Tem gente que gostar de correr maratonas mundo afora. Outros são loucos por torneios de futebol, principalmente na Europa. Já a Marília Rocha, que escreve o post de hoje, é aficionada por tênis. Em junho deste ano, ela viajou para Paris para curtir o torneio de Roland Garros e conta pra gente, em detalhes, como foi!

Como comprar os ingressos

O primeiro passo é decidir qual tipo de ingresso você busca: premium package,  individual tickets ou multi days passes. E depois decidir a quadra onde quer assistir os jogos: Phelippe Chatrier e/ou Suzanne Lenglen e/ou Quadra 1 e/ou outside courts.

Na página oficial do torneio tem um PDF com os valores dos ingressos por dia e por quadra, além dos mapas dos assentos das quadras.

Roland Garros

Tendo tudo isso em mente, cadastre-se na página oficial do torneio, pois somente quem efetuou o cadastro poderá fazer a compra dos ingressos. E fica a dica: preste atenção na data em que serão abertas as vendas para o tipo de ingresso que pretende comprar. É que primeiro as vendas são abertas para quem é da Confederação de Tênis Francesa, depois para os Premium Packages e, por último, para os individuals tickets e multi days passes. Qualquer dúvida quanto às datas, é só mandar um email para o contato deles que respondem bem rápidinho.

Bom, eu decidi pelo indivudual package. Somente estava disponível para compra a partir do dia 11 de março deste ano às 10h, horário de Paris (6h, no horário de Brasília). Tem que ficar atento! Os ingressos no site oficial acabam em minutos!!!

Super dica:

Acesse o site ainda de madrugada! A fila virtual é formada antes do horário estipulado para a abrir para a compra. Logo que entrar no site, irá aparecer uma mensagem informando quantas pessoas estão na sua frente e o tempo de espera para conseguir efetuar sem login. Importante! Não atualize a página. Ou você será mandado para o final da fila.

No meu caso, eu acessei o site 10 minutos antes da hora agendada para o início das venda e já havia 10 mil pessoas na minha frente, na fila virtual. Isso mesmo! 10.000 pessoas!!!! Quase enlouqueci achando que não fosse consegui comprar…

Felizmente, como cada pessoa só pode comprar 4 ingressos, eu consegui o meu!! Comprei o multi days passes para as semi-finais por 275 euros, pelos dois dias.

Efetuar a compra on line é bem fácil. Quando o site te levar para a página do login, é porque chegou a sua vez. Efetue o login e comece a compra. Como disse antes, é melhor saber antecipadamente qual dia e qual quadra pretende comprar, já que há tempo limite para efetuar a sua compra. Feito isso, o site irá escolher seus assentos, sempre os melhores disponíveis, dentro da categoria escolhida. Também há a opção de escolher alguma refeição, bônus na boutique e a toalha do torneio para levar de recordação. Aí é só informar os dados do cartão de crédito e voilà!! A confirmação do pagamento você recebe na hora.Os ingressos, contudo, só ficam disponíveis um mês após a data da compra.

Importante:

Os ingressos somente são vendidos no site oficial. Não há bilheteria no local. E cambistas são proibidos! O ingresso é nominal e precisa ser apresentado na entrada juntamente com um documento de identificação.

Outro site onde se pode adquirir ingressos para Roland Garros é o Viagogo, um site autorizado de revenda de ingressos. Somente ficam disponíveis aqueles ingressos de quem comprou e, por algum motivo, deseja vender. E o preço? É o mesmo que a pessoa pagou no site oficial. Enfim, é a segunda chance para quem não conseguiu comprar anteriormente no site oficial.

Antes de ir para os jogos

Bom, depois de todo esse processo de compra, chegou o grande dia!

Antes de ir para os jogos, faça um kit de sobrevivência. Afinal, você passará o dia inteiro lá (começa às 11h e termina sabe-se lá que horas… Depende da dificuldade dos jogos).

