Abraços,
    Vivy

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    13 fev, 2013

    Olá Vivy!
    Muito obrigada pelos elogios!!! Fiquei feliz demais!!! É muito bom saber que as dicas estão sendo úteis!! 😀
    Em Mendoza acho imperdível visitar algumas vinícolas e fazer o passeio Alta Montanha. Esse passeio dura o dia inteiro e é belíssimo. O problema é que no inverno não dá para fazer. Veja se quando vc for terá condições de fazer o passeio… Veja aqui os detalhes: http://www.nosnomundo.com.br/2011/11/mendoza-alem
    Se tiver animação, um passeio de bike também pode ser bem legal: http://www.nosnomundo.com.br/2011/05/pedalando-en
    Quanto à visitação de alguma vinícola no último dia acho que até dá, apesar de ficar bem corrido. Tente buscar uma vinícola bem próxima de onde vc estará hospedada para otimizar seu tempo e não correr o risco de perder o voo.
    Bjs, Anna

    Responder

  20. Vivy
    14 fevereiro 2013

    Anna querida !!
    Obrigada pela resposta!
    Estou tendo muita dificuldade em agendar a bodega chandon!! Que por acaso êh a que mais quero ir!!!!!!
    Pode me dar dicas de como fazer ?
    Se eu entrar em contato c o remis bem indicado por seus leitores ( o Santiago ) será q ele faz a reserva?
    Bjs e viciei no seu blog!!
    Estou indicando muito!! Continue sempre !!
    Vivy

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    15 fev, 2013

    Olá Vivy!
    De nada… Adoro escrever! E compartilhar as experiências é como reviver as viagens!! Adooooro 🙂
    Não conheço o Santiago, mas acredito que ele seja capaz de efetuar a reserva na Chandon se vc fechar o serviço de remis com ele. Eu reservei o transporte com a Luxury Trip e eles reservaram os passeios na vinícola para mim.
    Gostei demais dos almoços na Terrazas de los Andes e da Chandon! Se conseguir reservar um desse, acho que irá gostar.
    Fico muito feliz mesmo em saber que vc gostou do blog e está divulgando!!!
    Depois volte para contar as suas dicas de Mendoza!!!
    Bjs, Anna

    Responder

  21. Fabiana
    25 fevereiro 2013

    Oi Amanda.
    A viagem de Mendoza – Santiago de carro, você fez de Remise também ou alugou um carro?
    Obrigada,
    Fabiana

    Responder

  22. Ricardo
    4 março 2013

    Graziela,
    É complicado fazer uma degustação e depois dirigir? Pois não sei como é a fiscalização e a lei na argentina com relação a dirigir e beber. Pois estarei vindo de santiago em um carro alugado. Se tiver que alugar um "motorista" para dirigir meu carro é possível? ou é melhor alugar um motorista e ele nos levar em seu próprio carro?
    Tem contato de algum?
    Obrigado!

    Responder

  23. Ricardo
    4 março 2013

    Boa tarde,

    alguém tem informação precisa da travessia de santiago para mendoza? pois vi em alguns sites que só pode ser feita a noite, e a volta de mendoza para santiago de dia. Sabem se isso inclui carro de passeio ou só para caminhões e ônibus. Vou final de março e vi que essa obra que estão fazendo irá durar até julho.
    Obrigado,
    Ricardo.

    Responder

  24. 5 março 2013

    Olá Ricardo!
    Concordo com vc. Não é legal pegar o volante depois de fazer as degustações…
    Eu recomendo a empresa Luxury Trip. Eles alugam veículo e há a opção de motorista. Aqui está o link: http://www.luxurytrip.com.ar/
    BJs, Anna

    Responder

  25. 5 março 2013

    OI Ricardo!
    Infelizmente não sei dizer como está a pista…
    Alguém pode ajudar?
    BJs, Anna

    Responder

  26. Heloisa Santoro
    31 março 2013

    Pessoal, com base nas dicas escritas aqui, eu e meu marido contratamos os serviços do trabalho do guia Santiago Petenatti e sua equipe.
    Gostaria de reforçar o que já li nos posts acima. Foi tudo perfeito. O Santiago relamente é uma pessoa muito agradável, além de ter preparado tudo! Conhecemos 5 vinícolas em 2 dias (Azul, O. Fournier (com direito a almoço), Catena Zapata, Ruca Malein e Kaiken ). Com direito a empanadas (surpresa!) que foram muito boas!!!
    O passeio a Alta Montanha foi uma experiência e tanto! Recomendo!
    O e-mail do Santiago é santipetenatti@hotmail.com e da Mariana é mariandenise@hotmail.com. Eles respondem todos os dias à noite. Eles tem um facebook com fotos, bem legal de conhecer (Nossa Mendoza wine experience). Bjs e boa viagem!

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    31 mar, 2013

    Olá Heloísa!
    Obrigada pelo seu feedback!!!
    Muito boas as dicas!
    Bjs, Anna

    Responder

  27. Diogo Martins
    12 abril 2013

    Boa tarde,

    Quero ir à Mendoza mas para passar apenas 2 dias. Quero ir em apenas 1 vinícola pois eu e minha noiva não somos muito fã de vinhos, vamos apenas para conhecer. Devemos ir de avião de Buenos Aires até Mendoza, e de ônibus para Santiago (para curtir a vista dos Andes). Vamos no mês de Julho.
    Vale a pena ir à Mendonza para passar apenas 2 dias sendo que não sou fá de vinhos? A cidade em si tem algo a oferecer além de vinícolas?

