Pulino’s Bar & Pizzeria: excelente pizza na Bowery

Para quem gosta de pizza, a Pulino’s Bar & Pizzeria é endereço certo em Nova York.

Pulino's Pizzaria

Pulino's Pizzaria

Porém, não espere aquele ambiente tradicional italiano, em que a nonna é quem prepara a massa. Tampouco espere mesas com toalhas quadriculadas em tom verde e vermelho ou crianças correndo de um lado para outro.

O lugar é descolado e poderia passar tranquilamente por um restaurante ou bar com inspiração meio retrô. As únicas coisas que indicam se tratar de pizzaria são o neon vermelho da entrada e o grande forno à lenha.

Pulino's Pizzaria

Pulino's Pizzaria

Pulino's Pizzaria

Pulino's Pizzaria

Fotos: Arquivo pessoal

No comando do local está o restauranter Keith McNally, responsável por nada menos que os famosos BalthazarPastisMinetta TavernMorandiPravda, este último um caviar bar underground (Fiquei curiosa para saber como é isso…).

Segundo dizem, Keith Mc Nally tem o dom de descobrir bairros “alternativos” para instalar seus restaurantes gourmet e, coincidência ou não, esses bairros logo se transformam em local disputado e point de pessoas antenadas. Parece que esse é mesmo o caso. A rua Bowery, onde fica o Pulino’s, era, no passado, sinônimo de vagabundagem e prostituição. Hoje o cenário já é outro. Como afirma Alexandra Forbes, jornalista e blogueira, que sabe tudo da gastronomia nova iorquina, a Bowery é a bola da vez.

(…) O pedaço está mudando aos pouquinhos. Primeiro vieram os artistas, atraídos por aluguéis baratos. “Aqui viveram gerações de artistas de todas as mídias, do mundo todo”, diz Saul Dennison, presidente do conselho do New Museum of Contemporary Art. Galpões viraram estúdios e barzinhos do pedaço, pontos de encontro para falar de arte. Em seguida foram criados espaços para performances e instalações, como a Educational Alliance e a Gallery 128. E, enfim, surgiram as primeiras galerias de arte, como a cooperativa de artistas Orchard, a Canada e a Rivington Arms.

Em 2007, o Bowery finalmente recebeu o carimbo de legitimidade que faltava, com a inauguração da nova sede do New Museum. O prédio por si só já é icônico o suficiente para atrair os “arquehólicos” – turistas que viajam o globo para ver, fotografar e “sentir” o vibe de cartões-postais da nova era como o museu de Bilbao de Frank Gehry, por exemplo.

Fonte: http://boavidablog.blogspot.com/2010/09/pronto-bowery-e-o-lower-east-side-em.html

Basta caminhar nas redondezas para avistar as diversas galerias de arte, além de vários restaurantes hypados, como o DBGB Kitchen and Bar, do famoso Chef Daniel Boulud, que fica quase em frente ao Pulino’s. E o melhor de tudo é que

(…) o boom artístico não mudou o espírito alternativo do pedaço – ainda. Continua viva a mistura de juventude punk com um lado meio bagaceiro do comércio montado por imigrantes latinos e chineses (o bairro beira e se confunde com Chinatown). É uma Nova York diferente, vibrante mas encardida. As calçadas são irregulares, os muros, grafitados e os terrenos baldios, sujinhos. Algo assim como o Soho de 20 anos atras, pré-Prada!

Fonte: http://boavidablog.blogspot.com/2010/09/pronto-bowery-e-o-lower-east-side-em.html

Feita a apresentação da vizinhança, vamos ao que interessa: as pizzas! Elas são, sem dúvida, a grande especialidade da casa. Para os tradicionais, tem as pizzas quatro queijos (Quattro formaggi, $ 16) e a pepperoni (Salame piccante, $ 17). Quem preferir inovar, pode optar, por exemplo, pela Polpettine ($ 19), com almôdega, chili em conserva e manjericão, ou pelas pizzas com ovo (Pizze + eggs), disponíveis no cardápio do brunch, que recebem um ovo em cima do recheio.

Escolhemos a pizza Prosciutto + Arugula ($20). Massa super crocante e um delicioso recheio de presunto italiano, rúcula, queijo pecorino e alho. Muito boa!

Pulino's Pizzaria

Foto: Arquivo pessoal

A pizza é, em tese, individual. Mas, a meu ver, é enorme e pode ser dividida facilmente entre duas pessoas.

Para acompanhar, birra italiana (média de $7) ou vinho na garrafa ($18).

A Alexandra Forbes indica, como entrada, a Mozzarella Burrata, com tomate e balsâmico (U$ 14). Pena que essa eu não experimentei… O cardápio ainda conta com outras opções, como saladas, ovos ao forno, sanduíches e massas.

Para sobremesa, as pizza doces são bem criativas. A de Nutella ($ 7/12, dependendo do tamanho) recebe além da nutella, azeite extra virgim e sal marinho, já a Ottima ($ 8/15) combina ricota, geléia de blueberry e bacon.

Além das comidas deliciosas, os preços são bem atrativos. Qualquer prato do brunch não sai por mais de $20.

Depois da comilança, se sobrar tempo para um passeio, a dica é conhecer o New Museum, que fica quase em frente, ou caminhar pela Bowery, para apreciar os grafites nos muros.

Pulino's Pizzaria

Pulino's Pizzaria

Fotos: Arquivo pessoal

Só um último detalhe: lembre-se que o nome da pizzaria é Pulino’s e não Paulino’s, como eu disse para o taxista. Deve ser por isso que ele demorou até para achar o local…

Endereço: 282 Bowery Street, esquina entre a Bowery e E Houston. As estações de metrô mais próximas são a Second Ave – Lower East Side (linha F) e Broadway – Lafayette (linhas B, D, F e M).

Para mais informações sobre a Bowery e os restaurantes hypados de lá, indico os ótimos post da Alexandra Forbes (aquiaquiaqui).

Siga o Nós no Mundo no Twitter: @nosnomundo

Siga o Nós no Mundo no Periscope - @nosnomundo.

No Instagram: @nosnomundo

E curta a nossa fanpage no Facebook: facebook.com/nosnomundo

Planeje sua viagem com a gente

Reserve seu hotel utilizando o Booking.com. Menor preço garantido! Se encontrar tarifa mais barata, eles reembolsam a diferença.

Alugue seu veículo com a RentalCars, a maior empresa on-line de aluguel de carros do mundo, e tenha o menor preço garantido!

Reserve uma casa pelo Airbnb e ganhe desconto no primeiro aluguel.

Compre moeda estrangeira com a Cotação. É seguro e você ganha descontos exclusivos!

* Reservando com os nossos parceiros através do Nós no Mundo, nós recebemos uma pequena comissão. Você não paga nada a mais por isso e, de quebra, ainda ajuda o Nós no Mundo a estar sempre atualizado.

Sobre Anna Bárbara

É louca por viagens! Nem acaba de chegar de uma viagem e já está pensando nas próximas (no plural, é claro!). Tem o passaporte carimbado em mais de 20 países e é apaixonada pela Ásia, ou melhor, por todos os destinos exóticos. Qual a melhor viagem? "Não há dúvida", diz ela, "a melhor viagem é sempre a próxima".

Deixe seu comentário:





* Campos de preenchimento obrigatório

** Ao enviar o seu comentário, você estará automaticamente concordando com a nossa Política de Comentários.