O que eu recomendo levar?

– garrafa de agua (até 1L). Lá tem fontes para encher

– sanduiches e snacks (Tudo por lá é bem inflacionado. Então faça seu sanduíche ou compre um lanche pronto em algum mercado antes de ir. Também levei uma saladinha, comprada na La Grand Epicerire. Estava bem quente e a saladinha caiu super bem.

– boné ou chapéu

– protetor solar (rosto e corpo)

– óculos escuros

– canga ou toalha (caso chova, vc irá precisar secar o seu assento. Se o sol tiver escaldante, serve para se proteger do sol)

– casaco – (lá é aberto e o tempo pode mudar rapidamente)

– seu celular com o app oficial baixado

– ingressos, documento de identidade com foto e cartão de crédito utilizado para  efetuar a compra

Roland Garros

Não é permitido entrar no complexo com laptop, tripé ou pau de selfie. Tem um guarda volume para deixar suas coisas lá.

Como chegar até o local do torneio

O metrô é uma excelente opção. É assim que a maioria das pessoas chega até o complexo Roland Garros. Utilize a linha 9: Mairie de Montreuil – Pont de Sèvres (estações mais próximas Michel-Ange Auteuil ou Michel-Ange Molitor) ou a linha 10: Gare d’Austerlitz – Boulogne (estações mais próximas: Porte d’Auteuil ou Boulogne Jean-Jaurès).

Roland Garros

Da estação do metrô até o portão principal são apenas 10 minutos de caminhada. Lembre-se de comprar o bilhete de volta juntamente com o bilhete de ida. Do contrário, mofará numa fila quilométrica. Todos saem ao mesmo tempo do complexo…

Como funciona o complexo Roland Garros

Ao entrar no complexo, há logo a grande Boutique de Roland Garros. Lá você encontra uma variedade enorme de lembrancinhas, inclusive o famoso chapéu Panamá. Se gastar mais de 175 euros em comprar, você já pode pedir o tax refund lá mesmo no complexo. Por isso, não deixe de levar seu passaporte. O passaporte serve tanto para entrada e como para o tax refund.

Roland Garros

Também há várias outras lojas espalhadas pelo complexo, como Adidas e Lacoste.

Outra opção interessante é o Museu do Tênis, com acesso gratuito para quem esta assistindo aos jogos. Vale a pena a visita!

Roland Garros

Os jogos

Bom depois de rodar o complexo, que é bem grande, por sinal, está na hora de entrar na quadra para assitir aos jogos.

No meu caso, assisti as seguintes partidas: Safarova x Iavanovich, Serena x Basinski, Muray x Djoko e Wawrinka x Tsonga. Foram todos jogaços!!! Menos o da Serena que atropelou a adversária…

Para quem não conseguiu ingresso…

Mesmo que você não tenha ingressos, dá para curtir um pouco do clima e da emoção de Roland Garros no Champ de Mars, onde colocam um mega telão para transmitir os jogos. O visual é demais! Você fica no gramado assistindo aos jogos bem aos pés da Torre Eiffel.

Roland Garros

Assisti à final feminina lá no gramado. Mas a final masculina estava impraticável… o local estava mega cheio!!! Quando cheguei, não havia mais nenhum lugar ao sol, que dirá na sombra… E olha que fazia uns 35 graus!!!

Roland Garros

O jeito foi mesmo voltar para o apê e assistir à final masculina pela TV mesmo. Lá, canais locais transmitem os jogos. Não precisa de TV a cabo.

Outra opção é ver as partidas no telão localizado dentro do complexo. Para isso, é só comprar o ingresso para as quadras anexas (outside courts) e assistir do telão. Não sei se fica lotado. De qualquer forma, esse ingresso é bem baratinho.