    Obrigado

    Responder

  28. Diogo
    13 abril 2013

    Durante o dia todo o trânsito de veículos no sentido Santiago – Mendoza está fechado. É porque uma das pistas está interditada, aí de dia viaja de Mendoza para Santiago, e de noite de Santiago para Mendoza. Para qualquer tipo de veículo

    Responder

  29. 15 abril 2013

    Olá Diogo!
    O forte de Mendoza são mesmo os vinhos, mas dá para vc montar uma programação diferente sim.
    Vc pode, por exemplo, fazer rafting, trilhas, passeios a cavalo e trilhas próximas à cordilheira.
    Dê uma olhada nestes dois posts: http://www.nosnomundo.com.br/2011/11/mendoza-alemhttp://www.nosnomundo.com.br/2011/07/esportes-rad
    Bjs, Anna

    Responder

  30. 15 abril 2013

    Olá Diogo!
    Obrigada pelas informações!!!
    Bjs, Anna

    Responder

  31. claudia
    3 maio 2013

    Estive em Mendoza no final de abril. A viagem foi muito acima da minha expectativa. Comemos muito bem e tivemos dias maravilhosos e descontraídos acompanhadas do Remis "Santiago Petenatti". Excelente profissional e pessoa. Foi com certeza a melhor opção que fizemos.
    Preparado, com informações interessantes da cidade, atencioso, empreendedor, pontual, super profissional, simpático e tornou-se um grande companheiro durante nossa estada. Flexível nas sugestões que dá de programação e pronto para agradar os visitantes providenciando reserva nas vínícolas e almoços.
    Tinha sempre uma surpresa no trajeto, tornando os dias agradáveis e com gosto de quero mais.
    Com certeza voltarei para desfrutar das belezas e delícias de Mendoza e claro, dos serviços e companhia do Santi.

    Responder

  32. Mario Bruno
    6 maio 2013

    Vou a Mendoza e depois a Las Leñas, em julho. Queria saber quais opções tenho de transporte, considerando o custo e o tempo de deslocamento. Li sobre as atividades no Parque, como cavalgada. Dá para fazer esses programas no mês de julho (por causa do frio)?

    Responder

  33. Diego Paiva
    9 maio 2013

    Olá, Mario Bruno!

    Você diz deslocamento entre Mendoza e Las Leñas? Você tem a opção de transfer em carro privado, que custa em torno de 690 dólares (por carro) a ida e de ônibus na empresa Cata Internacional, que parte da rodoviária de Mendoza às 01:30h da manhã e chega em Las Leñas às 07:00h da manhã. O custo é de 90 pesos argentinos por pessoa cada trecho.

    Dá pra fazer cavalgada sim, apenas passeios como rafting, acqua speed, etc. são cancelados.

    Abs!

    Responder

  34. Diego Paiva
    11 maio 2013

    Olá, Claudia!

    Muito obrigado por compartilhar a sua experiência!

    Abs!

    Responder

  35. Silvia
    13 maio 2013

    Mendoza é realmente maravilhosa! Meus colegas e eu chegamos esta semana de volta ao Brasil e não poderíamos deixar de registrar que tudo ficou perfeito gracas a NOSSA Mendoza!! Santiago, Mariana e toda a equipe estao de parabéns. Carinhosos, gentis e muito divertidos! Além de visitar as vinícolas, fizemos a travessia para o Chile! Super recomendado, preco acessivel, todos os carros novos e confortáveis (fizemos a travessia em uma caminhonete amarok!). Eles mantem uma comunidade no facebook para contato, ou via e-mail (Santiago Petenatti (santipetenatti@hotmail.com). No facebook NOSSA Mendoza wine experience https://www.facebook.com/NossaMendoza?fref=ts

    Responder

  36. Jaqueline
    15 maio 2013

    Estou com viagem marcada para Mendoza no inicio de setembro. Temos plano de curtir a cidade antiga, as viniculas e fazer o passeio para o Aconcágua. Gostaria de dicas de como fazer o transporte do centro da cidade até estes lugares e se o centro da cidade é o melhor local para se hospedar ou os hoteis mais afastados na Lateral Sur por exemplo facilitam a mobilidade. Tem algum contato para realizar o transporte de Mendoza para Santiago?

    Responder

  37. Ilana
    16 maio 2013

    Olá!!! Em Julho,é possível fazer o passeio Alta Montaña?? Tenho um dia pra conhecer as vinículas e almoçar em uma delas….Qual a sugestão?? Grata, Ilana

    Responder

  38. Diego Paiva
    19 maio 2013

    Olá, Ilana!

    Em Julho é possível sim, mas há algumas diferenças. A ida ao Cristo Redentor, por exemplo, é proibida pois o caminho é perigoso e escorregadio com a neve.

    Gostei bastante da Chandon (harmonização com espumante) e da Terrazas de los Andes (harmonização com vinhos), ambas do grupo Louis Vuitton Moët Hennessy. Mas faça reserva, pois os lugares são bem limitados.

    Além desses, a Anna visitou outros restaurantes e indica aqui no blog. Infelizmente os preços não são mais os mesmos, pois a inflação está alta na Argentina.

    Abs!

    Responder

  39. Diego Paiva
    19 maio 2013

    Olá, Jaqueline!

    Eu e a Anna tivemos experiências diferentes. Ela contratou motorista e eu aluguei carro. Como fiquei na cidade, foi tranquilo escolher a agência de turismo para fazer o passeio Alta Montaña e também para alugar o carro. As locadoras ficam na rua do hotel Sheraton e boa parte das agências ficam nas proximidades. A agência nos buscava no hotel e deixava no fim do dia. Se não pretende ficar em alguma vinícola, é melhor procurar hotéis perto do centro da cidade, pois terão vários restaurantes e bares nas proximidades.

    De Mendoza a Santiago tanto pode ir de avião, como de ônibus. Caso opte pela segunda opção, recomendo muito a classe Royal Suite da Cata Internacional. A viagem por terra é linda e super confortável. São 6h de viagem que passam super rápido.

    Abs!

    Responder

  40. 22 maio 2013

    Olá Silvia!
    Obrigada por compartilhar conosco as suas dicas!! 😀
    Mendoza é absolutamente incrível!! Saudade daqueles vinícolas!!
    Bjs, Anna

    Responder

  41. Eneida
    22 maio 2013

    Olá, gostaria de saber como andam os preços em Mendoza. Tenho viagem marcada em Julho e gostaria de saber como andam os preços de táxi, entrada nas vinicolas, etc. Alguém sabe me dizer?

