Gêiser del Tatio: aventuras pelo Deserto do Atacama

Ainda estava de noite quando o guia chegou em uma caminhote 4×4 para nos buscar no hotel.

Felizmente havíamos ganhado mais uma hora de sono, por termos trocado a excursão por um tour privado. Economizamos o tempo de recolher os demais integrantes da excursão em cada hotel e, ao invés de sairmos às 4 horas da matina, saímos às 5h.

O guia nos explicou que na bacia geotérmica del Tatio a água subterrânea é aquecida pela lava vulcânica e lançada na superfície por fissuras na terra. O choque de temperatura da água caliente que vem do interior da terra (por volta de 80 a 100º C) com as baixas temperaturas externas cria o espetáculo: água borbulhando, jatos de água escaldante que podem alcançar 10 metros e cortinas de vapor saindo do centro da Terra.

O ideal é fazer o passeio logo no início da manhã, quando o contraste de temperaturas é maior e o vapor fica bem evidente. Ao longo do dia, os gêiseres continuam em atividade, mas com a chegada do sol (e do calor), quase já não se vê o vapor…

Para percorrermos os 90km de San Pedro do Atacama até os gêiseres demoramos quase 2 horas. O caminho é muito acidentado e não há asfalto na maioria do percurso.

Gêiser del Tatio

Foto: Arquivo pessoal. No meio do caminho, bela visão das montanhas…

A mudança de altitude é bem grande: San Pedro está a uma altitude de 2.400m e os gêiseres ficam a mais de 4.300m. Por isso, muitas são as recomendações: deixar para fazer o passeio depois de já ter passado alguns dias no Deserto, para se aclimatar; não ingerir bebida alcoólica nem comer comidas pesadas na noite anterior ao passeio e, durante o trajeto, fazer uma respiração profunda (como nas aulas de ioga e pilates) para minimizar os efeitos da altitude. Outra recomendação é não tomar café da manhã antes de iniciar o passeio, mas essa é para não correr o risco de enjoar com o carro balançando o tempo todo.

Valeu a pena termos seguido as instruções. Não tivemos nenhum problema com a altitude.

Ao avistarmos os primeiros gêiseres, ficamos maravilhados. É um espetáculo da natureza sem igual!

Gêiser del Tatio

Gêiser del Tatio

Fotos: Arquivo pessoal

Fazia apenas 1º C quando chegamos e ventava muito. Casaco corta-vento, luvas, gorro e cachecol são indispensáveis. Ficamos reconfortados quando o guia nos disse que estávamos com sorte, já que a temperatura estava super agradável. Na semana anterior a temperatura era de -10º C!

Depois de tirarmos muitas fotos, chegou a hora de tomar o café da manhã providenciado pelo guia e também pelo hotel, bem ali no meio dos gêiseres. Não tinha cenário melhor.

Gêiser del Tatio Geyser del Tatio

Gêiser del Tatio Geyser del Tatio

Fotos: Arquivo pessoal

Em seguida, resolvemos nos aventurar na piscina natural formada pelas águas quentes dos próprios gêiseres.

Gêiser del Tatio

Foto: Arquivo pessoal

O difícil foi tirar os casacos naquele frio… E o pior foi que a água não estava tão quente quanto eu esperava. Acho que tinha gente demais na piscina…

Depois, o difícil foi sair da água, enfrentar o frio e fazer uma “ginástica” para tirar a roupa molhada no meio de todos e colocar uma roupa seca, sem fazer strip tease (não havia banheiros próximos para trocar de roupa. Aliás, poucos são os banheiros existentes no local e costumam estar lotados. Por isso, a dica é já sair do hotel com roupa de banho por baixo e levar roupas fáceis de vestir e tirar). Mesmo assim curti muito a experiência!! Sabe-se lá quando vou poder tomar banho com águas de um gêiser novamente….

Continuamos o passeio e a temperatura subiu rapidamente.

Gêiser del Tatio

Foto: Arquivo pessoal

No caminho vimos lindas paisagens, diversas lhamas, viñucas e até flamingos. Incrível!!

Deserto do Atacama

Deserto do Atacama

Deserto do Atacama

Gêiser del Tatio Gêiser del Tatio

Fotos: Arquivo pessoal

No final, antes de voltarmos para San Pedro, visitamos rapidamente o minúsculo povoado Machuca.

Povoado Machuca

Foto: Arquivo pessoal

Lá existem algumas opções de artesanato, mas o famoso são mesmo os pratos típicos: pastel de queijo de lhama e um espetinho, também de lhama. Tudo delicioso!! Estava tão bom que até repetimos….

Siga o Nós no Mundo no Twitter: @nosnomundo

Siga o Nós no Mundo no Periscope - @nosnomundo.

No Instagram: @nosnomundo

E curta a nossa fanpage no Facebook: facebook.com/nosnomundo

Planeje sua viagem com a gente

Reserve seu hotel utilizando o Booking.com. Menor preço garantido! Se encontrar tarifa mais barata, eles reembolsam a diferença.

Alugue seu veículo com a RentalCars, a maior empresa on-line de aluguel de carros do mundo, e tenha o menor preço garantido!

Reserve uma casa pelo Airbnb e ganhe desconto no primeiro aluguel.

Compre moeda estrangeira com a Cotação. É seguro e você ganha descontos exclusivos!

* Reservando com os nossos parceiros através do Nós no Mundo, nós recebemos uma pequena comissão. Você não paga nada a mais por isso e, de quebra, ainda ajuda o Nós no Mundo a estar sempre atualizado.

Sobre Anna Bárbara

É louca por viagens! Nem acaba de chegar de uma viagem e já está pensando nas próximas (no plural, é claro!). Tem o passaporte carimbado em mais de 20 países e é apaixonada pela Ásia, ou melhor, por todos os destinos exóticos. Qual a melhor viagem? "Não há dúvida", diz ela, "a melhor viagem é sempre a próxima".

Deixe seu comentário:





* Campos de preenchimento obrigatório

** Ao enviar o seu comentário, você estará automaticamente concordando com a nossa Política de Comentários.