 

Essa foi a minha experiência. Amei tanto que pretendo voltar ano que vem! É como juntar o útil ao agradável: Paris + Roland Garros. Tem como não amar?  :)

Levando todas as nutricionistas à loucura, foi inaugurada a mais nova loja da marca Mr. Brownie em Brasília, com um menu cheio de delícias e focado em sobremesas para formiga nenhuma colocar defeito.

Mr. Brownie Store

Sabe o lema da chef Juliana Motter “A vida é curta. Comece pela sobremesa!”? Se aplica perfeitamente à loja Mr. Brownie, pois eles são focados em sobremesas com base no conhecido brownie com recheio de doce de leite, carro chefe da casa, mas em diversas combinações, como o cheesecake e crème brûlée. Nham!

Mr. Brownie Store

São mais de 30 opções de sobremesas no cardápio, mas ainda não são todas que estão disponíveis. Estivemos lá após 1 mês de inauguração da loja e o movimento estava tranquilo, com o atendimento bem ágil e cortês. Nada de ficar muito tempo esperando para mandar a dieta para o espaço, rs.

Mr. Brownie Store

Além do cheesecake, pedimos um volcano, aquela sobremesa que fez sucesso nas redes sociais, onde uma esfera de chocolate é derretida com calda quente também de chocolate, revelando assim o recheio com sorvete de creme e a base feita com o brownie da marca. Melhor que contar é mostrar (clique aqui para ver o vídeo):

Mr. Brownie Store

Encerramos os trabalhos com um brownie da hora, que é a receita clássica do Mr. Brownie, mas saindo quentinho do forno e super recheado com doce de leite! Veja se não é uma perdição…

Mr. Brownie Store

A conta fechou em R$41,25 já com os 10% do atendimento para 2 Brownies da Hora, 1 Volcano, 1 Cheesecake e 1 água mineral. Achamos o valor bem justo e abaixo da maioria dos concorrentes que conhecemos na cidade. :)

Mr. Brownie Store

Vale mencionar toda a comunicação visual da loja, que é muito divertida e descontraída. Com termos como “Bitch don’t kill my brownie”, “Just brownie it”, “Dieta não me representa”, “Orgulho glúten”, entre outros, rs.

Loja Mr. Brownie

CLS 103, Bloco B, loja 40 – Asa Sul, Brasília/DF
Funcionamento: Terça a Domingo, 09:00h – 20:00h
Telefone: (61) 3347-0208

Na manhã do dia 25 de julho de 2015, a Inframerica realizou o 1º Spotter Day do Aeroporto de Brasília. O evento que reuniu fotógrafos (profissionais e amadores) apaixonados por aeronaves permitiu que os 65 selecionados – via inscrição no site do aeroporto – pudessem fotografá-las de perto e em áreas restritas, onde só é possível o acesso de pessoas autorizadas.

1º Spotter Day do Aeroporto de Brasília

O termo spotter vem do inglês e significa “observador”, mas também é utilizado para “vigia”, “guarda” ou até mesmo “detetive particular”. No Brasil e no mundo todo, fotógrafos que buscam captar o movimento das aeronaves, as pinturas especiais, entre outros, são chamados de plane spotters, pois eles realizam um trabalho realmente investigativo.

1º Spotter Day do Aeroporto de Brasília

Rádio para ouvir a frequência da torre e saber sobre o movimento de pousos e decolagens, colete refletivo, câmera a postos, boné e protetor solar são só alguns dos itens carregados pelos observadores de aviões. Eles acompanham as frequências abertas da torre de comando para saber exatamente quando uma determinada aeronave irá pousar ou levantar voo, para então fazer a melhor foto.

1º Spotter Day do Aeroporto de Brasília

Aplicativos nos smartphones também são essenciais para acompanhar via radar a movimentação das aeronaves e saber com antecedência se algum modelo de avião “raro” em determinado aeroporto, ou pinturas especiais das cias aéreas estarão no aeródromo de interesse.