    Abs

    Responder

  42. Diego Paiva
    23 maio 2013

    Olá, Eneida!

    Estive lá em Janeiro de 2013 e infelizmente a inflação deixou tudo bem mais caro, principalmente a alimentação. A entrada nas vinícolas é barata, o problema é chegar até lá. A Chandon e a Terrazas de los Andes custavam 30 e 40 pesos argentinos, respectivamente. O valor da visita guiada já inclui a degustação de bebidas.

    Táxi segue barato, pois as distâncias dentro da cidade são curtas. Só para ir às vinícolas que pagará mais caro. Não sei quanto os taxistas cobram, mas os tours com motorista privado custavam por volta de mil pesos por pessoa. Como estávamos em 3 ficou muito mais barato alugar um carro e ir por conta própria nas vinícolas que a gente queria. Ao contrário do que eu pensava, praticamente nenhuma agência trabalha com a Chandon e ainda falam mal… Digo que fui e gostei bastante, mesmo sendo uma vinícola que não tem mais o processo de fabricação do espumante artesanalmente.

    Abs!

    Responder

  43. Paulo Terra e S&ocir
    15 junho 2013

    Acabamos de chegar de uma viagem a Mendoza (07/06 a 12/06/2013), foram 03 dias de visitações as vinicolas e 01 dia de Altas Montanhas.
    No primeiro dia fizemos Pulenta Estate, Salentein e O. Fournier (com almoço).
    Segundo dia: Altas Montanhas.
    Terceiro dia: Catena Zapata, Vina Cobos e Ruca Malen (com almoço).
    Quarto dia: Mendel, Achaval Ferrer e Melipal (com almoço) e Carmelo Patti.
    Contratamos o Remis Marcelo Villegas (marcelo.villegas@hotmail.com), que foi simplesmente perfeito, alem de cobrar um preço bem justo, indico sem nenhuma ressalva, foi o ponto alto de nossa viagem!
    As bodegas que não podem deixar de visitar são: Achaval Ferrer, Carmelo Patti, Mendel, Catena Zapata e Pulenta Estate.
    As bodegas que não indicamos são: Salentein e Vina Cobos.
    Para almoço indicamos: Melipal e Ruca Malen, são simplesmente maravilhosos.
    Ficamos no Hotel Esplendor Mendoza.
    Quem quiser alguma indicação ou tirar alguma dúvida, podem enviar e-mail para mim: p.terra@ig.com.br

    Responder

  44. Euricio Justino
    17 junho 2013

    Hoje foi nosso último dia em Mendoza com a minha esposa e voltamos nosso amado Belo Horizonte
    Fizemos muitos passeios, alguns deles um pouco caro, como por exemplo, LAS LEÑAS mas é um lugar que vale a pena ir fazer esqui.
    Também foi para Villavicencio, muito bonito e muito tranquilo.
    Fizemos um city tour e passeio de montanha, e encontrou os Los Penitentes centro de esqui, menor do que Las Leñas, mas também mais econômico.
    Finalmente, estes dois últimos dias fez as famosas rotas do vinho e conheceu vinícolas muito bonitas Ruca Malen, Pulenta Estate, Achaval Ferrer, Cavas de Cano, La Azul, etc. e excelentes almoços.
    Todos os nossos passeios que fizemos com as pessoas de Mendoza Wine Tours, a empresa é altamente recomendado pela a confiança, responsabilidade e carinho de sua pessoas. Motoristas e guias muito bom e agradável.
    agora eu não tenho telefones de negócios, mas deixe o seu e-mail e facebook.
    facebook: Mendoza-Wine-Tours/123777181021794
    Email: mendozawinetours@gmx.com
    Quando eu voltar para casa eu adiciono outro post acontecendo com os números de telefone de informação de preços.
    Saludos a todos.

    Euricio

    Responder

    Diego Paiva
    Diego Paiva Respondeu:
    18 jun, 2013

    Olá, Euricio!

    Que bom saber da sua experiência em Mendoza! Realmente a cidade tem muitos atrativos e merece ser bem explorada.

    Obrigado pelas dicas!

    Abs.

    Responder

  45. Bruna
    20 junho 2013

    Ola, bom dia… estou indo dia 01 pra Mendoza com uma amiga… tem estação de esqui la? Essa época (Junho/ julho) tem neve? Estou na Duvida ainda Mendoza ou Ushuaia? obrigada

    Responder

    Diego Paiva
    Diego Paiva Respondeu:
    20 jun, 2013

    Olá, Bruna!

    Em Mendoza há duas estações: Los Penitentes e Las Leñas. Não é sempre que Los Penitentes abre, pois depende da quantidade de neve durante a temporada, mas Las Leñas já está em pleno funcionamento. A estação fica longe da cidade de Mendoza (na cidade mesmo não neva), o que inviabiliza ir e voltar no mesmo dia. Neste caso, acredito que Ushuaia seja uma melhor opção.

    Abs!

    Responder

    Pedro Respondeu:
    28 jun, 2013

    Las Leñas <a href="http:// (www.laslenas.com)” target=”_blank”> <a href="http://(www.laslenas.com)” target=”_blank”>(www.laslenas.com) é a melhor estação de esqui da Argentina e fica localizado na região sul da província, a 230 quilômetros de San Rafael e 450 quilômetros da cidade de Mendoza. A maneira mais fácil de chegar em Las Leñas é pegar um vôo direto de Buenos Aires e fazer conexão em Malargüe (departamento onde fica localizado o Vale de Las Leñas); ou pode pegar um ônibus de Buenos Aires para Las Leñas. É possível pegar um assento/cama na Rodoviária de Retiro com a empresa de ônibus Andesmar. Chegará aproximadamente ás 13:00h em Las Leñas no dia seguinte.
    Deve-se considerar que há uma conexão em San Rafael às 10am através da empresa de ônibus Iselin. Outra opção pode ser pegar um vôo para San Rafael, e uma vez lá, viajar por terra até Las Leñas <a href="http:// (www.laslenasholidays.com)” target=”_blank”> <a href="http://(www.laslenasholidays.com)” target=”_blank”>(www.laslenasholidays.com)