1º Spotter Day do Aeroporto de Brasília

Geralmente os spotters ficam em pontos de observação próximos às pistas e na área externa, mas numa iniciativa inédita em Brasília, a Inframerica (administradora do aeroporto) montou um evento muito bem organizado e convidou os fotógrafos para dentro da área restrita, deixando-os bem próximos dos aviões para registrar tudo.

1º Spotter Day do Aeroporto de Brasília

Tudo começou com um briefing na noite anterior ao evento, onde todos conheceram a equipe da Inframerica que organizou o 1º Spotter Day. Lá nos foi explicado como seria a estrutura, horário para chegada e os procedimentos de segurança.

1° Spotter Day do Aeroporto de Brasília

Nos impressionou o trabalho realizado por eles, pois procuraram spotters da cidade para que fossem feitos estudos de iluminação – posição do sol -, movimentação das aeronaves, segurança e distância da pista para a realização do evento e, permitir as melhores condições para os spotters aproveitarem. Ao final do briefing foi entregue um kit com camiseta e alguns itens úteis dos patrocinadores e apoiadores do Spotter Day.

1° Spotter Day do Aeroporto de Brasília1° Spotter Day do Aeroporto de Brasília

No dia seguinte todos se encontraram no horário combinado e, logo após a identificação e passagem pela área de segurança, foi hora dos cliques. Milhares deles!

1º Spotter Day do Aeroporto de Brasília1º Spotter Day do Aeroporto de Brasília1º Spotter Day do Aeroporto de Brasília1º Spotter Day do Aeroporto de Brasília

Teve aceno de pilotos e passageiros;

1º Spotter Day do Aeroporto de Brasília1º Spotter Day do Aeroporto de Brasília1º Spotter Day do Aeroporto de Brasília

Alguns praticamente pararam para a foto;

1º Spotter Day do Aeroporto de Brasília1º Spotter Day do Aeroporto de Brasília1º Spotter Day do Aeroporto de Brasília

Teve avião da Força Aérea Brasileira também marcarcando presença;

1º Spotter Day do Aeroporto de Brasília

E muitos outros taxiando para decolar!

1º Spotter Day do Aeroporto de Brasília1º Spotter Day do Aeroporto de Brasília1º Spotter Day do Aeroporto de Brasília1º Spotter Day do Aeroporto de Brasília1º Spotter Day do Aeroporto de Brasília

O clima de descontração – e empolgação – esteve presente durante todas as 4 horas de evento, tanto que, no final, todos foram embora com pesar, mas felizes com a experiência e torcendo por novas edições do Spotter Day SBBR. 😀

1º Spotter Day do Aeroporto de Brasília

A Inframerica ainda realizou um concurso fotográfico, onde a melhor fotografia entre os participantes será premiada com uma viagem para Natal com tudo pago. Boa sorte aos spotters!

Quer saber quando acontecerá o próximo? Acompanhe o Aeroporto de Brasília nas redes sociais! Eles estão identificados como @aeroportobsb no Instagram e Twitter.

O lugar: Porto Alegre. A data: primeiro final de semana de agosto de 2015. Os presentes: 32 blogueiros de viagem de todo o Brasil. O motivo: compartilhar experiências, transformar em reais as amizades virtuais e turistar em Porto Alegre. E o que aconteceu por lá?

Bem, isso você confere nas fotos a seguir. Já adianto que foi uma diversão só!

Tudo começou com um coquetel de boas-vindas no Ibis Moinho de Vento, com direito a vinhos e espumantes da Aurora, cervejas artesanais da DaDo Bier, além de um brinde incrível: um Pôster Mapa-Múndi da Viagema. Aliás, diga-se de passagem: ganhei um pôster a mais para ser sorteado aqui no Nós no Mundo nos próximos dias. Aguardem!