    Responder

  46. Pedro
    28 junho 2013

    Nossa paixão por vinhos nos levou até a Mendoza Holidays. Contratamos o passeio Super Premium. Ficamos encantados, e um passeio particular, o motorista (Sr. Ernesto, gentil, educado e com bastante conhecimento das vinícolas) nos pegou no hotel e nos conduziu as vinícolas. O caminho e lindo e os guias sao muito profissionais. No final almoçamos no O' Fournier que e um restaurante moderno com uma vista linda, comida excelente e degustação de vinho a vontade. Foi tão bom que no dia seguinte contratamos novo passeio para a Catena E Zuccardi, pedimos novamente que Sr. Ernesto nos levasse. E outro passeio espetacular. Na Zuccardi o almoço e no restaurante Casa del Visitante no meio da vinícola. E um churrasco argentino acompanhado de vinhos, dos Deuses. Destaque para as empanadas, nunca comi igual. Recomendamos a Mendoza Holidays (tours@mendozaholidays.com) a todos os brasileiros que desejem ser bem tratados e conduzidos em Mendoza. Para nós ela fez toda a diferença em nossos passeios. Parabéns !

    Responder

  47. Carmen R.
    4 julho 2013

    Pessoal, como ir para Mendoza? Não estou encontrando pacotes, será que tenho que montar a viagem passo a passo? Alguma dica sobre isso?? Muito obrigada!! Carmen R.

    Responder

  48. Fernando
    25 julho 2013

    É muito importante ter um guia para visitar as vinicolas, pois as ruas são confusas e complicado, recomenda-se a contratação de remises, que sabem todas as vinicolas e fazem a reserva pra gente, uma excelente pedida é a Nossa Mendoza, na pessoa da Mariana Lemes, <a href="http://www.nossamendoza.com” target=”_blank”>www.nossamendoza.com ou pelo email marianlemes@hotmail.com, e vale a dica, peça a ela pra te ajudar com o cambio, ela pode te ajudar a trocar dolares numa condição excelente.

    Responder

  49. Fernando
    25 julho 2013

    Concordo plenamente, e bom ainda citar que se pedir antecipadamente eles podem te ajudar na troca de dolares por um cambio bem vantajoso, e deixo uma dica, experimentem a bodega DOMINIO DEL PLATA, com o restaurante OSADIA DE CRIAR, é apaixonante, e bem mais barato que a Ruca Mallen.

    Responder

  50. Fernando
    29 julho 2013

    Gostaria de contribuir, uma excelente dica é contratar pessoas especializadas para a visitação das vinicolas, pois eles conhecem todas e o custo é parecido com o aluguel de um carro, a dica é a Nossa Mendoza, site http://www.nossamendoza.com. é só falar com a Mariana que vcs vão adorar e aproveita e pede a ela pra ajudar com o cambio, aí vcs vão ver que vale a pena pois eles conseguem algo muito superior ao praticado pelas casas de cambio. Sem duvida vcs vão gostar.

    Responder

  51. Breno Jacó
    29 julho 2013

    Alguém pode me ajudar com URGÊNCIAAAA!!!??? RSRSRS
    Estou indo em Agosto para Mendoza passar apenas 2 dias, pois estarei de passagem de buenos Aires para Santiago via Mendoza.
    No primeiro dia, pretendo chegar cedo (09h) e quero conhecer uma vinícula grande e uma familiar, além de conhecer um pouco uma Olivícola no resto do dia.
    No segundo dia vou fazer o passeio "Alto da Montanha".
    No terceiro, vou para Santiago logo cedo.
    Minha dúvida é:
    Para conhecer uma vinícola (tipo Família Zuccardi), tenho algumas opção:
    1) Contratar um Remis que cobra US 80,00 só para me acompanhar. Ainda tenho que pagar a visita e o almoço na vinícola.
    2) Um tour para duas a três vinícolas desconhecidas, porém a um custo de US 25,00.
    3) Alugar um carro, porém as vinícolas são distantes e tem o risco de me perder e não conseguir fazer nenhuma visita. (Não sei o custo de aluguel)
    4) Simplesmente pegar um Taxi e ir para uma vinícola conhecida e uma mais familiar. Nesse caso, alguém sabe o valor do taxi? É tabelado? Ou o valor é mensurado por um taximetro??

    Responder

  52. Cristian
    6 agosto 2013

    Olá, Ana. Boa noite

    Eu e minha esposa estamos com viagem marcada para Mendoza para o final de Agosto. Estamos bem ansiosos e pesquisando bastante coisa.
    Um dos passeios que mais nos chamou a atenção é o Alta Montanha. Queremos muito fazer esse, mas o seu comentário de não ser possível no inverno me deixou chateado. Será que final de Agosto já é possível fazer esse passeio?

    Obrigado pelas dicas postadas. Certamente isso ajuda bastante.

    Boa noite

    Responder

  53. Sônia
    12 agosto 2013

    Oi Anna!
    Estou adorando seu blog!
    Estou indo para Mendoza com meu namorado dia 31/Agosto, retornaremos em 10/09.
    Como é a temperatura nesse período durante o dia e à noite? Sei que à noite cai muito, mas estou meio sem noção do que levar na mala.
    Outra dúvida: será que é mesmo vantagem do ponto de vista financeiro viajar com tudo planejado e reservado? Tenho visto as empresas de turismo com as mesmas tarifas para os tours e me parece que os guias particulares tbm. Tenho receio de chegar lá e descobrir muitas outras possibilidades mais econômicas e viáveis para quem vai permanecer 10 dias na cidade.
    Pensei inclusive em verificar se não teria ônibus comum para chegar à algumas vinícolas pq as degustações direto delas é bem em conta, mas o transporte/guias é que sai caro.
    Estou certa?
    Beijo,
    Sônia

    Responder

  54. Lele A
    14 agosto 2013

    Senhores, estou planejando ir a Mendoza em outubro, sei que esta em cima mas, o caso é que onsegui 4 dias no trabalho, curto vinho tb essa regiao, quero sair numa 4a final do dia e voltar no domingo, parto do Rio de Janeiro, quero chegar em Santiago pois desejo fazer o caminho de onibus ate Mendoza, falam que é incrível.
    Vcs que conhecem me digam, essa época é bacana, essa qtde de dias é razoavel, é uma viagem possível para uma mulher sozinha ou somente casal?
    Obrigada

    Responder

  55. Daniella
    9 setembro 2013

    Estivemos em Mendoza há 10 dias atrás e também recomendo os serviços do Daniel Agnello – danielagnello@hotmail.com.ar
    Simpático, prestativo, pontual, ótimo custo benefício. Recomendo!

    Responder

  56. marleyde
    10 setembro 2013

    Oi Diego, eu e meu esposo vamos para Mendonza 01 de outubro, vamos ficar 04 dias e estamos ainda sem saber o que fazer. Eu quero fechar um dia para as bodegas, outro para esportes radicais e cavalgada… Vc fechou as visitas antecipadamente e a cavalgada.. eu vi que tem várias, qual vc recomenda…tem também uma visita as vinicolas de bike..vc recomenda…´por favor me dê uma luz..obrigada

    Responder

  57. keli
    7 outubro 2013

    Olá Euricio, eu estou indo a Mendoza em novembro e fechei um pacote com o Mariano da Mendoza wine tours a meses, estou preocupada porque estou tentando contato por email e ele não me responde, eu queria ver se está td ok. Vc tem o telefone deles??? Se puder me ajudar agradeço. Obrigada!!!

    Responder

  58. Maria
    7 novembro 2013

    Olá! Gostaria de saber se vcs me indicam passar o réveillon em mendoza? 4 dias sao suficientes? Obrigada!

    Responder

  59. Diego Paiva
    22 novembro 2013

    Olá, Maria!

    Eu e a Anna não passamos o réveillon lá, mas acredito que seja como em Buenos Aires: poucas festas e sem muita comemoração, ao contrário do que temos no Brasil. Cheguei na cidade no dia 02 de Janeiro desse ano e foi bem legal. O clima está bacana e tudo funcionando perfeitamente. Os parreiras estão carregadíssimos e as vinícolas preparando tudo para a colheita.

    Se você for pelo destino e não pela festa, acho que vale a pena sim. O único inconveniente é que seja bem provável que "perca" um dia, pois dia 01 de Janeiro tudo fecha.

    4 dias é suficiente para fazer o passeio de Alta Montaña, visitar as vinícolas e conhecer a cidade. 😉

    Abs!

    Responder

  60. Vivy
    3 janeiro 2014

    Anna!!!
    Como vai???
    Desculpe voltar e compartilhar minha viagem só agora… Viagem em março /2013 e assim que voltei descobri que estava gravida !!! :))))
    Minha bebe linda nasceu em novembro e só agora deu pra escrever
    _a viagem foi inesquecível ! Suas dicas foram fundamentais! Consegui visitar a chandon além da visita participei do menu degustação e valeu muito !! Comida deliciosa e harmonização perfeita
    O remis também foi a melhor opção, mas contratei um taxista que conhecemos lá e além das vinícolas nos levou ao aeroporto ( que êh muito fofo, todo de tijolinho)
    As praças de Mendonza são uma atracão a parte ! Lindas
    No mais o tempo estava muito quente! Mas não tirou o charme e encanto da viagem !!
    Ah fui também na família zucardi e em outra menor que esqueci o nome agora… Rsrsr
    Bjs e ate a próxima

    Responder

  61. Andreia y carlo
    4 fevereiro 2014

    Eu e minha esposa viajamos para Mendoza em setembro de 2013. Contratamos os serviços da Nossa Mendoza <a href="http:// (www.nossamendoza.com/info@nossamendoza.com)” target=”_blank”> <a href="http://(www.nossamendoza.com/info@nossamendoza.com)” target=”_blank”>(www.nossamendoza.com/info@nossamendoza.com) para o transfer in/out e passeios . Todo o contato pré-viagem foi realizado por e-mail, em português, com a Mariana, que prontamente respondia a todas as minhas consultas, até chegarmos ao roteiro ideal e personalizado. Foram quatro dias de experiências inesquecíveis em Mendoza, sendo três dias de tours por vinícolas (Andeluna, Salentein, O’Fournier, Achaval-Ferrer, Renacer, Pulenta, Norton e Ruca Malén) e um ao parque do Aconcágua. Como cortesia, fomos brindados com uma visita a uma produtora familiar de azeites extra virgem chamada Pasrai. Muito do sucesso da viagem e da vontade de retornar devemos ao carinho, atenção, cordialidade, dedicação e competência da equipe da Nossa Mendoza. Os veículos são confortáveis, novos, limpos e conduzidos com muito profissionalismo. Os tours são privativos. A Mariana fala fluentemente português, tem ótima conversa e excelente conhecimento sobre as vinícolas e aspectos turísticos de Mendoza. Ela também se prontificou a fazer reservas em restaurantes renomados de Mendoza (Anna Bistrô e Azafrán) e nos indicou o Francesco, com sua excepcional cozinha italiana. Não posso deixar de registrar meus elogios ao Eduardo, pai da Mariana, com quem fizemos dois dias de passeios. Ele foi um excelente anfitrião e sabe tudo sobre a região. Durante os passeios conhecemos também o Santiago e o Ezequiel, que integram a equipe, e igualmente demonstraram ser muito simpáticos. Os preços são justos pela qualidade dos serviços.

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    5 fev, 2014

    Olá Andreia e Carlo!!
    Obrigada pelas dicas!! 🙂
    BJs, Anna

    Responder

  62. Diego Paiva
    4 fevereiro 2014

    Olá, Vivy!

    Parabéns pela bebe!!! Que notícia maravilhosa! 🙂

    A Anna e eu ficamos felizes por ter contribuído com o sucesso da sua viagem. Muito obrigado por compartilhar a sua experiência, adoramos quando os nossos leitores voltam para contar como foi a viagem.