TchÊncontroTchÊncontroTchêncontro

Claro que o tema viagem esteve presente em todas as conversas e seguiu noite adentro quando ficamos hospedadas no quarto coletivo do Porto Alegre Hostel Boutique. Os quartos são limpos e os ambientes de uso comum têm decor compartilhada, dando um contraste legal com o casarão antigo do centro histórico de Porto Alegre. É uma ótima opção para quem busca hospedagem a preços atrativos. Em breve, conto todo os detalhes de lá.

TchÊncontroTchÊncontro

Como não podia faltar uma visita à Serra Gaúcha, fizemos um bate-e-volta até Bento Gonçalves e Garibaldi. Foi bem corrido, mas deu para matar a saudade do charmoso Caminhos de Pedra, a rota dos imigrantes italianos pela Serra Gaúcha, com direito a parada no Parque da Ovelha. As comidinhas ficaram por conta da Salumeria Caminhos de Pedra e da Casa Righesso. Divino!

TchÊncontroTchÊncontroTchÊncontro

Depois de Bento, uma paradinha em Garibaldi para conhecer o primeiro champagne do Brasil. Isso mesmo. Não é espumante, é champagne mesmo. Mas isso é um assunto para um próximo post…

TchÊncontro

De volta à Porto Alegre, aproveitamos para passear em uma feira de carros antigos, fazer um city tour, almoçar no CTG e fazer um passeio de barco pelo Guaíba, com direito, é claro, a um pôr do sol fantástico, e ainda tomar cerveja na Toca da Coruja. O roteiro é intenso. Só para os fortes, rsrs.

TchÊncontroTchÊncontroTchÊncontroTchÊncontroTchÊncontroTchÊncontroTchÊncontro

E olha a galera toda aí:

TchÊncontroTchÊNcontro

Só mesmo o ótimo vídeo da Alessandra do blog Tô pensando em viajar para mostrar como foi!

Enfim, quando tantos blogueiros de viagem se juntam, as risadas, as piadas, a bagunça e a farra são inevitáveis. Saímos com dicas e planos de viagem, além de muitos novos amigos. Fantástico!

E é claro que não para por aí. Em setembro tem mais encontro de blogueiros de viagem. É o Curitiblogando! Tem dúvida de que será bom?? Basta acompanhar o nosso instagram, facebook e twitter para acompanhar nossa próxima farra! 😀

Verão na Alemanha é assim: biergatens lotados, canecas transbordando de cerveja e ruas com intensa programação cultural. É tudo o que um turista pode querer!!

MuniqueMunique

Desembarcamos em Munique em meados de junho, coincidentemente no aniversário da fundação cidade, chamado de Stadtgründungsfest, comemorado, este ano, nos dias 13 e 14 de junho. Era festa por todos os lados! Aliás, verão na Europa é assim: uma festa só!

MuniqueMuniqueMunique

Em razão dos dias mais quentes e longos, os locais aproveitam para fazer programações ao ar livre. É teatro, cinema, música, feira, piquenique, tudo a céu aberto. Além de parques e praças sempre lotados.

É nesse clima de verão e de festa que os biergartens fazem o maior sucesso.

Biergarten são espaços ao ar livres, onde a degustação de cervejas é o grande destaque. Áreas abertas de restaurantes, pracas, parques… Praticamente todo local ao livre pode se tornar um biergarten. Basta algumas mesas e muita, muita cerveja.

Foi exatamente assim que a Marienplazt, a praça mais conhecida de Munique (famosa pelo seu relógio), se transformou num mar de guarda-sol e grandes mesas coletiva. Músicos e artistas de rua aproveitaram para

MuniqueMuniqueMunique

Munique

E não foi só na Marienplatz. Várias outras praças e ruas do centro histórico (Altstadt) também foram tomadas por biergartens durante Stadtgründungsfest. Não se preocupe se visitar a cidade em outra época. Os biergartens se multiplicam em toda a cidade durante todo o verão.