    Espero que possa aproveitar mais dicas para viajar com a família toda a partir de agora!

    Abraços!

    Responder

  63. Christina
    14 abril 2014

    obrigada pela dica

    Responder

  64. Marcelo Carrilho
    5 maio 2014

    Eu, minha esposa e um casal de amigos , retornamos de Mendoza no dia 02/05/2014 e fomos atendidos com muita atenção, respeito, cordialidade pelo Remis / Guia Marcelo Villegas (marcelo.villegas@hotmail.com). Fizemos as visitas às 03 regiões de vinícolas e a também à base do Aconcágua, tudo muito bem organizado (com antecedência !!!) por ele. As recomendações foram excelentes e o passeio maravilhoso. Com certeza, recomendamos os serviços do Marcelo Villegas como guia em Mendoza.

    Responder

  65. michelle
    30 maio 2014

    ola, estou indo semana que vem pra mendoza e vi que voce fechou os passeios com o taxista. vc sabe me dizer em media quanto ficava as visitas as vinicolas? pq so vou em uma por dia e a minha duvida e justamente s enao sai mais barato, ja que ja agendei minhas visitas.obrigada

    Responder

  66. Diogo
    2 junho 2014

    Tambem utilizei o nossa Mendoza a foi excelente. Meu motorista foi o ezequiel, que eh socio do santiago. Recomendo muito! Amei Mendoza, vale muito a pena, e ja fui pra italia e napa.

    Responder

  67. Gilson
    10 junho 2014

    Ola parabéns pelo blog. Vou com minha esposa em agosto entre os dias 15-18 e gostaríamos de saber se Mendiza fica cheio no fim de semana, e se vale e pena levar dolar para la. Abs

    Responder

  68. 15 junho 2014

    Olá Gilson!
    Só acho que vale a pena levar dólar, se vc já tiver em casa. Se não, leve real para fazer o câmbio por lá, pois é mais vantajoso.
    Aproveite e leia o post: http://www.nosnomundo.com.br/2012/07/que-moeda-le
    BJs, Anna

    Responder

  69. Carolina
    10 julho 2014

    FURTO NO NH CORDILLERA – Me hospedei no NH Cordillera no mês de junho/2014, e, em princípio minha hospedagem foi tudo bem, com funcionários prestativos e ótima localização, porém, ao chegar no Brasil e ao desfazer minha mala constatei que as caixinhas dos meus óculos de sol e do meu marido estavam vazias. As caixinhas ficaram todos os dias no móvel ao lado da TV no quarto do hotel, e, o quarto foi liberado apenas para limpeza – ninguém mais entrou no quarto. Só fomos verificar que os 2 óculos haviam sumido na chegada ao Brasil. Entrei em contato com o hotel explicando o ocorrido, porém, fui informada que eles não se responsabilizam pelo sumiço de objetos no hotel…portanto, minha recomendação é que NÃO SE HOSPEDEM NO NH CORDILLERA para não terem o prejuízo que tive.

    Responder

  70. 14 agosto 2014

    Olá Carolina!
    Nossa… que chato!
    Obrigada pela informação!
    Bjs, Anna

    Responder

  71. Rodrigo
    16 agosto 2014

    Olá wandyr, td bem? Teria como,passar o contato do Daniel? Obrigado.

    Responder

  72. Claudia Rodriguez
    30 dezembro 2014

    Eu e o meu namorado estivemos em Mendoza esse ano e fizemos o nosso roteiro de vinícolas com uma guia brasileira que mora em Mendoza e que é Assessora em Vinhos. Meus pais já tinham feito o passeio com ela e adoraram. Andrea nos levou nas melhores vinícolas, ela realizou todas as reservas e não tivemos com que nos preocupar. Antes da nossa viagem já estava tudo reservado e no roteiro já incluia carro com chofer, degustações nas melhores vinícolas e também almoço com vinhos. Ela nos acompanhou nas visitas e foi muito simpática e educada. Eu recomendo o serviço dela! O seu contato em Mendoza é mendozavinicolas@gmail.com

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    5 jan, 2015

    Olá Claudia!
    Obrigada pela dica!
    BJs, Anna

    Responder

  73. Carla
    27 janeiro 2015

    Visitamos Mendoza de 28-Dez-2014 a 02-Jan-2015 e adoramos! Conhecemos as seguintes Bodegas:
    – Luján de Cuyo: Achaval – Ferrer (vinho excelente!), Chandon e Dominio del Plata (almoço com serviço mediano)
    – Maipú: Carinae, Trapiche e Zuccardi (ótimo almoço)
    – Valle de Uco: Pulenta Estate, Salentein e La Azul (almoço imperdível!)
    Contratamos os serviços da Nossa Mendoza e quem nos atendeu foi o Ezequiel Manrique ( ezemanrique@hotmail.com ). Recomendamos muito! Foram sempre muito profissionais, pontuais e, particularmente, o Ezequiel demonstrava grande conhecimento da história da Argentina, de Mendoza e das bodegas, o que achamos um diferencial. Além disso, depois de beber muitos vinhos rs, foi bastante conveniente termos alguém que nos transportasse em carro privado de uma bodega a outra sem nenhuma "dor de cabeça".
    Para o réveillon, fomos ao restaurante da Nadia O.F.. Ambiente muito aconchegante, com comidas e vinhos (O. Fournier) maravilhosos! E a Nadia (em si) é uma simpatia, atendeu a todos com muita alegria, deixando-nos muito confortáveis e felizes!
    Aproveitem sua viagem para Mendoza! Vale la pena!

    Responder

  74. 9 março 2015

    Olá Carla!
    Adorei as suas dicas e programação!
    Muito obrigada por compartilhar conosco! 🙂
    Bjs, Anna

    Responder

  75. 2 junho 2015

    Olá, fiquei com uma dúvida no seu relato: o valor do aluguel do carro é por pessoa, ou independe de quantas pessoas vão no carro?

    Responder

  76. Flavia
    25 junho 2015

    Eu e meu marido estivemos em Mendoza de 1/04 a 6/04. A cidade é surpreendente, muito mais interessante do que imaginamos. Pretendemos voltar. Ficamos no Hotel Diplomatic, que tem um ótimo custo-benefício e uma localização incrível, em frente a mais charmosa praça da cidade. Contamos com o serviço do Romero Frederico, um guia experiente, correto e discreto (não é do tipo que fala muito). É pontual, tem um ótimo e confortável carro (acho que Renault Fluence). Ele agendou todas as visitas e tudo funcionou perfeitamente. Nosso roteiro foi o seguinte:
    1º dia: Maipú : Ruttini Só conhecemos o museu que é bem completo, mostrando toda a evolução da produção de vinho. Ao final, pudemos trocar os ingressos por um vinho, em vez de fazer a degustação.
    Trapiche Linda bodega, visita guiada interessante e degustação bem bacana, num belo salão com chão de vidro por onde se vê as barricas de carvalho com os vinhos.
    Zuccardi: Não almoçamos no restaurante principal, mas no Pão e Oliva, que é excelente! Aconchegante e com um cardápio bem criativo de entradas e massas, os cozinheiros preparam tudo na nossa frente.
    2º dia: Alta Montaña – Parque Aconcagua- Potrerillos, Uspallata, Puente del Inca. Imperdível, o caminho é divino, com as montanhas mudando de cor, sensação única.
    3º dia :Lujan de Cuyo:Achaval Ferrer e foi muito interessante. Fizemos uma degustação exclusiva, onde a sommelier ensina o passo a passo sobre aroma, a partir de 3 Malbecs diferentes (muito legal!).
    Catena Zapata: Muito bonita, arquitetura em forma de pirâmide, um terraço divino com vista para as cordilheiras. Mas é bem comercial, degustação barulhenta e desconfortável.
    Ruca Malen: Fizemos o almoço gourmet de cinco pasos harmonizados com vinho. Não é barato, mas vale muito a pena. Serviço impecável, vinhos maravilhosos, e uma vista deslumbrante da Cordilheira. Vale a apena cada real convertido….
    4º dia :Valle de Uco :Pulenta Estate: Bodega encantadora, recepciona bem, começa com um passeio pelos vinhedos, depois pelo interior da vinícola e a degustação é bem interessante, um grupo pequeno, e os vinhos estão entre os melhores que tomei (amei o Cabernet Franc)
    Salentein: a mais bonita de todas, uma arquitetura incrível, refinada, com muitas obras de arte .No centro da vinícola, rodeado pelas barricas de carvalho francesas, um anfieatro com uma acústica incrível e um piano. A vista das cordilheiras é deslumbrante. A degustação não é aquelas coisas, sem charme, mas a bodega é tão linda que vale muito a pena conhecer.
    Azul: Almoço. Ficamos desapontados. Havia lindo tanto sobre o almoço diferente, que esperava muito mais. Não achei nada demais. A carne veio no ponto errado, demoraram para trazer outra, enfim, bem fraquinho….
    Eu recomendo os serviços de Federico Romero !!!
    Dicas aqui para contatar dados. <a href="http://www.mendozaviagem.com” target=”_blank”>www.mendozaviagem.com
    info@mendozaviagem.com
    wathsapp +54 9 261 3263187

    Tenha Uma Boa Viagem !!!!

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    14 jul, 2015

    Olá Flavia!
    Muito obrigada pelo relato detalhado!! Sem dúvida, poderá ajudar outros viajantes!!! 😀
    Bjs, Anna

    Responder

  77. Flavio
    1 julho 2015

    Mendoza… Com tantas opções fica difícil dizer o que é melhor!!!!
    Ouvimos o tempo todo ( e pudemos constatar a verocidade dessas palavras) que o melhor vinho não necessariamente é o mais caro e sim aquele que te encanta! Depois de meses de planejamento, enfim chegamos a Mendoza e pudemos contar com o total apoio do nosso guiaFederico Romero. Para além de ser uma pessoa extremamente culta, educada e com um domínio perfeito da sua profissão, é um cavalheiro em todos os sentidos. Minha esposa está em cadeira de rodas e o Federico tomou todas a providencias para tornar as nossas visitas as bodegas o mais tranquilo possível. Ora se preocupava em marcar as visitas solicitando um horário tranquilo, ora me auxiliando com o transporte da minha esposa, fosse para descer do carro, empurrar a cadeira ou nos acompanhar em todo momento, sempre se antevendo a alguma dificuldade que poderíamos vir a ter. Sem dúvidas Mendoza com seus vinhos é fascinante, mas tudo ficou muito melhor com o Frederico ao nosso lado nesses 7 dias que lá ficamos. Entramos em contato com ele através das recomendações desse site e nos 40 dias que antecederam a nossa viagem, foram mais de 30 emails trocados, desde o planejamento do roteiro, a sua finalização e valores cobrados. Todos os emails foram respondidos em poucas horas e alguns as vezes em poucos minutos, mostrando todo o seu profissionalismo. Ele trabalha com carros novos que sempre estão limpos e bem conservados, há sempre água disponível e algo fundamental: um motorista que dirige com cautela e com respeito, algo meio complicado de se encontrar no trânsito de Mendoza, já que os acidentes são comuns na região (infelizmente vimos alguns nas estradas).
    O mimo ficou por conta dos regalos de boas vindas que minha esposa e eu recebemos quando fomos recepcionados na nossa chegada…vinho e rosas!
    ( info@mendozaviagem.com / <a href="http://www.mendozaviagem.com” target=”_blank”>www.mendozaviagem.com / wathsapp +54 9 261 3263187)
    Recomendo!!!