O bom dos biergarten é que eles são democráticos. Qualquer um pode chegar, sentar e participar da festa. Nada de ingresso para entrar nem de assentos reservados.

O cardápio é reduzido: alguns tipos de cervejas locais, uma ou duas opções de suco ou refrigerante e algumas poucas opções de comida, todas especialidades locais. Mas, convenhamos, quem vai a um biergarten, quer degustar uma boa cerveja e não ter uma experiência gastronômica. Então, se for com esse propósito em mente, garanto que não irá se decepcionar. Se pedir cerveja, pretzel ou wurst, o sucesso é garantido!!

Munique

Só para explicar: wurst são os tradicionais salsichões alemães. Podem ser feitos com carnes porco, vaca/vitela ou ainda com uma combinação de carnes. São deliciosos! Não deixe de experimentar a weisswurst, uma salsicha branca típica da Bavária. Apesar da aparência estranha, é deliciosa!

As cervejas, em geral, são servidas em enormes canecões de 500ml ou 1 litro. E prepare-se! Reza a lenda que é necessário beber, pelo menos, um canecão de 1 litro, sem ajuda de outra pessoa, para poder regressar à Baviera (região ao sul da Alemanha famosa pelas cervejas). Se é verdade ou não, não sei dizer. Por via das vias, me esforcei para tomar meu canecão sozinha, rsrs.

Os preços das canecas de 500 ml custam em torno de 3 a 5 euros. E fica o aviso: as canecas não são brindes para levar para casa. Na maioria dos biergartens em espaços públicos, ao comprar a cerveja, é necessário pagar o valor referente ao depósito pelo uso do copo, uma espécie de caução. E junto com a caneca transbordando de cerveja eles te entregam uma ficha. Quando terminar a bebedeira, basta se dirigir ao caixa e devolver a caneca com a fichinha, para recebe de volta o valor relativo à caução, que costuma ser um torno de 1 a 2 euros.

Há alguns dias atrás escrevemos sobre a iniciativa do Sesc Brasília de trazer clássicos do cinema para a praça mais turística da Capital: a Praça dos Três Poderes.

Os filmes são exibidos a céu aberto e projetados no Panteão da Pátria, um dos famosos monumentos projetados Oscar Niemeyer. A novidade começou no mês de maio e segue até o final do mês de agosto. (Veja os detalhes e a programação completa aqui: Sesc Cine Club: cinema ao ar livre na Praça dos Três Poderes em Brasília)

Dia 14/08, sexta

19:30 – A Máfia no Divã

Dia 21/08, sexta

19:30 – 12 Homens e uma Sentença

Dia 28/08, sexta

19:30 – O Dólar Furado

 

E a moda, para o deleite dos brasilienses, pegou!

O CCBB Brasília divulgou na sua programação de cinema a exibição de seis filmes ao ar livre, que ocorrem até o dia 16/08. As próximas sessões ao ar livre ocorrerão dia 15 e 16 de agosto, no gramado do CCBB.

Apesar de não ter o charme da Praça dos Três Poderes, a estrutura ali é bem melhor. A telona e o som são de boa qualidade. E há muito espaço para trazer um canga, um cobertor e um vinho para se esparramar pelo gramado. Além disso, antes e depois do filme dá para curtir uma boa música e provar comidinhas gostosas de food trucks.

Dia 15/08, sábado

20h – Meu Tio (França/Itália, 1958, comédia, colorido)

Dia 16/08, domingo

20h – 2001: Uma Odisseia no Espaço (EUA/Reino Unido, 1968, ficção, colorido)

 

 

Tem também cinema no Museu da República! É o Festival Trilha Sonora!

Dia 10/08, segunda

17h – Arca Russa

19h – Cássia Eller

Dia 11/08, terça

18h – Carlitos Policial

 

A entrada é gratuita em todos os três eventos.

É uma ótima oportunidade para curtir noites estreladas e o friozinho de Brasília!