    Responder

  78. m fernanda Fonseca
    12 julho 2015

    Quero agradecer o a indicação de vcs para contactarmos a empresa VINTURA turismo porque são muito especiais . Preços adequados, equipe muito profissional, competente e acolhedora. Transporte de qualidade e motorista muito profissional e cuidadoso. Tudo foi perfeito fizeram alem do que foi contratado. Parabéns ao trabalho da equipe, com certeza indicaremos e num próximo retorno estaremos juntos novamente.
    Maria Fernanda B C da Fonseca – São Paulo Brasil

    Responder

    Anna Bárbara Respondeu:
    16 jul, 2015

    Olá Maria Fernanda!
    Fico muito feliz que em saber que a dica foi boa!!! Que bom!! 😀
    Bjs, Anna

    Responder

  79. 14 julho 2015

    Olá Gabriella!
    Como já faz um certo tempo que viajei a Mendoza, não lembro ao certo. Mas acredito que seja por veículo.
    Recomendo consultar novamente os preços, pois é provável que tenham aumentado…
    BJs, Anna

    Responder

  80. 16 julho 2015

    Olá Flavio!
    Obrigada pelo feedback e pelas dicas!!
    Bjs, Anna

    Responder

  81. Irasema Vieira
    5 novembro 2015

    Meu contato se iniciou com a Mariano. Com pronta resposta e muito atenciosa ela preparou um roteiro de 4 dias de acordo com a nossa necessidade e expectativa. Viajamos em 2 pessoas. Visitamos 7 bodegas entre 2 dias. Separamos outro para o passeio Alta Montanha (Aconcágua) e outro para um City Tour em Mendoza. Também muito gentil ela nos deus informações valiosas sobre vinhos, Bodegas e restaurantes. Tivemos almoços incríveis em 2 Bodegas distintas (Casarena e La Azul) e provamos os melhor vinhos destas e das seguintes Bodegas: Pulenta Estate (minha favorita), Achaval Ferrer, Salentein, Cobos e Domaine Bousquet. Nossos tours foram privados, pontuais e extremamente limpa. Imperdível. Parabéns à equipe info@experienciamendoza.com

    Responder

  82. Renata
    16 novembro 2015

    Anna, estive em Mendoza e o primeiro dia na verdade não foi muito bom. Contratamos um “remis” (o mais recomendado), tudo certo ate que chegamos a um controle policial.. fomos MUITO demorados e perdemos a reserva a próxima vinícola. Isso aconteceu porque não todos os remis tem habilitação para fazer turismo. As vezes o barato é caro.. Finalmente voltamos ao centro da cidade e acabamos contratando os serviços de uma agencia. Ficamos muiiito mais tranquilos. Como você diz, a vantagem é não ter nenhuma preocupação com o planejamento, eles se encarregam de tudo: traslados, guias, vinícolas, almoço. Depois do primeiro dia foi maravilhoso. Conhecemos as vinícolas Pulenta State, Ruca Malen (um almoço delicioso), Catena Zapata, Diamandes, The Vines e Andeluna. E ficamos com muita vontade de fazer o Parque Provincial Aconcagua. Agradeço e recomendo a agencia http://www.malbecsymphony.com (info@malbecsymphony.com). Eles foram muito atenciosos e simpáticos. E o mais importante é que eles tem carros com habilitação!!

    Responder

  83. Juliana Sobral
    1 fevereiro 2016

    Oi Anna,
    estou pesquisando pra fazer uma viagem com meu marido, duas amigas e meu irmão em final de julho (é nosso aniversário de 30 anos, meu e de uma das amigas) e encontrei bastante informações por aqui!
    Pensei em irmos pra Buenos Aires e de lá irmos pra Mendoza, passar 3 dias e voltar pra BsAs pra mais alguns dias (4 ou 5). Você acha melhor ir no final de semana pra Mendoza ou durante a semana? Como é uma viagem pra comemorar nosso aniversário, não temos como mudar a data pra uma época de baixa temporada pra que fique mais em conta, mas fazer o que, 30 não se faz todo dia! hehhehehehhe

    Obrigada pela atenção!

    Responder

  84. vpmargarido
    25 junho 2017

    Eu e minha esposa estivemos em Mendoza por 2 oportunidades: em outubro de 2013 e em agosto de 2016. Na primeira oportunidade fomos com mais um casal de amigos, e na segunda vez com este mesmo casal e mais um outro. Foram 2 experiências diferentes, pois na primeira vez era início de primavera e na segunda, inverno, na qual curtimos neve em um passeio nos Andes. Antes da primeira viagem acompanhei muitos blogs, os quais deram excelentes dicas sobre roteiros, hotéis, gastronomia, e em comum, indicaram contatar empresa de turismo para acompanhar os passeios. São muitos vinícolas (mais de 1.000), e encontra-las não é fácil, e também é necessário fazer reserva e chegar no horário (a maioria das grandes não permite atrasos), e lembrar que iniciamos degustação por volta das 9 horas da manhã (geralmente visitamos 3 vinícolas por dia, terminado com almoço na terceira). Entre as vinícolas que muito nos agradaram, podemos citar excelentes degustações na Achaval-Ferrer, Pulenta Estate, Catena Zapata, Viña Cobos, RJ (Raul Joffré), e com almoços maravilhosos na La Azul, El Enemigo, Chandon, Melipal. Visitação que nos surpreendeu foi na Laur (produção de azeites e derivados)!
    Outra grata surpresa foi conhecer nosso guia na primeira viagem, Gabriel Zuliani. Uma pessoa cativante, excelente conhecedor da historia de Mendoza, e fala e compreende um bom português, além de excelente e responsável motorista. Fizemos viagens muito tranquilas. Também nos concedeu excelentes dicas de passeios, vinícolas e restaurantes.
    Ainda pretendemos retornar a Mendoza na época da colheita da Uva, pois dizem que a experiência é também inesquecível!
    Vladimir

    Contato
    Gabriel Zuliani
    E-mail: gabriel@belamendoza.com
    Celular: +54 9 261 596-6497 https://www.facebook.com/BelaMendozaExperienciasd

    Responder

Deixe seu comentário:





* Campos de preenchimento obrigatório

** Ao enviar o seu comentário, você estará automaticamente concordando com a nossa Política de Comentários.